• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-29032018-102832
Documento
Autor
Nome completo
André Felipe Farias Braga
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Joviliano, Edwaldo Edner (Presidente)
Ribeiro, Maurício Serra
Schmidt, Andre
Sobreira, Marcone Lima
Título em português
Estudo do tratamento endovascular para a estenose de artéria renal em rim transplantado
Palavras-chave em português
Angioplastia
Cirurgia endovascular
Estenose
Transplante renal
Resumo em português
Introdução: O transplante renal é a terapia substitutiva de escolha para a insuficiência renal crônica. O número absoluto de transplantes renais vem aumentando mundialmente e consequentemente as complicações deste procedimento têm sido evidenciadas com maior recorrência, dentre elas a estenose na artéria renal transplantada. A técnica endovascular vem mostrando bons resultados iniciais, com boa taxa de perviedade e baixa taxa de complicações pósoperatórias quando comparadas a técnica aberta para tratamento da estenose. O objetivo deste estudo foi avaliar os resultados primários da angioplastia da artéria renal do rim transplantado secundário a processo de re-estenose. Métodos: Realizado estudo retrospectivo no período de setembro de 2009 a outubro de 2015, baseado em protocolos de seguimento pós-transplante com perfil dos pacientes submetidos a tratamento por estenose em artéria de rim transplantado e o seguimento em curto prazo com critérios clínicos, laboratoriais e ultrassonográficos. Resultados: Dentre um total de 391 transplantes, 19 pacientes foram diagnosticados com Estenose na Artéria renal transplantada. Evidenciado um tempo médio entre o transplante e o diagnóstico de 172,6 dias. As estenoses ou acotovelamentos com alterações hemodinâmicas foram evidenciadas na anastomose (47%), no terço proximal (35%) e terço médio (18%) da artéria transplantada. Todos os pacientes foram submetidos a angioplastia com balão e posicionamento de stent metálico com sucesso técnico de 94,7 %. A creatinina média evoluiu de 3,63 mg/dl para 2,69 mg/dl em 24h e para 1,81 mg/dl em 30 dias (p<0.05). A taxa de filtração glomerular melhorou de 32,66 ml/min para 41,61 ml/min após 24 horas e 51,05 ml/min após 30 dias (p<0.05). Os critérios ultrassonográficos avaliados de velocidade da artéria renal e índice reno-iliaco (368,9 cm/seg e 3,71 pré angioplastia) normalizaram e se estabilizaram durante o período estudado (211,45 cm/seg e 1,69 90 dias pós angioplastia; p<0.05). Conclusão: A abordagem endovascular utilizando de angioplastia primária e colocação de stent metálico foi segura com boa uma taxa de sucesso técnico. O procedimento foi efetivo na melhora da função renal do enxerto transplantado e na correção das alterações ultrassonográficas evidenciadas no pré-operatório.
Título em inglês
Study of endovascular treatment for renal artery stenosis in transplanted kidney
Palavras-chave em inglês
Angioplasty
Endovascular surgery
Kidney transplantation
Stenosis
Resumo em inglês
Introduction: Renal transplantation is the substitutive therapy of choice for chronic renal failure. The absolute number of renal transplants has increased worldwide and consequently the complications of this procedure have been evidenced with greater recurrence, among them stenosis in the transplanted renal artery. The endovascular technique has shown good initial results, with good patency rate and low rate of postoperative complications when compared to the open technique for stenosis treatment. The aim of this study was to evaluate the primary results of ATP from the renal artery of the transplanted kidney secondary to the restenosis process. Methods: A retrospective study was carried out from September 2009 to October 2015, based on post-transplant follow-up protocols with a profile of patients submitted to stenosis in a transplanted kidney artery and a short-term follow-up with clinical, laboratory and ultrasonographics criteria. Results: Out of a total of 391 transplants, 19 patients were diagnosed with transplanted renal artery stenosis. An average time between transplantation and the diagnosis of 172.6 days was evidenced. Stenting or flexing with hemodynamic changes were evident in the anastomosis (47%), in the proximal third (35%) and the middle third (18%) of the transplanted artery. All patients underwent balloon angioplasty and metallic stent placement with technical success of 94.7%. Mean creatinine increased from 3.63 mg / dL to 2.69 mg / dL in 24 hours and to 1.81 mg / dL in 30 days (p <0.05). The glomerular filtration rate improved from 32.66 ml / min to 41.61 ml / min after 24 hours and 51.05 ml / min after 30 days (p <0.05). The ultrasound criteria evaluated for renal artery velocity and reno-iliac index (368.9 cm / sec and 3.71 pre angioplasty) normalized and stabilized during the study period (211.45 cm / sec and 1.69 Angioplasty, p <0.05). Conclusion: The endovascular approach using primary angioplasty and stent placement was safe with good technical success rate. The procedure was effective in improving the renal function of the transplanted graft and in correcting the ultrasound changes evidenced in the preoperative period.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.