• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2013.tde-03032014-141407
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Arruda Fajardo Xavier
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Ceneviva, Reginaldo (Presidente)
Andreollo, Nelson Adami
Rocha, Paulo Roberto Savassi
Salgado Júnior, Wilson
Troncon, Luiz Ernesto de Almeida
Título em português
Avaliação cintilográfica do esvaziamento gástrico e do trânsito intestinal após cirurgia bariátrica
Palavras-chave em português
DGYR
Esvaziamento gástrico
Trânsito intestinal
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo avaliar o esvaziamento gástrico e o trânsito intestinal em 31 pacientes (sendo 10 controle e 21 com vômitos) após cirurgia bariátrica de DGYR e a relação das alterações destas duas variáveis entre si e com quadro sintomático e ainda tentar definir o tempo de esvaziamento gástrico desejável. O esvaziamento gástrico e o trânsito gastrintestinal foram avaliados mediante cintilografia, segundo técnicas padronizadas e previamente empregadas em outros estudos. A análise das imagens obtidas e armazenadas foi feita mediante o delineamento de regiões de interesse (ROI, da expressão, em Lingua Inglesa, region of interest) correspondendo ao coto gástrico, para a quantificação do esvaziamento gástrico, e para este segmento e também para as porções proximal e distal do intestino delgado e para a região ileocecal, para o trânsito gastrintestinal. A mesma região de interesse foi utilizada para as contagens de todas as imagens consecutivas, para a mesma projeção e para o mesmo paciente. Para a determinação do esvaziamento gástrico, a atividade em cada momento do estudo foi expressa pela média geométrica das contagens das imagens anteriores e posteriores, para correção do efeito da eventual movimentação intragástrica das partículas do radiotraçador (30, 60, 90 e 120 minutos após ingerir a refeição). Foi feita também correção adicional das contagens para compensar o declínio físico do 99m Tecnécio. Ambas as correções foram feitas automaticamente pelo equipamento. As contagens corrigidas permitiram a construção, para cada sujeito do estudo, da correspondente curva de esvaziamento gástrico, expressa como porcentuais de retenção intragástrica do radiotraçador ingerido, em cada um dos momentos de aquisição das imagens. Foi considerado como tempo inicial o momento em que se deu o término da ingestão da refeição contendo o radioisótopo, que corresponderia idealmente a um estado caracterizado por retenção intragástrica alimentar de todo o ingerido (100%). Após a realização da cintilografia, as imagens permaneceram armazenadas num sistema computadorizado acoplado à gama câmara e, no momento da análise, foram então definidas manualmente as ROI correspondentes ao estômago, ao jejuno, ao íleo e à região ileocecal. Em todos os casos, atentou-se para que as áreas destas ROI fossem semelhantes, o que foi feito levando-se em conta o número de pixels englobado por cada uma das regiões. Foi feita uma subdivisão do grupo com sintomas em 2 subgrupos: 8 pacientes com quadro de vômitos e exames de imagem alterados (EDA e seriografia) e 11 pacientes com quadro de vômitos e exames de imagem normais.O teste de Mann-Whitney bicaudal foi utilizado para comparações entre os dois grupos e entre os dois subgrupos. Os resultados foram apresentados como mediana e percentis, com significância de p < 0,05. Para a verificação das correlações entre esvaziamento gástrico e trânsito intestinal foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman, com significância de p < 0,05: não houve diferença significativa entre os dois grupos nos diversos tempos estudados (30, 60, 90 e 120 minutos) com relação ao esvaziamento gástrico. Também não houve diferença significativa com relação ao trânsito intestinal de acordo com o centro geométrico nos tempos 0, 30, 60, 90 e 120 minutos. Entretanto, houve diferença significativa entre os dois subgrupos extraídos do grupo com sintomas em todos os tempos do esvaziamento gástrico e nos tempos 0, 30, 60 e 90 minutos do trânsito intestinal (centro geométrico). Não houve diferença significativa entre os subgrupos no tempo 120 e na progressão do centro geométrico. Descritores: esvaziamento gástrico, trânsito intestinal, DGYR.
Título em inglês
Scintigraphic evaluation of gastric emptying and of intestinal transit after bariatric surgery
Palavras-chave em inglês
Gastric emptying
Intestinal transit
RYGB
Resumo em inglês
The objective of the present study was to assess gastric emptying and intestinal transit in 31 patients (10 controls and 21 with vomiting as a symptom) after bariatric surgery by RYGB and the relation of the alterations of these two variables between them and with the signs and symptoms, and also to try to define the desirable time of gastric emptying. Gastric emptying and gastrointestinal transit were evaluated by scintigraphy according to standardized techniques previously employed in other studies. The images obtained and stored were analyzed by delineating the regions of interest (ROI) corresponding to the gastric stump for the quantitation of gastric emptying and also for the proximal and distal portions of the small bowel and for the ileocecal region, for the gastrointestinal transit. The same ROI was used to count all the consecutive images for the same projection and for the same patient. For the determination of gastric emptying, the activity at each time point in the study was expressed as the geometric mean of the counts of the anterior and posterior images, for the correction of the effect of eventual intragastric movement of the radiotracer particles (30, 60, 90 and 120 minutes after meal ingestion). The counts were also additionally corrected to compensate for the physical decline of 99m Technetium. Both corrections were automatically made by the equipment. The corrected counts permitted the construction for each subject of the corresponding gastric emptying curve, expressed as percentage of intragastric retention of the ingested radiotracer at each time of image acquisition. The initial time was considered to be the moment when the ingestion of the meal containing the radioisotope occurred, which would ideally correspond to a state characterized by intragastric retention of all the food ingested (100%). After scintigraphy, the images were stored in a computerized system coupled to the gamma camera and, at the time of analysis, the ROI corresponding to the stomach, jejunum, ileum and ileocecal region were defined manually. In all cases, an attempt was made for these ROI to be similar, by taking into account the number of pixels included in each region. The group with symptoms was divided into 2 subgroups: 8 patients with vomiting and altered imaging exams (UDE and seriography) and 11 patients with vomiting and normal imaging exams. The two-tailed Mann-Whitney test was used to compare the two groups and the two subgroups. Data are reported as median and interquartile range, with significance set at p < 0.05. The Spearman correlation coefficient was used to determine the correlations between gastric emptying and intestinal transit, with significance set at p < 0.05. There was no significant difference between the two groups at the various time points studied (30, 60, 90 and 120 minutes) regarding gastric emptying. Also, there was no significant difference regarding intestinal transit according to the geometric center at 0, 30, 60, 90 and 120 minutes. However, there was a significant difference between the two subgroups extracted from the group with symptoms at all times of gastric emptying and at times 0, 30, 60 and 90 minutes of intestinal transit (geometric center). There was no significant difference between subgroups at 120 minutes or in the progression of the geometric center.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TESEMARCIAARRUDA.pdf (2.03 Mbytes)
Data de Publicação
2015-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.