• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2016.tde-06012016-132149
Documento
Autor
Nome completo
Luana Maria Silva Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Franci, Celso Rodrigues (Presidente)
Carnio, Evelin Capellari
Elias, Lucila Leico Kagohara
Marcondes, Fernanda Klein
Rocha, Maria Jose Alves da
Título em português
Participação de receptores ER e ER na ativação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal por estresse hemorrágico
Palavras-chave em português
Eixo HPA
ER
hemorragia
Resumo em português
Em função da categoria dos estressores, vias neurais específicas são envolvidas e respostas distintas podem ser induzidas. A literatura tem reportado que o estrógeno (E 2 ) através de seus receptores de tipos (ER) e (ER) influencia a atividade do eixo hipotálamo hipófise adrenal (HPA). Além disso, há evidências de que o E2 exerça efeitos protetores em situação de choque hemorrágico. O objetivo deste trabalho foi verificar a participação dos receptores ER e ER na atividade do eixo HPA durante estresse hemorrágico. Foram utilizadas ratas Wistar ovariectomizadas que receberam injeções s.c. de DMSO (veículo), PPT (agonista ER) ou DPN (agonista ER), durante 3 dias. No segundo dia, as ratas foram canuladas para coleta seriada de sangue na manhã seguinte. Os animais receberam (controle) ou não (hemorrágicos) reposição imediata com salina. Os hormônios corticosterona (CORT), ocitocina (OT) e vasopressina (AVP) foram dosados por radioimunoensaio. Ao final do experimento, os ratos foram perfundidos e os cérebros processados para imuno-histoquímica de FOS, tirosina hidroxilase (TH) e hormônio liberador de corticotrofina (CRH). Nos animais tratados com veículo, a hemorragia gradual moderada aumentou a secreção de CORT, OT e AVP, a expressão de neurônios TH ativados na região A1C1 e de FOS no mpPVN. O PPT reduziu a secreção de CORT, na situação controle atuando no LC e mpPVN; e também após hemorragia atuando no LC, NTS, A1C1 e mpPVN. O DPN reduziu a secreção de CORT apenas após estresse hemorrágico atuando no LC, A1C1 e mpPVN. O PPT bloqueou o aumento da secreção de OT e aumentou a secreção de AVP, após hemorragia. O DPN, por sua vez, reduziu a concentração plasmática de OT e aumentou a concentração plasmática de AVP, independentemente da hemorragia. Em conclusão: o estrógeno pode exercer uma ação inibitória sobre a secreção basal de CORT somente através da ação do ER sobre o LC e mpPVN; a secreção de CORT aumenta em resposta à hemorragia gradual moderada e o estrógeno pode exercer um controle inibitório nessa resposta através de ER atuando sobre LC, NTS, A1C1 e mpPVN, bem como através de ER atuando sobre LC, A1C1 e mpPVN.
Título em inglês
Estrogen receptors ER and ER participation in HPA axis activation by hemorrhagic stress
Palavras-chave em inglês
ER
hemorrhage
HPA axis
Resumo em inglês
Depending on the stressors category, specific neural pathways are involved and different responses can be selected. It has been reported in the literature that estrogen (E2 ) can affect hypothalamus pituitary adrenal (HPA) axis activity through its receptors type (ER) and (ER). Moreover, there is evidence that E 2 has protecting properties after hemorrhagic shock. The aim of this work was to assess the participation of ER and ER on HPA axis activity during hemorrhagic stress. It was used ovariectomized Wistar rats that received s.c. injections of: DMSO (vehicle), PPT (ER agonist) or DPN (ER agonist), during 3 days. In the second day the rats were catheterized for serial blood collect in the next morning. Animals received (control) or not (hemorrhagic) immediate reposition with same volume of isotonic saline. The hormones corticosterone (CORT), oxytocin (OT) and vasopressin (AVP) were measured by radioimmunoassay. At the end of the experiment, animals were perfused and their brains were processed for immuno-histochemistry for FOS, tyrosine hydroxylase (TH) and corticotropin releasing hormone (CRH). In vehicle treated animals, the gradual hemorrhage enhanced CORT, OT and AVP secretion, TH activated neurons expression in A1C1 and FOS expression in mpPVN. PPT decreased plasma CORT in control situation acting on LC and mpPVN, and also after hemorrhage acting on LC, NTS, A1C1 and mpPVN. DPN reduced plasma CORT only after hemorrhagic stress acting on LC, A1C1 and mpPVN. PPT blocked the increase of OT secretion and increased AVP secretion, after hemorrhage. The agonist DPN reduced OT and increased AVP levels, despite hemorrhage. In conclusion: E2 can exert an inhibitory effect on CORT basal secretion only through ER action on LC and mpPVN; CORT secretion increases after gradual moderate hemorrhage and E2 inhibit this secretion through ER action on LC, NTS, A1C1 and mpPVN, as well through ER action on LC, A1C1 and mpPVN.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (1.98 Mbytes)
Data de Publicação
2016-01-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.