• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2010.tde-15062010-132024
Documento
Autor
Nome completo
Alejandra Maria Devecchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Sampaio, Maria Ruth Amaral de (Presidente)
Barossi, Antonio Carlos
Duarte, Denise Helena Silva
Monteiro, Leonardo Marques
Sanabria, Leonel Tula
Título em português
Reformar não é construir. A reabilitação de edifícios verticais: novas formas de morar em São Paulo no século XXl
Palavras-chave em português
Edifícios
Reabilitação
Renovação urbana
Tecnologia de reforma
Resumo em português
Percorrendo a área central da cidade de São Paulo surpreende a existência de numerosos edifícios verticais totalmente vazios. São construções com mais de cinco pavimentos, geralmente empreendidos na primeira metade do século vinte com a vanguarda tecnológica da época, que por diversas razões seus proprietários preferiram fechar. Também, surpreende que a forma urbana vertical tão disseminada na cidade não esteja associada ao aumento de densidades demográficas. Neste contexto, a formulação de uma política urbana embasada na compactação da cidade e na utilização do patrimônio construído subutilizado parece uma idéia sensata. O presente trabalho, através do inventário das edificações construídas até 1945 nos distritos da Sé e República e da pesquisa sobre intervenções de reforma no mundo, tem como objetivo central a indicação de tecnologias de reforma para a reabilitação de edifícios verticais. Desmistificando a idéia corrente no meio empresarial brasileiro de que a produção habitacional através da reforma de edifícios verticais obsoletos é um processo economicamente inviável, sem mercado e com barreiras legais intransponíveis, este trabalho demonstra que a formulação de uma política de reforma de edifícios altos constitui uma oportunidade única de mobilização de recursos materiais subutilizados, de reestruturação produtiva da indústria da construção civil assim como de compactação da cidade através da intensificação do uso do solo em áreas centrais.
Título em inglês
Refurbishment is not building. The rehabilitation of highrise buildings: new housing forms in São Paulo in XXI century
Palavras-chave em inglês
Buildings
Refurbishment technology
Rehabilitation
Urban renewal
Resumo em inglês
Going through the downtown area of Sao Paulo, It astonishes the quantity of high-rise buildings completely empty. With over five floors, they are the beginning twentieth century cutting edge technology. It is also surprising, that the urban vertical form so widespread throughout the city is not associated with increasing population densities; on the contrary the districts with concentration of high-rise buildings have lost population. The formulation of an urban policy grounded in the compaction of the city and the use of the underused built heritage seems to be an adequate idea. The main purpose of this research, by the inventory of buildings constructed before 1945 in the districts of Sé and República and the research on refurbishment technologies in the world is the appointment of technology appropriate for the rehabilitation and conversions of high-rise buildings. Debunking the idea prevalent in the Brazilian housing industry that the reform of outdated buildings is a process economically unviable without market and insurmountable legal barriers, this work demonstrates that the formulation of a high-rise buildings refurbishment policy is an unique opportunity to mobilize underused resources, re-structuring the production building industry as well as compacting the city through intensification of land use in central areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Devecchi_Tese_1.pdf (60.11 Mbytes)
Data de Publicação
2010-06-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.