• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2019.tde-14012019-165513
Documento
Autor
Nome completo
Renata Maria Pinto Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Ricardo Toledo (Presidente)
Bruno, Ana Paula
Ferreira, Claudio José
Júnior, Angelo Salvador Filardo
Nucci, Nelson Luiz Rodrigues
Título em português
Interfaces dos riscos urbanos na Região Metropolitana de São Paulo
Palavras-chave em português
Abordagem de múltipas ameaças
Gestão de riscos urbanos
Infraestrutura crítica
Inundações
Região Metropolitana de São Paulo
Resumo em português
Diante do crescimento de ameaças extremas, a gestão do risco de desastres é um campo em transformação. Marcos internacionais, que promovem a preparação da resiliência física e financeira nos países, e a lei que institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, orientam a mudança de foco da resposta à prevenção, exigindo desdobrar o tema em agendas urbanas variadas. Compreender fatores que amplificam riscos é um dos pontos dessa agenda: em contextos adensados, há vulnerabilidade criada pela própria complexidade e interdependência de grandes sistemas de infraestrutura urbana. Sobre ela, a precariedade urbana acumula vulnerabilidades que podem não resultar em simples soma, mas na escalada dos riscos. Situações classificadas como baixo risco por um setor, quando associadas, podem desencadear efeitos de grande escala. Contribuindo como método para análise de riscos desse contexto, esta tese aborda dimensão desafiadora: a Região Metropolitana de São Paulo como segunda natureza. Compreende desastres como falhas de sistemas urbanos, e busca analisar interfaces em risco que podem amplificar impactos. Identifica, nos conflitos entre escalas local e regional, riscos residuais, falhas sistêmicas, de interface e de desenvolvimento intersetorial. Como base empírica, levanta instrumentos de planejamento e de identificação de risco já existentes e potenciais, e desenvolve análise quantitativa de ocorrências na abrangência Metropolitana para os últimos 10 anos. A análise qualitativa, baseada em notícias de jornal dos períodos com eventos mais críticos, foi desdobrada por meio de entrevistas e levantamento de processos, planos, propostas e programas existentes para 3 casos emblemáticos na RMSP: inundações persistentes no Jardim Pantanal; conflitos entre ocupação, controle de inundação e o Sistema Cantareira na região Norte; e conflitos nos aproveitamentos hídricos a oeste, com impactos extrametropolitanos. As conclusões conduzem a uma agenda específica de pesquisa urbana, como campo que pode conferir visão integradora e de coordenação ao tema da gestão de riscos.
Título em inglês
Interfaces of urban risks in São Paulo Metropolitan Area
Palavras-chave em inglês
All hazards approach
Critical infrastructure
Floodings
São Paulo Metropolis
Urban risk management
Resumo em inglês
As extreme weather threats rise, disaster risk management field constantly change. Both the International policy frameworks, which promote physical and financial resilience to the countries, and the Brazilian National Policy on Civil Protection and Defense, are driving the focus from response to prevention. This requires a deeper and broader understanding of risk management in urban agenda. Understanding conditions that amplify risks is one of the points of this agenda: there are vulnerabilities created by the very complexity and interdependence of large urban infrastructure systems in large cities and metropolises. On them, urban precariousness overlaps vulnerabilities that may not result in simple sum, but in the escalating of risks. Situations classified as low risk by one sector, when associated, can trigger large-scale effects. Proposing a method for risk analysis of these situations, this thesis addresses a challenging dimension: the São Paulo Metropolitan Region and its second nature. It understands disasters as failures of urban systems, and analyzes interfaces at risk that can increase impacts. It identifies residual risks, interface and systemic failures, and intersectoral development gaps in local and regional cross-scale conflicts. The research was based on surveying existing and potential urban planning instruments and risk identification instruments, and on quantitative analysis of occurrences within the metropolitan area for the last decade. The qualitative analysis was based on newspaper reports from the periods with the most critical events. It was detailed through interviews and survey of existing processes, plans, proposals and programs for 3 emblematic cases in the São Paulo Metropolitan Area: floods in Jardim Pantanal, in the east region; conflicts between urban settlements, flood control and the Cantareira Water Supply System in the north region; and water resources conflicts in the west region, with extra-metropolitan impacts. The conclusions lead to a specific research urban agenda, as a field that might integrate and coordinate actions towards a more effective urban risk management.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.