• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.16.2008.tde-12052010-161559
Documento
Autor
Nome completo
Maria Helena Britto Lagoa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Pellegrino, Paulo Renato Mesquita (Presidente)
Gonçalves, Fabio Mariz
Scarassati, Agnaldo
Título em português
O Parque da Água Branca: o manejo sustentável de uma floresta urbana
Palavras-chave em português
Floresta urbana
Manejo ambiental
Parque da Água Branca
Parques urbanos
Plano de manejo
Resumo em português
O presente estudo avaliou o Parque Estadual Dr. Fernando Costa, também chamado Parque da Água Branca, localizado na zona oeste da capital paulista, suas características, suas particularidades sociais e ambientais e sua composição arbórea, como parte da Floresta Urbana de São Paulo, descrevendo sua evolução ao longo do século XX, até a atualidade. Teve por objetivo definir um conjunto de ações e estratégias sustentáveis, na busca de um equilíbrio entre as formas de uso do parque e a conservação de seus recursos naturais. Para tanto, analisou os meios físico, sócio-econômico e biológico. A investigação do meio físico foi feita através de análises das condições de suas estruturas construídas e do processo de esgotamento de uma de suas nascentes. A avaliação do meio sócio-econômico foi feita por meio da aplicação de 152 entrevistas com usuários do Parque, observando seu grau de conscientização quanto à importância e aos benefícios das áreas verdes na melhoria do ambiente e na qualidade de vida, além de seu grau de satisfação quanto aos elementos que o parque oferece. O meio biológico foi estudado através do cadastramento e diagnóstico geral da vegetação arbórea presente no local. Os dados de campo mostraram a ocorrência de 99 espécies de árvores, representadas por 35 famílias, dentro de um universo de 2890 exemplares, a maioria disposta sem nenhum planejamento, desde a inauguração do Parque. Foi feito um paralelo com o levantamento da vegetação do Parque realizado no ano de 1996, quando do tombamento do Parque pelo CONDEPHAAT e, em ambos os trabalhos, foi diagnosticada uma predominância de espécies exóticas em relação às nativas com mais de 70%. A baixa diversidade biológica também foi constatada em ambos os casos, onde praticamente metade de todos os indivíduos existentes no parque é representada por apenas cinco espécies, fatores esses, indesejados para a manutenção do equilíbrio ecológico da área. Este diagnóstico ampliado gera um histórico da área, retratando o que ela foi um dia e a forma como está atualmente, servindo de base para planejar o que se pretende que ela seja no futuro. Um ambiente natural de um parque urbano quando analisado em conjunto com a forma como o homem faz uso desse espaço, proporciona uma visão das interações entre os processos naturais e os propósitos humanos através do tempo, auxiliando no entendimento das necessidades atuais e criando subsídios para a apresentação de propostas de intervenções, que para este caso, serão feitas ao final do trabalho.
Título em inglês
Água Branca Park: the sustainable management of an urban forest
Palavras-chave em inglês
Água Branca Park
Environmental management.
Management plan
Urban forest
Urban parks
Resumo em inglês
The present study evaluated the State Park "Dr. Fernando Costa", also called Parque da Água Branca (Água Branca Park) located in the west part of São Paulo City, its characteristics, its social and natural environment particularities, and its tree composition, as part of the Urban Forest of São Paulo. It describes its evolution along the 20th century until the present time. The study has the objective of defining sustainable actions and strategies, in order to get a balance between the park way of using and the conservation of its natural resources. For that, it analyzed the physical, social-economic and biological environments. The investigation of the physical environment was done via analyzes of its structure conditions and analyzes of the exhaustion of one of its water sources. The evaluation of the social-economic environment was done through 152 interviews with users of the park, watching their degree of awareness about the importance and benefits of the green areas in the improvement of the environment and of the life quality, besides the satisfaction degree about what the park offers. The biological environment was studied through the register in a cadastre and a general diagnosis of tree population presents in the place. The data got in the survey shown the occurrence of 99 species of trees, represented by 35 families in a universe of 2.890 units, most of them growing without any planning, since the park was inaugurated. It was done a comparison with park vegetation survey carried out in 1996, when the park was declared of permanent preservation area by CONDEPHAAT. Both studies show the predominance of exotic species in relation to the native species, with more than 70 percent of the total. The low biological diversity was also detected in both studies and practically half of all of the trees in the Park are represented by only five species, which are facts not desirable for keeping the ecological balance of the area. This extended diagnosis generates a historical description of the area, showing what it was in the past and what it is nowadays. It serves as basis to plan what it is desired the area should be in the future. The natural environment of an urban park when analyzed in relation with the way of human being uses the area, offers a view of the interactions between the natural processes and the human being purposes along the time. It helps the understanding of the current needs and it creates subsidies for the presentation of proposals of interventions that, in this case, will be done at the end of the work.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
HLagoa_Dissertacao.pdf (29.55 Mbytes)
Data de Publicação
2010-05-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.