• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2019.tde-21122017-095951
Documento
Autor
Nome completo
Camila Assis Peres Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Mazzilli, Clice de Toledo Sanjar (Presidente)
Camargo, Eleida Pereira de
Almeida, Andréa de Souza
Dantas, Denise
Souza, Sandra Maria Ribeiro de
Título em português
As cores e as formas dos cheiros: as correspondências entre os sentidos do olfato e da visão em frascos de perfumes
Palavras-chave em português
Brasil
Design
Percepção
Perfume
Representação
Resumo em português
O presente projeto tem por objetivo investigar as correspondências entre os sentidos da visão e do olfato, por meio do design de frascos de perfumes. Isto é, objetiva-se investigar quais cores e formas melhor representam determinados cheiros. O interesse pelo tema reside no potencial para crescimento apresentado pelo mercado de perfumaria brasileiro. O país se encontra entre os maiores consumidores de fragrâncias do mundo. O design de embalagem como campo de atuação diretamente relacionado à comercialização de fragrâncias apresenta, por consequência, potencial para crescimento. Parte-se da hipótese de que é possível atribuir significados aos cheiros tal como temos atribuído às cores, às formas, às texturas e à tipografia na prática do design. Argumentamos que, na medida em que compreendermos melhor os efeitos dos cheiros e os significados que as pessoas a eles atribuem, será possível representá-los graficamente com mais eficácia. Sabe-se que traduzir cheiros em imagens não é uma tarefa muito fácil. Além de o cheiro evocar percepções que variam de indivíduo a indivíduo, sabe-se que os humanos possuem dificuldades de visualizá-los e verbalizá-los. Apesar disso, o levantamento de dados realizado através por meio de revisão bibliográfica, somado às pesquisas iniciais realizadas, aponta para a possibilidade de se estabelecer alguns padrões de associação entre as cores, as formas e os cheiros. Para averiguar essa hipótese, o projeto se desenvolveu basicamente por meio de dois eixos. O primeiro deles tratou da percepção dos cheiros, no qual o objetivo foi avaliar a tradução de estímulos olfativos em estímulos visuais. Para tanto, foram realizados experimentos nos quais um grupo de pessoas analisou, às cegas, um perfume. O segundo eixo tratou da representação dos cheiros, tendo como objetivo analisar como os estímulos olfativos são coletivamente traduzidos em estímulos visuais pela indústria da perfumaria. O estudo se encerra com uma análise comparativa entre os dados obtidos em ambos os eixos. Apresentamos as relações existentes entre os estímulos olfativos, verbais e visuais a fim de capacitar os profissionais que atuam na área da perfumaria na utilização de uma retórica visual e verbal em maior consonância com os cheiros dos perfumes.
Título em inglês
The colors and shapes of smells: the correspondences between the senses of smell and sight in perfume bottles
Palavras-chave em inglês
Brazil
Design
Perception
Perfume
Representation
Resumo em inglês
The present project aims to investigate the correspondences between the senses of sight and smell through the design of bottles of perfumes. That is, it aims to investigate which colors and shapes can better represent certain smells. The interest in the theme lies in the potential for growth presented by the Brazilian perfumery market. Brazil is among the largest consumers of fragrance in the world. Packaging design as a field of knowledge directly related to the commercialization of fragrances presents, as a consequence, potential for growth. It is hypothesized that it is possible to attribute meanings to smells as we have attributed to colors, shapes, textures, and typography in design practice. We argue that as we better understand the effects of smells and the meanings people attribute to them, it will be possible to represent them graphically more effectively. It is known that translating smells into pictures is not a very easy task. In addition to the scent evoking perceptions that vary from individual to individual, it is known that humans have difficulty visualizing and verbalizing them. In spite of this, the data collection carried out through a bibliographic review, added to the initial research carried out, points to the possibility of establishing some patterns of association between colors, forms and smells. To verify this hypothesis, the project was conducted through two axes. The first axis dealt with the perception of odors, where the objective was to evaluate the translation of olfactory stimuli in visual stimuli. For this, were carried out experiments where a group of people analyzed the blinds a perfume. While the second axis dealt with the representation of the scents, aiming to analyze how olfactory stimuli are collectively translated into visual stimuli by the perfume industry. The study concludes with a comparative analysis between the data obtained in both axes. We present the relationships between olfactory, verbal and visual stimuli so as to enable professionals working in the area of perfumery to use visual and verbal rhetoric in greater consonance with the scents of perfumes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.