• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Ana Claudia Castilho Barone
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Sampaio, Maria Ruth Amaral de (Presidente)
Bartalini, Vladimir
Feldman, Sarah
Lira, Jose Tavares Correia de
Rizek, Cibele Saliba
Título em português
Ibirapuera: parque metropolitano(1926-1954)
Palavras-chave em português
Parque do Ibirapuera
Parques urbanos
Pavilhões do Ibirapuera
São Paulo (SP)
Resumo em português
O Parque Ibirapuera é o primeiro parque metropolitano da cidade. Foi concebido como um espaço moderno, destinado ao cultivo do lazer e da cultura da população urbana. Projetado para as comemorações do IV Centenário de fundação de São Paulo, sua história envolveu oposições que foram, até o presente momento, silenciadas. A perspectiva deste trabalho desloca o enfoque do eixo comemorativo, para fazer emergirem os conflitos de posição, sobretudo quanto ao programa do parque. Na época de sua implantação, na década de 50, a construção dos pavilhões do Ibirapuera foi amplamente questionada por um grupo de urbanistas, jornalistas e intelectuais que previam para a área um parque exclusivamente verde. No entanto, os conflitos em torno dessa questão não foram discutidos pela ampla bibliografia já produzida a respeito do parque. Tais conflitos indicam que se delineava um campo de disputas entre os grupos sociais que atuavam na decisão de como o parque deveria configurar-se.
Título em inglês
Ibirapuera: metropolitan park (1926-1954)
Palavras-chave em inglês
Ibirapuera Park
Ibirapuera pavilions
Urban parks
Resumo em inglês
Parque Ibirapuera was the first metropolitan park in São Paulo. It was conceived as a modern space, destined to offer leisure and culture to the population. The park was projected to be part of São Paulo´s 4th Centenary celebrations, but its story involves oppositions that have been omitted in further debate. This work displaces the usual focus on the commemorative axle, in order to highlight the conflicts involved in the creation of the park – mainly related to its program. By the time of Ibirapuera´s implantation, in the 50´s, the construction of its pavilions was widely questioned by a group of urban planners, journalists and intellectuals who wanted an exclusively green park for that area. Nevertheless, this debate has never been discussed by the large bibliography already produced about the park, even though those conflicts seems to outpoint a battlefield between the social groups that acted in the decisions of the park´s configuration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ibirapuera.pdf (6.50 Mbytes)
Data de Publicação
2010-11-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.