• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2019.tde-18012019-094308
Documento
Autor
Nome completo
Maria Alice Vaz de Almeida Mendes Correia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Faggin, Carlos Augusto Mattei (Presidente)
Antonucci, Denise
Bassani, Jorge
Castro, Luiz Guilherme Rivera de
José, Hélder da Conceição
Título em português
O modelo do urbanismo e da arquitetura do movimento moderno - Luanda 1950/1975
Palavras-chave em português
Angola
Arquitetura moderna
História da arquitetura
Luanda
Modernismo
Resumo em português
Luanda é a capital de Angola. Situada no litoral norte, é considerada a mais desenvolvida cidade do país. Já no início do século XX, há registros de seu crescimento, porém, seu maior avanço aconteceu entre os anos de 1950 e 1975, isto porque nesse período surge um novo modelo de urbanismo. No contexto dessas mudanças, estavam as novas intenções de Portugal dirigidas para Angola, que incluíram a abolição do degredo e a substituição dos degredados por uma população portuguesa com vontade de trabalhar numa terra que lhes foi oferecida. À época, na província de Angola, foi criado um novo modo de vida com a adaptação daquilo que se fazia de melhor na Europa e na América. Eram novas edificações e novos hábitos. Nesse novo modo de vida, a habitação, o trabalho e o lazer estavam juntos e se viu o surgimento dos cinemas ao ar livre. Nesse cenário destacam-se as realizações dos arquitetos brasileiros modernos. Eles foram precursores de um urbanismo e de uma arquitetura adaptados aos trópicos. Nesse ponto, a África do Sul se evidencia como uma das pioneiras nesse tipo de arquitetura. Aos portugueses só chegou esse interesse depois dos resultados na África do Sul, o que os levou a uma tomada de consciência de que para projetar no continente africano seria necessário conhecer o território e viver nele, pois só conhecendo os problemas seria possível a sua solução e desenvolvimento. Sob essa perspectiva, vieram os profissionais formados em instituições francesas e inglesas destinados a introduzir uma arquitetura moderna, contrariando o regime de Salazar. Como o regime sempre conseguiu se impor, existiram diferenças na arquitetura produzida para os edifícios públicos e para o tipo de habitação que atenderia negros e brancos, assim como a imposição de regras aos profissionais que nem sempre conseguiram cumprir o estabelecido na Carta de Atenas. Passados 46 anos após a independência de Angola, se reconhece a qualidade dessa arquitetura e, por essa razão se apela pela sua preservação.
Título em inglês
Luanda's modern urban and architectural movement - 1950/1975.
Palavras-chave em inglês
Angola
History of architecture
Luanda
Modern architecture
Modernism
Resumo em inglês
Angola's capital city Luanda, located in the north coast, is considered the most developed city of the country. There are records of its growth in the beginning of the twentieth century, however, the city's greatest advance is recorded between the years 1950 and 1975, the reason being the emergence of a new urbanism model. In the context of these changes were Portugal's new intentions for Angola, which included the abolition of deportation and the replacement of those deported by a Portuguese population who wanted to work in a land that had been offered to them. At the time, in the province of Angola, a new way of life was created with the adaptation of best things Europe and America had to offer. They brought with them new architectural structures, and new habits. With their new way of life, housing and work ethics, they also brought; the at the time extremely popular open-air theaters to Luanda. In this scenario, the achievements of modern Brazilian architects stand out. They were precursors to urbanism and architecture adapted to the tropics. At this point, South Africa stood out as one of the pioneers in this type of architecture. The Portuguese only found themselves interested in this after the results in South Africa, which led them to the awareness that to build on the African continent it was be essential to know the territory and live in it, because only after knowing the problems, would it be possible to solve them and continue the development. With this knowledge, professionals trained in French and English institutions were sent to introduce a modern architecture, contrary to the Salazar regime. As the regime always managed to impose itself, there were differences in the architecture produced for public buildings and the type of housing that would serve blacks and whites, as well as the imposition of rules on professionals who were not always able to comply with the Charter of Athens. 46th years after Angola's independence, the quality of the architecture continues to be recognizer, and for this reason, efforts should be taken to continue it's preservation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.