• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2014.tde-05112014-144822
Documento
Autor
Nome completo
Maria Cristina Caponero
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Bueno, Beatriz Piccolotto Siqueira (Presidente)
Azevedo, Elizabeth Ferreira Cardoso Ribeiro
Kantor, Iris
Lefevre, José Eduardo de Assis
Marins, Paulo César Garcez
Título em português
Festas paulistanas em perspectiva histórica de longa duração: produção e  apropriação social do espaço urbano, permanências e rupturas(1711-1935)
Palavras-chave em português
Espaço público urbano
Festas públicas
Práticas sociais
Representação
São Paulo
Resumo em português
Diferentemente dos estudos tradicionais sobre as festas realizados pela História Social, pela Sociologia ou pela Antropologia, a presente tese tem como objeto de estudo as festas públicas no espaço urbano de São Paulo. Trata-se de um estudo espacializado e discutido em função dos impactos dessas práticas na cidade na longa duração, pois somente assim são perceptíveis as rupturas e continuidades. Nossa baliza cronológica inicial é o ano de 1711, marco de São Paulo enquanto cidade e momento em que a urbe apresenta uma vida urbana mais intensa, com um degradé social mais acentuado. Analisamos as festas públicas de realização e de frequência obrigatórias, espacializando seus espaços em meio à paisagem urbana e social. Procuramos compreender seu significado e função para os diversos grupos, entrevendo as práticas através das representações, e conflitos nas entrelinhas das normas e obrigações. Interpretamos o Império como período de transição na direção de um crescente processo de laicização nos usos dos espaços urbanos públicos e momento em que as festas deixaram de ser de realização obrigatória, isentando os moradores dos seus encargos de outrora. Procuramos mostrar como os Códigos de Posturas passaram a encarar as festas, levando em alguns casos à perda de suas funções simbólicas intrínsecas e de seu espaço na paisagem urbana. Nossa principal contribuição reside no exame mais detalhado do período republicano, quando o Brasil é decretado território laico, tendo a Igreja oficialmente se separado do Estado, mas mantendo-se a união em situações estratégicas e ideologicamente oportunas para a construção e fortalecimento do ideário e poder do novo regime em curso. Buscamos então compreender o espaço das festas e seus significados em meio às transformações materiais e sociais por que passava a cidade, especialmente no seu perímetro central. Entrevimos um descompasso entre a dimensão do espaço material em transformação e as festas. A área central da cidade transformou-se brutalmente em volumetria, mas se manteve muito semelhante em planimetria, tornando-se pequena e dominada por outros usos menos interessados nas grandes festas públicas, expulsando, recolhendo ou encolhendo algumas delas, ofuscando outras. Nossa baliza cronológica final é o ano de 1935, marco da ruptura na forma como as festas vinham sendo tratadas, deixando de ser controladas por seus impactos urbanísticos e passando a ser encaradas pela municipalidade mais como recreação do que propriamente como um problema relacionado com a própria feitura da cidade. Assim, a partir da análise de fontes primárias civis e eclesiásticas como Atas, Correspondências, Pedidos de Alvarás e Licenças, Livros de Tombo da Igreja e outras fontes oficiais comprometidas com o interesse de quem estava no poder, procuramos compreender o espaço da festa na paisagem urbana da cidade de São Paulo. O caso paulistano é um entre tantos outros e o estudo dos pormenores do processo, com seus ritmos por vezes contraditórios, com sua cadência ao sabor dos interesses, e seus descompassos inevitáveis, permitiu entrever o jogo das práticas em meio às representações, longe de ser um processo linear e tampouco rápido e sem conflitos.
Título em inglês
Parties of São Paulo city in a long duration historical perspective: production and social appropriation of the urban space, permanences and ruptures (1711-1935)
Palavras-chave em inglês
Public parties
Representation
Social practices
Urban public space
Resumo em inglês
Unlike traditional studies about parties conducted by Social History, Sociology or Anthropology, this thesis has as object of study the public parties in the urban area of São Paulo. This is a spatialized study and discussed in light of the impacts of these practices in the city in the long duration, because only in this manner the ruptures and continuities are perceptive. Our initial chronological line is the year 1711, mark of Sao Paulo as town and moment when the metropolis presents a more intense urban life, with a more pronounced social gradient. We analyzed the public parties of mandatory frequency and realization, spatializing their spaces amid the urban and social landscape. We tried to understand their meaning and function for the different groups, glimpsing practices through representations, and conflicts between the lines of the rules and obligations. We interpreted the Empire as the transitional period toward a growing secularization process in the uses of public urban spaces and moment when the parties ceased to be of compulsory realization, exempting residentes from their burden of yore. We tried to show how the Codes of Postures began to face up to the parties, leading in some cases to the loss of their intrinsic symbolic functions and of their space in the urban landscape. Our main contribution lies in the closer examination of the Republican period, when Brazil is declared secular territory, having the Church officially separated itself from the State, but keeping the union at strategic situations and ideologically appropriated to the building and strengthening of ideology and power of the new regime underway. Then, we tried to understand the space of parties and their meanings mid material and social transformations that the city passed by, especially in its central perimeter. We glimpsed a mismatch between the dimension of the material space in transformation and the parties. The downtown area was brutally transformed in volumetry, but it remained very similar in planimetry, becoming small and dominated by some other uses less interested in the major public parties, expelling, retiring or shrinking some of them, overshadowing others. Our final chronological line is the year 1935, mark of the rupture in the way as parties were being treated, ceasing to be controlled by their urban impacts and starting to be faced up by municipality more as recreation than as a problem associated to the own mode of making of the city. Then, from the analysis of ecclesiastical and civil primary sources such as Minutes, Correspondences, Requests of charters and licenses, "Livros de Tombo" of the Church and other official sources committed to the interests of whose were in power, we tried to understand the space of the party in the urban landscape of São Paulo city. The case of São Paulo city is one among many others, and the study of the details of the process, with its rhythms sometimes contradictory, with its cadence according to the interests, and with its inevitable mismatches, allowed a glimpse the practices game amid representations, far from being a linear process neither fast and nor without conflicts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TESE_CAPONERO.pdf (23.88 Mbytes)
Data de Publicação
2014-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.