• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Massami Inoue
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gitahy, Maria Lucia Caira (Presidente)
Campos, Cristina de
Castriota, Leonardo Barci
Correia, Telma de Barros
Kuhl, Beatriz Mugayar
Título em português
Fim da linha? Vilas ferroviárias da Companhia Paulista (1868-1961): uma investigação sobre história e preservação
Palavras-chave em português
Ferrovias
Paisagem cultural
Patrimônio
Vila operária
Resumo em português
O propósito desta pesquisa foi estudar a história social das vilas ferroviárias da Companhia Paulista e contribuir para a discussão sobre a preservação das mesmas. Dentre as diversas companhias ferroviárias espalhadas pelo estado de São Paulo, elegeu-se a Companhia Paulista, a primeira formada com capital nacional e com grande penetração geográfica, política, econômica e social. E dentre as suas vilas, foram escolhidas somente seis como estudo de caso - Itirapina, Brotas, Dois Córregos, Jaú, São Carlos e Rincão - ainda não analisadas, e que apresentavam um número considerável de casas e se localizavam geograficamente próximas, no "coração" do estado de São Paulo. O recorte temporal é o da própria Companhia que inicia-se em 1868, e termina em 1961, como empresa privada. Como métodos empregados a pesquisa utilizou- se de fontes primárias - especialmente os Relatórios da Companhia Paulista - e como fontes secundárias, houve duas vertentes que se procurou conjugar: uma referente às vilas ferroviárias, a Companhia Paulista e seus trabalhadores e, outra vertente referente às questões de preservação. Foram de fundamental importância as visitas de campo às respectivas cidades, na verificação do estado de conservação, sua morfologia urbana e a aplicabilidade de propostas pensadas para sua preservação. Igualmente importantes foram às visitas técnicas realizadas para analisar e comparar o encaminhamento dado ao patrimônio industrial ferroviário e urbano nos diferentes países. As vilas ferroviárias tomadas de maneira isolada parecem ser insignificantes, contudo, ao estudar a história social da Companhia Paulista e principalmente a de seus trabalhadores, as vilas passam a adquirir outro significado. Desse modo, o valor das vilas ferroviárias é melhor entendido com a apreciação dos processos históricos mais amplos. Um dos caminhos possíveis encontrados para a re-significação encontra apoio no conceito de paisagem cultural, assim como no conceito de áreas de conservação ou conservação integrada. Os conceitos se complementam e ambos auxiliam a gestão do patrimônio. E a partir do conceito de áreas de conservação, encontra-se a leitura morfotipológica. Ao invés de uma leitura estilística das vilas ferroviárias, optou-se por fazer tal leitura, mais ligada ao tecido urbano, aliada é claro, à investigação da história social destes espaços, que acreditamos que dá sustentação e significação para uma política de preservação, na busca de encontrar o caráter do lugar, e ao mesmo tempo conectar o passado à dimensão contemporânea que devem ter as políticas de preservação. Espera-se assim ter cumprido com os objetivos, de valorizar novamente as vilas ferroviárias e o mundo do trabalho dentro da história e das políticas de preservação.
Título em inglês
End of the line? Railway worker villages of Companhia Paulista (1868-1961): a research about history and preservation
Palavras-chave em inglês
Cultural landscape
Heritage
Railways
Worker villages
Resumo em inglês
The aim of this research was to study the social history of the railway worker villages of the "Companhia Paulista" and to contribute to the discussion about their preservation. Among many railway companies spread in the São Paulo state, the "Companhia Paulista" was chosen because it was the first company to be founded with national capital and due to its geographical, political, economic and social influence. Among its villages, only six of them were chosen as cases of study - "Itirapina", "Brotas", "Dois Córregos", "Jaú", "São Carlos" e "Rincão" - villages not yet analysed, which showed a considerable number of houses and were located geographically close to each other, "in the heart of" São Paulo state. The time frame of the research was given by the company life time itself, with start in 1868 and end in 1961 as a private enterprise. The methods employed were the investigation of primary sources - especially the "Companhia Paulista" annual reports - and secondary sources, which were divided into two parts that we sought to combine: one refers to railway worker villages, the "Companhia" and its workers, and the other one refers to the preservation issues. The field visits to the aforementioned cities were important for the verification of their conservation status, their urban morphology as well as for the analysis of the applicability of the proposals to their preservation. The technical visits made were similarly important to analyse and compare the solution given to the industrial railway and urban heritage in different countries. Taken into an isolated view, the railway villages seem insignificant, however, as we study the accompanying social history of the "Companhia Paulista" and mainly of its workers, the villages acquire a whole new meaning. Thus in this way, the value of the railway worker villages is better understood with the analysis of broader historical processes. One of the possible ways found to the "re-meaning" is supported by the cultural landscape concept as well as the concept of conservation areas or integrated conservation. The concepts complement one another and both help in the heritage management. From the concept of conservation areas, the morphotypological analysis emerges. Instead of a stylistic analysis of the railway worker villages, we preferred the present type of analysis, more related to the "urban fabric" and connected to the investigation of the social history of these places, which we believe sustain and give meaning to the preservation policies, in the search of the "character of the place", while at the same time trying to connect the past to the contemporary dimension, which should have the preservation policies. We hope that with this research we have accomplished the following purposes: once again give value to the railway worker villages and the associated world of labour inside history and inside the preservation policies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.