• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2017.tde-19122016-161242
Documento
Autor
Nome completo
José Paulo Neves Gouvêa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Rocha, Angela Maria (Presidente)
Bueno, Beatriz Piccolotto Siqueira
Ferrara, Luciana Nicolau
Pereira, Paulo Cesar Xavier
Seabra, Odette Carvalho de Lima
Título em português
A presença e a ausência dos rios de São Paulo: acumulação primitiva e valorização da água
Palavras-chave em português
Água (Produção)
Infraestrutura urbana (Produção)
Privatização do espaço
Produção do espaço
Rios urbanos
Urbanização (Aspectos sociopolíticos; Aspectos socioeconômico)
Resumo em português
A presente tese analisa o processo de apropriação privada dos rios de São Paulo e sua participação na produção do espaço da cidade, aprofundando aspectos relativos ao desenvolvimento social, político e econômico, desde sua fundação no século XVI até o início do século XX. Partindo das obras de canalização dos rios Tamanduateí, Tietê e Pinheiros, a pesquisa realiza um recuo histórico até o momento em que os rios e córregos de São Paulo se constituíam como um bem comum e sua principal característica era o uso de suas águas e terras. As diversas atividades relacionadas aos rios e córregos, nos primeiros séculos da ocupação, caracterizam-se pela convivência entre o consumo imediato, a utilização de mão de obra cativa e a obtenção de renda através do trabalho livre, em um momento em que a economia de São Paulo era tímida e a poluição dos rios já era percebida. Durante o século XIX, a partir da cultura do café e da imigração, estabeleceu-se uma economia baseada no trabalho livre assalariado e na valorização da propriedade fundiária. Na cidade de São Paulo, o crescimento populacional e a insuficiência da distribuição de água e esgotamento, associados ao significado econômico da propriedade e a disponibilidade de mão de obra, passaram a representar a possibilidade de valorização do capital a partir do estabelecimento de condições gerais de produção. Os rios de São Paulo foram então incorporados ao processo de provisão de infraestruturas e redes de serviços urbanos. Esse processo de acumulação de riqueza, baseado na expropriação da terra e da água, transformou os rios de São Paulo em recursos econômicos e engendrou um espaço que se caracteriza pela sobreposição do domínio particular sobre o domínio comum.
Título em inglês
The presence and absence of the São Paulo rivers: primitive accumulation and water valorization
Palavras-chave em inglês
Space privatization
Space production
Urban infrastructure (Production)
Urban rivers
Urbanization (Social political and economical aspects)
Water (Production)
Resumo em inglês
This thesis analyzes the process of private appropriation of the São Paulo and his participation in the production of the city's space, Aspects related to social, political and economic development, From its foundation in the 16th century to the beginning of the 20th century. Starting from the Pipelines of the Tamanduateí, Tietê and Pinheiros rivers, the research Historical retreat until such time as the rivers and streams of São Paulo were constituted as a common good and its main characteristic Was the use of its waters and lands. The various activities Rivers and streams, in the first centuries of occupation, are characterized By the coexistence between the immediate consumption, the use of labor And income through free labor, at a In which the economy of São Paulo was timid and the pollution of the rivers was already Perceived. During the nineteenth century, from the culture of coffee and immigration, An economy based on free wage labor was established And in the valuation of land ownership. In the city of São Paulo, the Population growth and the insufficient distribution of water and depletion, Associated with the economic significance of the property and Labor market began to represent the possibility of Capital appreciation based on the establishment of general conditions of production. The rivers of São Paulo were then incorporated into the Provision of urban services infrastructures and networks. This process Of accumulation of wealth, based on the expropriation of land and water, Transformed the São Paulo rivers into economic resources and spawned A space that is characterized by the overlapping of the particular domain On the common domain.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
josepauloneves.pdf (5.75 Mbytes)
Data de Publicação
2017-01-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.