• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Manuel Francisco Navarro Moreno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Macedo, Silvio Soares (Presidente)
Alucci, Marcia Peinado
Pellegrino, Paulo Renato Mesquita
Romero, Marta Adriana Bustos
Tângari, Vera Regina
Título em português
Qualidade ambiental nos espaços livres de áreas verticalizadas da cidade de São Paulo".
Palavras-chave em português
Áreas verticalizadas
Espaço livre
Qualidade ambiental
Resumo em português
Este trabalho versa sobre a verticalização em São Paulo e seus impactos sobre a qualidade ambiental dos espaços livres. Parte-se do pressuposto de que a não compreensão, por parte do corpo técnico e da população em geral, dos problemas resultantes da verticalização (tais como: sombreamentos, canalização de ventos, alteração da umidade do ar, maior aquecimento e agravamento da poluição) piora a qualidade ambiental dos espaços livres. No corpo do trabalho são introduzidos os procedimentos básicos para o aprimoramento da qualidade ambiental, que devem ser conhecidos e aplicados normalmente no projeto dos espaços livres. Os espaços livres públicos, como as vias, praças e parques, assim como os espaços privados, que são os espaços livres existentes nos lotes, em torno das edificações; têm perdido sua habitabilidade em conseqüência da verticalização e do adensamento urbano, mesmo com a aplicação da atual legislação de uso e ocupação do solo. Implantada em 1972, ela gera espaços livres mais generosos do que anteriormente, com a obrigatoriedade de novos recuos e menores taxas de ocupação. Esta legislação ao determinar espaços livres um pouco maiores, cria condições para que os incorporadores agreguem, aos seus empreendimentos, equipamentos para o lazer, mesmo que essas áreas sejam ambientalmente inadequadas. A qualidade ambiental resultante é analisada sob o aspecto perceptivo-sensorial, considerando-se a influência que o Meio Urbano Verticalizado (malha viária, espaços livres, quadras, lotes e edificações) tem sobre as variáveis ambientais do Meio Natural (radiação solar, ar, água, solo, vegetação e fauna). As variáveis ambientais são analisadas em cinco regiões com bairros densamente verticalizados: a) Centro: Higienópolis; b) Norte: Freguesia do Ó; c) Sul: Moema; d) Leste: Vila Gomes Cardim; e) Oeste: Perdizes. Como resultado, são apresentadas recomendações, implementáveis no processo de projeto, para melhorar a qualidade ambiental nos espaços livres urbanos de áreas verticalizadas.
Título em inglês
Environmental quality in free spaces of verticalized areas of the city of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Environmental Quality
Free space
Vertical areas
Resumo em inglês
This thesis turns on the verticalization in São Paulo and its impacts on the environmental quality of free spaces. It breaks of the presupposition that the nonunderstanding, on the part of the technical body and of the population in general, of the resulting problems of the verticalization (such as shadows, canalization of winds, alteration of the humidity of the air, larger heating and worsening of the pollution) worsens the environmental quality of free spaces. In the body of the work the basic procedures are introduced to increase the environmental quality that should be known and usually applied in the project of such spaces. The public free spaces, as roads, squares and parks; as well as the private spaces, that are the existent free spaces in the lots, around the constructions; they have been losing its inhabitability in consequence of the verticalization and the increase of the urban areas, even with the application of the current legislation on use and occupation of the soil. Implanted in 1972, it generates more generous free spaces than previously, with the obligation of new recoils and smaller occupation rates. This legislation when establishing free spaces a little larger, it creates conditions so that the incorporators joins, to its enterprises, equipments for leisure, even if those areas are functionally inadequate for such, even if they never receive sun light or that make funnel-shaped and accelerate the winds. The resulting environmental quality is analyzed under the perceptive-sensorial aspect, considering the influence that the Verticalized Urban Way (its street ensemble, free spaces, blocks, lots and constructions) has on the environmental variables of the Natural Way (solar radiation, air, water, soil, vegetation and fauna). The analysis are applied to five areas with neighborhoods densely verticalized: a) Center: Higienópolis; b) North: Freguesia do Ó; c) South: Moema; d) East: Vila Gomes Cardim; e) West: Perdizes. As result, recommendations presented, to be used in the project process, to improve the environmental quality in the urban free spaces of verticalized areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.