• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2003.tde-21122005-123036
Documento
Autor
Nome completo
Valente José Matlaba
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Cacciamali, Maria Cristina (Presidente)
Kon, Anita
Menezes, Tatiane Almeida de
Título em português
Liberalização comercial e diferenciais de salários entre grupos de ocupações em São Paulo e Recife
Palavras-chave em português
Desigualdade de renda
Economia
Liberalização comercial
Salários
Resumo em português
O objetivo desta dissertação é retomar a controvérsia em torno dos efeitos da liberalização comercial sobre o mercado de trabalho brasileiro, em especial os diferenciais de salários entre trabalhadores qualificados e não qualificados na indústria de transformação em 1995 e 1999. Após uma adaptação da decomposição de Oaxaca-Blinder (OB), encontramos evidências, para o Brasil como um todo e para a região metropolitana de São Paulo, de que o diferencial de salário aumentou, em benefício dos trabalhadores qualificados. Considerando a hipótese de que o Brasil é um país com abundância de trabalho não qualificado e intensivo neste fator, este resultado é oposto à premissa teórica do modelo Heckscher-Ohlin e Stolper-Samuelson (HOS) e suas variantes, de que a abertura de um país em desenvolvimento, ou intensivo em trabalho não qualificado, tende a diminuir a desigualdade. Do outro lado, encontramos evidências para a região metropolitana de Recife, de que o diferencial salarial entre trabalhadores qualificados e não qualificados diminuiu após a liberalização comercial, corroborando com a premissa teórica do modelo HOS e suas variantes. Entretanto, este resultado não deve, evidentemente, ser estendido para o Brasil, ilustrando assim diferenças regionais e estruturais não negligenciáveis do mercado de trabalho por região da Federação.
Título em inglês
Trade liberalization and wage differentials between occupational groups in São Paulo and Recife
Palavras-chave em inglês
Economics
Trade liberalization
Wage differentials
Resumo em inglês
The objective of this MA Dissertation was to take up again the controversy of the effects of trade liberalization in Brazilian labor market, specially the wage differentials between skilled and unskilled workers in the industry in 1995 and 1999. After an adaptation of Oaxaca-Blinder decomposition (OB), it was found evidence in Brazil as a whole and in Sao Paulo metropolitan area, that wage differential increased for the benefit of skilled workers. On one hand, supposing that Brazil is an economy characterized by unskilled workers abundance which are intensively used, this result is contrary to the premise theory of Heckscher-Ohlin and Stolper-Samuelson (HOS) model and their variants that defends that trade liberalization in developing country, or unskilled worker intensive countries, has a tendency to reduce inequality. On the other hand, it was found evidence in Recife metropolitan area that wage differential between skilled and unskilled workers has reduced after trade liberalization, corroborating with the theory premise of HOS model and their variants. However, this result cannot be extended to Brazil, illustrating, therefore, its labor markets regional and structural differences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dissertsubmissao2005.pdf (571.37 Kbytes)
Data de Publicação
2006-01-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.