• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Moreira de Albuquerque
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Fleury, Maria Tereza Leme (Presidente)
Dutra, Joel Souza
Malik, Ana Maria
Título em português
Integração vertical na medicina suplementar: contexto e competências organizacionais
Palavras-chave em português
Competências organizacionais
Integração vertical
Medicina suplementar
Resumo em português
Com a evolução das práticas administrativas, vários arranjos produtivos têm sido empreendidos pelos mais diversos setores da economia. Em algumas indústrias, podem-se constatar ciclos de integração quando uma corporação ou empresa torna-se responsável por etapas consecutivas da cadeia de produção de bens e serviços. Este conceito, denominado integração vertical, apresenta diversas implicações relativamente bem exploradas por estudos de operações industriais, de economia dos custos de transação, de competitividade e de políticas anti-truste. No campo da assistência médica privada, este arranjo tem se firmado em grandes operadoras de planos de saúde que, ao direcionar sua demanda para serviços próprios visam, principalmente, controlar os custos de produção. Este trabalho empreendeu primeiramente pesquisa bibliográfica para levantar alguns marcos conceituais sobre o tema e compreender aspectos já abordados na literatura internacional de Gestão de Saúde e, em particular, na norte-americana. A seguir, procedeu a um Estudo de Campo, para abordar a percepção de gestores do setor sobre o movimento de verticalização na Medicina Suplementar, na tentativa de obter insights sobre as motivações e as implicações de um processo ainda pouco abordado pela literatura de Gestão em Saúde no país. Diante de um panorama teórico e do entendimento da situação do processo de integração vertical na Medicina Suplementar, optou-se pela realização de um Estudo de Caso. Através da limitação do escopo de análise e da aplicação de metodologia específica, foi possível elencar algumas competências organizacionais relacionadas com os intentos estratégicos e, em maior ou menor grau, com a verticalização de uma Cooperativa Médica. Ao identificar o portfólio de recursos envolvidos na geração destas competências visou-se colaborar com o processo de orientações estratégicas desta organização e fornecer subsídios para discussão do tema no setor.
 
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
1.pdf (53.00 Kbytes)
2.pdf (88.93 Kbytes)
3.pdf (891.12 Kbytes)
Data de Publicação
2006-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.