• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2015.tde-29062015-155504
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Aurélio de Araujo Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Dutra, Joel Souza (Presidente)
Trevisan, Leonardo Nelmi
Albuquerque, Lindolfo Galvao de
Comini, Graziella Maria
Veloso, Elza Fatima Rosa
Título em português
Processo sucessório em organizações brasileiras: um estudo com uso de ground theory
Palavras-chave em português
Administração de carreira
Desenvolvimento profissional
Política de recursos humanos
Processo sucessório
Resumo em português
A sucessão ocorre nas organizações independentemente de ter sido ou não planejada. Trata-se de uma realidade do cotidiano organizacional reconhecida como um fator de representativa importância na estratégia devido à influência que exerce sobre o modelo de gestão, os indicadores de resultado e as relações sociopolíticas, naturais das relações humanas. Enquanto a sucessão pode ser considerada um evento pontual, o planejamento sucessório decorre de ações deliberadas, anteriores e posteriores ao evento propriamente dito. A tradição das pesquisas sobre sucessão enfoca essencialmente as empresas familiares e seus herdeiros, com algumas iniciativas de análise das posições mais altas da hierarquia das organizações (e.g., a de presidente). Trata-se de estudos de abordagem positivista, funcionalista e sistêmica, com raras publicações e discussões sobre o processo sucessório nas diferentes posições da organização. O presente estudo parte da seguinte pergunta de pesquisa: "Como o processo sucessório pode ser explicado e representado considerando-se a sua dinâmica sob o conjunto de circunstâncias a que está sujeito e as ações e estratégias colocadas em prática pelos atores e grupos sociais organizacionais (i.e., comitê sucessório, sucessores, sucedidos, profissionais de recursos humanos)?" Na busca de respostas a essa questão, tem-se como objetivo verificar, com base em uma abordagem interpretativa-contextualista, como se desenvolve e ocorre o processo de sucessão na organização brasileira, excluindo-se aspectos associados a proprietários e herdeiros. Para tanto, lançou-se mão do método de Ground Theory para coleta e análise dos dados. Entre outubro de 2013 e novembro de 2014, foram realizadas 109 entrevistas com um tempo total de gravação de aproximadamente 70 horas, além da observação de seis reuniões com duração média de duas horas. O 'campo' onde se realizou a pesquisa foi constituído por atores sociais em diferentes cargos (work levels) de duas instituições. A primeira, com informantes da área de tecnologia da informação, era uma instituição financeira privada; e a segunda, com informantes de todas as diretorias, era uma instituição de capital majoritariamente público do Estado de São Paulo. Ambas as instituições eram de capital aberto e com ações listadas na Bolsa de Valores de São Paulo. O processo sucessório que emergiu através da investigação com uso do método de Ground Theory foi representado segundo o modelo de axial coding, a partir do qual se demonstrou que o processo de sucessão formal é mediado por fatores que constituem as circunstâncias externas e as circunstâncias internas às instituições, bem como as circunstâncias pessoais dos atores sociais que compõem seus recursos humanos. Conclui-se que o planejamento sucessório nas organizações encontra-se em um estágio no qual os atores sociais não estão plenamente envolvidos e sua ascensão ou não às posições a que se dispõem ocupar na condição de potenciais sucessores é definida por representantes nos comitês constituídos para esse intento. A avaliação de desempenho é tida como requisito básico, porém condicionado à avaliação de potencial do ator social. No contexto contemporâneo, a definição operacional de sucessão deixa de ter como requisito básico a figura do profissional (a ser) sucedido ou a posição (a ser) vacante, podendo os potenciais sucessores alçar a posições criadas, sem ocupação anterior. É possível, portanto, que a movimentação se dê em sentido não apenas ascendente, mas também lateral e descendente.
Título em inglês
Sucession process in Brazilian organizations: a study using grounded theory
Palavras-chave em inglês
Career management
Human resources policy
Professional development
Succession process
Resumo em inglês
Succession takes place in the organizations whether they have planned it or not. It is an organizational reality recognized as a factor of great importance in the organization's strategy, because it influences management models, results indicators, and socio-political relations that are a natural part of the human relationships. While succession is an episodic event, succession planning derives from deliberate actions taken prior and subsequent to the event itself. Succession research has traditionally focused on family-owned companies and their inheritors, with some research initiatives of analysing top executives (e.g., CEOs). The studies have taken positivist, functionalist, and systemic approaches, and barely discuss the succession process in the different hierarchical positions within an organization. The present study poses the following research question: "How can the succession process be explained and represented building on its dynamics under the number of circumstances to which it is subject and the actions and strategies put in practice by the organizational groups and social actors (i.e., succession committee, successors, predecessors, human resources professionals)?" In answering this question, the objective is to take an interpretivist and contextualist approach to assess how the succession process takes place in the Brazilian organizations focusing on aspects other than those related to owners and inheritors. The Ground Theory method was used for data collection and analysis. In total, 109 interviews amounting 70 hours of recording and observation of six meetings lasting 2 hours on average were carried out between October 2013 and November 2014. The 'field' where the research was performed consisted of social actors in different roles (work levels) within two Brazilian organizations. A finance organization of the private sector was investigated through its participants from the information technology department, and a public-private organization was investigated through members that had different roles in the management body. Both were publicly traded organizations listed on the Sao Paulo Stock Exchange, and the private-public organization is mostly funded through investments of the Sao Paulo State Government. The succession process that emerged through the grounded theory method was represented following the axial coding model. The representation showed that the formal succession process is mediated by factors related to both the organizations' external and internal circumstances and their human resources' personal circumstances. In conclusion, the succession planning in the Brazilian organizations is at a stage whereby the social actors are not fully involved, and their (non-)access to positions that they are keen on occupying in the condition of potential successors is defined by representatives in committees created for this particular purpose. The performance assessment is deemed as a basic requirement, but subject to the potential assessment of each social actor. In the contemporary setting, the operational definition of succession forsakes the basic requirement of a professional to be succeeded or an (imminently) vacant position. Potential successors may rise to positions that have not ever been held before, that is, the social actors may make lateral, ascending or descending career moves.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-07-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.