• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2016.tde-27042016-113530
Documento
Autor
Nome completo
Maria Cecilia Galante Porto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Martinho Isnard Ribeiro de (Presidente)
Boggio, Paulo Sérgio
Krakauer, Patricia Viveiros de Castro
Santos, Tharcisio Bierrenbach de Souza
Sousa, Willy Hoppe de
Título em português
Contribuições ao processo de tomada de decisão estratégica a partir dos conhecimentos da neurociência cognitiva
Palavras-chave em português
Administração estratégica
Gestão estratégica
Neurociência cognitiva
Neurociência da decisão
Processo decisório estratégico
Tomada de Decisão
Tomada de decisão estratégica
Resumo em português
Avanços recentes no tema de fronteira que exerce fascínio e curiosidade - a Neurociência - vêm explicitando conceitos sofisticados sobre um assunto emergente na Administração: o aumento do conhecimento na área da Neurociência Cognitiva e suas contribuições para a área de tomada de decisão. À luz desses avanços, a presente pesquisa possui natureza exploratória, cuja proposta contribui para integrar os conhecimentos em Neurociência Cognitiva e tomada de decisão estratégica em administração, sob a ótica comportamental. O objetivo principal do estudo foi propor contribuições ao processo de tomada de decisão estratégica a partir dos conhecimentos da Neurociência Cognitiva. Utilizou-se o método da revisão em profundidade da literatura, com o objetivo de apoiar a análise do conteúdo nas dimensões-alvo do estudo: processo de tomada de decisão estratégica, pensamento estratégico sob a ótica da racionalidade limitada, Neurociência Cognitiva e neurociência da decisão. As contribuições obtidas estão alicerçadas em três vertentes: (1) contribuições para a pesquisa, (2) contribuições para as práticas de gestão e (3) contribuições para a didática e ensino. Na perspectiva da pesquisa, a Neurociência Cognitiva possibilita evidências confirmatórias sobre fatores subjetivos, sobretudo os emocionais, que guiam o comportamento do decisor durante as fases do processo decisório, mediante o fornecimento de metodologias para testar teorias e novos conceitos. Na perspectiva das contribuições para a gestão, a ampliação da consciência dos gestores sobre as emoções, heurísticas e vieses presentes no processo decisório estratégico permite: (a) o alinhamento de expectativas sobre os resultados da decisão estratégica; (b) estimular as atitudes da liderança para uma postura mais protagonista no decorrer do processo, resultando em maior inovação nas práticas de gestão; (c) o reconhecimento da intuição associada à criatividade como competência importante para a decisão estratégica, assegurando maior precisão sobre o futuro da decisão; (d) o aceite das heurísticas da mente, possibilitando simplicidade, facilitando o entendimento de todos os envolvidos e gerando transparência no processo decisório; (e) considerar os objetivos individuais dos decisores não declarados no nível da organização, otimizando a implementação do plano estratégico; (f) o fornecimento de informações sobre a política nas decisões estratégicas, mediante a aplicação de técnicas neurocientíficas que possam trazer maior conhecimento sobre o peso da evidência na tomada de decisão estratégica. Há de se considerar, ainda, que o reforço da aprendizagem, acarretando possíveis mudanças biológicas nas sinapses cerebrais, contribui para o exercício do pensamento estratégico e, consequentemente, maior precisão nas decisões futuras. A incorporação da abordagem neurocientífica na didática do ensino sobre tomada de decisão estratégica contribui para: (a) preparo do aluno afim de superar fatores de ordem cognitiva no nível individual e em grupo que encontrarão no processo decisório estratégico; (b) facilitação do embasamento das constatações da teoria de decisão comportamental; (c) reforço da aprendizagem, sugerindo-se a inserção das técnicas de cenários e a análise ambiental com vistas à prática de avaliações prévias sobre eventos incertos que possam afetar o processo decisório estratégico; (d) incorporação do ensino de decisão das competências analíticas e intuitivas encontradas, por exemplo, nos cursos de criatividade e inovação, alinhando-se as técnicas formais de ensino com a prática da gestão. Além da relevância dos pontos citados, a pesquisa da temática é inédita, o que possibilita uma nova abordagem de pesquisas em decisão estratégica que incorpore as contribuições da Neurociência Cognitiva.
Título em inglês
Contributions to the strategic decision making process from the cognitive neuroscience knowledges
Palavras-chave em inglês
Cognitive neuroscience
Decision neuroscience
Organizational neuroscience
Strategic decision making
Strategic decision process
Strategic management
Resumo em inglês
Recent advances in the pioneering theme that brings fascination and curiosity - Neuroscience - have been explaining sophisticated concepts in an Administration emergent topic: the improving knowledge in the Cognitive Neuroscience field and its contribution for the decision making studies. In light of these advances, this research has an exploratory approach, which proposal contributes to the integration of the Cognitive Neuroscience and strategic decision making in administration from the behavioral viewpoint. The main goal of this study is to propose involvement to the strategic decision making process from the Cognitive Neuroscience knowledge. The deep literature revision method was used to target the content analysis of the study dimensions: strategic decision making process, strategic thinking from the perspective of bounded rationality, Cognitive Neuroscience and decision neuroscience. There are three thresholds for the achieved contributions: (1) involvement to the research, (2) management of best practices and (3) inputs to the teaching and learning process. From the perspective of this research, the Cognitive Neuroscience provides confirmatory evidence on subjective factors especially the emotional ones, which guide the decision maker behavior in the decision process, by providing methodologies for new theories and concepts proof. From the management contribution perspective, the expansion of the manager awareness on emotions, heuristics and biases in decision-making process allows: (a) alignment of the expectations on the decision making results; (b) encourage the leadership attitude to assume a protagonist posture in the process, resulting in higher innovation in management practices; (c) recognition of the intuition associated with creativity as an important competence for the strategic decision, ensuring a better precision on the decision future; (d) acceptance of the heuristics minds allowing simplicity, facilitating the understanding of all those involved and creating transparency in the decision making process; (e) consider the non-declared decision maker individual goals at the organization level, optimizing the strategic plan implementation; (f) information provision about the strategic decision policies, by applying neuroscientific techniques that can bring better insights into the evidence relevance in the strategic decision making process. One must also consider that the learning enhancement, resulting in possible brain synapses biological changes, contributes to the strategic thinking exercise and, consequently, to more accurate future decisions. The incorporation of neuroscientific approach in didactic teaching on strategic decision-making contributes to: (a) student preparation to overcome cognitive order factors, individually and in groups, that will be found in the strategic decision process; (b) facilitate the basis of the findings of the behavioral decision theory; (c) learning improvement suggesting the insertion of scenario techniques and the environmental analysis focusing on previous assessments practices of uncertain events that may affect the strategic decision process; (d) incorporation of analytical and intuitive decision competences teaching, aligning the formal teaching techniques with the management practices. Besides the relevance of the above mentioned points, the thematic research is unprecedented, which enables a new approach in strategic decision researches to incorporate the Cognitive Neuroscience contributions
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-04-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.