• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2005.tde-24022006-123145
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Martinson Ruiz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Marcovitch, Jacques (Presidente)
Guimarães, Edson Peterli
Martinelli, Dante Pinheiro
Título em português
Exportações brasileiras: fatores explicativos da participação das micro e pequenas empresas (MPE)
Palavras-chave em português
barreiras
exportação
motivações
pequenas empresas
Resumo em português
As micro e pequenas empresas (MPEs), foco desta pesquisa, apresentam características peculiares em comparação às empresas de maior porte. O número de MPEs brasileiras, industriais e exportadoras vem aumentando nos últimos anos, assim como a continuidade de suas atividades exportadoras, configurando um novo panorama para este tipo de empresas. A participação destas empresas no volume de exportação total do país ainda é muito pequena (aproximadamente 2,4%, em 2003), para padrões internacionais (SEBRAE, 2004). MPEs buscam mercados distintos daqueles procurados pelas empresas de maior porte. Esta pesquisa aborda os fatores (obstáculos e motivações) explicativos da participação das empresas de menor porte nas atividades de exportação brasileiras. Para tal, foram analisados dados secundários e primários no intuito de realizar-se uma triangulação destes dados e chegar-se aos resultados e conclusões. Os dados primários foram obtidos através de uma survey e de entrevistas em profundidade com micro e pequenos empresários de MPEs que exportam. Os resultados mostram que as MPEs são mais motivadas, na exportação, por fatores conjunturais como melhores preços e escoamento de excedentes, apesar de as pequenas empresas começarem a ser incentivadas por fatores de longo prazo (como, por exemplo, aprendizado com clientes e concorrentes externos). Quanto aos obstáculos, a pesquisa demonstrou que para os micro e pequenos empresários as barreiras ambientais como política cambial, excesso de burocracia e dificuldades logísticas são os principais entraves nas exportações das MPEs. Os esforços de entidades públicas e privadas e das próprias MPEs para elevar as exportações também são analisados neste trabalho.
Título em inglês
Brazilian exports: factors which explain the participation of small companies
Palavras-chave em inglês
barriers
exports
motivation
small companies
Resumo em inglês
Despite its apparent simplicity, exportation has been deeply studied in the last decades and researchers have not yet come to a consensus. The literature cannot yet explain why some firms succeed while others fail to export and how the perception of motivations and barriers varies amongst different types of firms. This thesis focuses on small companies, which probably face more barriers and perceive less advantages and motivations to export than bigger and more established companies, resulting in a mere 2,4% contribution to Brazilian foreign trade. Firstly, It was studied the barriers and motivations that have influence on exports. A survey was carried out with executives of small firms and the factors (motivations and barriers) were ranked based on the perception of importance of each one. Secondly, it was tested whether the relative score given by respondents varies according to industry, target market, frequency of exports, international experience and entry mode. The results show that small firms are usually motivated by short term incentives like better prices or international sales of production surplus. Nevertheless, some firms start to be motivated by long term incentives like learning with foreign clients and competitors. Disadvantageous currency policy, high level of bureaucracy and poor transportation infrastructure are considered the strongest barriers. These findings suggest that both public and private social action is required. It is described in this document some actions in course.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FernandoRuiz.pdf (558.76 Kbytes)
Data de Publicação
2006-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.