• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2004.tde-07062006-204635
Documento
Autor
Nome completo
Jose Gaspar Nayme Novelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Fischer, Rosa Maria (Presidente)
Fischer, Andre Luiz
Lima, Roberto Ruas
Mazzon, Jose Afonso
Tonelli, Maria Jose
Título em português
Confiança interpessoal na sociedade de consumo: a perspectiva gerencial
Palavras-chave em português
Administração
Ambiente econômico e social
Modelo de equações estruturais
Sociedade da produção
Sociedade de consumo
Resumo em português
Este Estudo procura compreender a instalação e os efeitos da “sociedade de consumo”, emergente nas últimas três décadas, sobre a confiança interpessoal no interior das organizações, do ponto de vista do quadro gerencial. Objetiva, adicionalmente, propor meios para tornar a confiança aspecto redutor da vulnerabilidade do homem no ambiente das organizações. O contexto da “sociedade de consumo” é analisado pelas categorias institucionais “dinamismo econômico” e “tranqüilidade social”, que reconfiguram o grau de interdependência das pessoas no trabalho e trazem novos riscos e incertezas aos relacionamentos. Esse ambiente pode tanto atuar em favor da maior produtividade, quanto debilitar a coesão e os laços de cooperação no trabalho, o que implica reconstruir o conceito de confiança interpessoal sobre bases que agregam aspectos relacionados ao nível de análise, à natureza dos relacionamentos e às expectativas entre os atores envolvidos no processo de confiança. Os resultados das análises sugeriram a existência de uma ordem implícita para manifestação da confiança no interior das organizações: variáveis do ambiente economicamente dinâmico influenciam as variáveis da tranqüilidade social, que condicionam a confiança interpessoal. Além disso, observou-se que a confiança reduz a percepção de vulnerabilidade no trabalho, de maneira a criar um ciclo virtuoso: estimula a noção de possibilidade, que mobiliza para a ação, resultando em realizações e reconhecimento, que diminuem a complexidade do ambiente, não só tornando-o mais previsível, mas também alimentando a percepção de menor vulnerabilidade.
Título em inglês
Interpersonnel trust in the consume society: the management point of view
Palavras-chave em inglês
Consume society
Economic and social enviroment
Management
Production society
Structural equation model
Resumo em inglês
This study aims to understand both the establishment and effects of the “consumer society”, a phenomenon that has increased over the last three decades, on interpersonal trust in organizations from the perspective of managers. Additionally, it aims to propose means of transforming trust into an aspect that reduces vulnerability when taking part in an organization’s complex environment. The “consumer society” condition is analyzed under the institutional categories of “economic dynamism” and “social tranquility”. These interfere in people’s interdependence in their jobs and bring new risks and uncertainties to relationships. This environment can either help to increase productivity or to debilitate cohesion and cooperation in the workplace. This implies reconstructing the concept of interpersonal trust upon foundations that combine aspects related to the level of analysis, the nature of relationships and the expectations of the people involved in the process of trust. The results of the analysis suggested the existence of an implicit order for the manifestation of trust within organizations. The economically dynamic environment variables influence the social tranquility variables, which in turn cause interpersonal trust. It was also observed that trust reduces the perception of vulnerability in the workplace and creates a positive cycle. Trust stimulates the notion of possibility, which triggers action, resulting in accomplishments and recognition. This reduces the environment’s complexity, making it become more predictable while reinforcing the perception of less vulnerability.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese.pdf (899.24 Kbytes)
Data de Publicação
2008-01-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.