• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2006.tde-05122006-212144
Documento
Autor
Nome completo
Barbara Moreira de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Sousa, Almir Ferreira de (Presidente)
Almeida, Ricardo Jose de
Fama, Rubens
Título em português
A geração interna de recursos como fator determinante do investimento em capital fixo realizado por empresas brasileiras de capital aberto
Palavras-chave em português
Assimetria de informações
Geração interna de recursos
Investimento
Problemas de agência
Teste empírico
Resumo em português
Em mercados de capitais perfeitos, a decisão de investimento de uma empresa pode ser considerada independente de sua decisão de financiamento, uma vez que recursos externos funcionam como um perfeito substituto para o capital interno. No entanto, em mercados de capitais com imperfeições, tais como custos de transação, custos de falência, problemas de assimetria de informações e problemas de agência, a disponibilidade de capital interno tende a influenciar a decisão de investimento. A insuficiência de recursos internos pode levar empresas a não aproveitarem boas oportunidades de investimento (subinvestimento) e o excesso pode incentivar administradores a investirem em projetos não lucrativos (superinvestimento). Em função de características operacionais, financeiras e administrativas, algumas empresas são mais sujeitas aos impactos de imperfeições de mercados e, por este motivo, seus investimentos devem ser mais sensíveis à geração interna de recursos. O objetivo deste estudo é investigar, no universo de empresas brasileiras de capital aberto, a sensibilidade do investimento em capital fixo - representado pela variação do imobilizado bruto - à geração interna de recursos - representada pelo fluxo de caixa operacional - bem como os fatores (características operacionais, financeiras e administrativas) que afetam essa sensibilidade. Foram considerados os seguintes fatores: tempo de negociação na bolsa de valores; tamanho da empresa; alavancagem financeira; percentual de ações em posse do(s) acionista(s) controlador(es); taxa de pagamento de dividendos e setor de atividade. A abordagem do estudo foi baseada em modelos de regressão múltipla. Dados em painel foram utilizados para estimar os coeficientes dos modelos. Na primeira parte do estudo, foi feita regressão do investimento sobre o fluxo de caixa e variáveis de controle. Na segunda parte do estudo, termos de interação entre o fluxo de caixa e os fatores corporativos foram introduzidos nos modelos. Os resultados da primeira parte deste estudo não mostraram evidências de que geração interna de recursos tem impacto sobre o investimento, sugerindo que nem todas as empresas preferem (ou dependem de) recursos internos para investir. Os resultados da segunda parte mostraram que, dependendo das características das empresas, a geração interna de recursos é bastante relevante para o investimento.Tamanho, alavancagem financeira e percentual de ações ordinárias em posse do(s) acionista(s) controlador(es) afetam a sensibilidade do investimento à geração interna de recursos. Quanto maior o tamanho da empresa, quanto maior sua alavancagem financeira e quanto maior o percentual de ações em posse do(s) acionista(s) controlador(es), menor será o impacto da geração interna de recursos sobre o investimento. Isso é coerente com a existência de custos de transação, custos de falência, assimetria de informações e problemas de agência. Os resultados relativos aos dois últimos fatores sugerem que o problema de superinvestimento é mais crítico que o de subinvestimento em empresas brasileiras de capital aberto.
Título em inglês
Internal funds generation as a determinant of brazilian public firms fixed capital investment
Palavras-chave em inglês
Agency problems
Empirical test
Information asymmetries
Internal funds generation
Investment
Resumo em inglês
In perfect capital markets, a firm´s investment decision can be considered independent from its financing decision, because external funds provide a perfect substitute for internal capital. However, in capital markets with imperfections, such as transaction costs, bankruptcy costs, information asymmetries and agency problems, the availability of internal capital tends to have an influence on investment decision. The shortage of internal funds may lead firms to pass up good investment opportunities (underinvestment) and the excess can encourage managers to invest in non-valuable projects (overinvestment). Due to operational, financial and managing features, some firms are more liable to the impacts of market imperfections than others and, for this reason, their investment should be more sensitive to internal funds generation. The aim of this study is to investigate, in the universe of brazilian public firms, the of fixed capital investment – represented by change in gross fixed assets – to internal funds generation – represented by cash flow from operations – as well as the corporate factors (operational, financial and managing features) that affect this sensitivity. The following factors were considered: length of time traded in the stock exchange market; firm size; financial leverage; percentage of common assets detained by controllers; dividend payment rate and industry. The study approach was based on multiple regression models. Panel data was used to estimate models coefficients. In the first part of the study, investment was regressed on cash flow and control variables. In the second part, interaction terms between cash flow and corporate factors were introduced in the models. The results of the first part of this study showed no evidence that internal funds generation has impact on investment, suggesting that not all firms prefer (or depend on) internal funds to invest. The results of the second part showed that, conditioned on firms features, internal funds generation is rather considerable for investment decision. Size, financial leverage and percentage of common assets detained by controllers affect investment sensitivity to internal funds generation. The larger the firm size, the larger its financial leverage and the larger the percentage of common assets detained by controllers, smaller will be the impact of internal funds generation on investment. This is consistent with the existence of transaction costs, bankruptcy costs, information asymmetries and agency problems. The results concerning the two latter factors suggest that the overinvestment problem is more serious than the underinvestment problem in brazilian public firms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.