• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Denise Leyi Li
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Chagas, André Luis Squarize (Presidente)
Menezes Filho, Naercio Aquino
Pazello, Elaine Toldo
Pianto, Maria Eduarda Tannuri
Título em português
O novo Enem e a plataforma Sisu: efeitos sobre a migração e a evasão estudantil
Palavras-chave em português
Avaliação da educação
Educação superior
Ensino superior
Evasão ecolar
Evasão estudantil
Migração estudantil
Política educacional
Sisu
Resumo em português
A reformulação do Exame nacional de ensino médio (Enem), em 2009, e a implementação da plataforma Sisu, em 2010, levaram à transição do sistema de seleção do ensino superior público brasileiro: passou-se de um modelo descentralizado para um majoritariamente centralizado. Apesar da relevância dessa política, a avaliação de seus impactos ainda é principiante. Nesse sentido, utilizando dados de ingressantes entre 2006 e 2014, a pesquisa buscou investigar os impactos dessa política na migração inter e intraestadual e na evasão dos estudantes. Utilizamos, de forma inédita, bases derivadas do cruzamento entre microdados identificados de responsabilidade do Inep, que possibilitaram uma medida mais precisa da migração estudantil. Além disso, investigamos amostras agregadas por instituições e por estados para a inclusão de controles tradicionais de atração e repulsão na literatura de migração. Encontramos que o ingresso do aluno em um programa que oferta vagas pelo SISU eleva a probabilidade de ele ser um migrante interestadual em 2,9 pontos percentuais (p.p.), mas reduz a probabilidade de ele ser um migrante intraestadual em até 3,95 p.p.. Quanto aos resultados para a evasão, verificamos que a adesão ao Sisu eleva a probabilidade de evasão no primeiro ano em 4,5 p.p.. Além disso, um aluno que ingressa em um programa que oferta vagas pelo Sisu tem uma probabilidade maior de mudar de instituição antes de completar o curso. Nesse caso, o auxílio social mostra-se relevante para manter o aluno na mesma instituição, mas não no mesmo curso. Por fim, verificamos que mulheres são mais estáveis no sentido de serem menos propensas a migrar, a evadir e a mudarem de instituições depois do ingresso.
Título em inglês
The effects of the introduction of a centralized admission system on student migration and college dropout: evidence from Brazilian higher education
Palavras-chave em inglês
College dropout
Higher education
Sisu
Student migration
Resumo em inglês
This paper studies the policy that unified the admission system to Brazilian Higher Education. The policy consists of the reformulation of the Enem, in 2009, and the implementation of Sisu platform, in 2010. By using student level admission data from 2006 to 2014, this research seeks to investigate the impact of this policy on both the inter and intra state migration and on the dropout of students. We matched identified databases from the National Institute of Study and Research (Inep) to achieve a more accurate measure of student migration. We found that the admission of a given student in a program that offers places through SISU increases the probability of him being an interstate migrant by 2.9 percentage points (pp), but reduces the likelihood of him being a intrastate migrant by up to 3.95 pp. Concerning the results for dropout, we found that the university's commitment to Sisu raises the first year dropout probability by 4.5 pp. In addition, a student who joins a program that offer places via Sisu is more likely to change to another institution before finishing his course. In this case, social aid is effective in keeping the student in the same institution, but not on the same course. Finally, we found that women are more stable in the sense of being less likely to migrate, to dropout or change institutions after their admission.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidaDenise.pdf (810.64 Kbytes)
Data de Publicação
2016-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.