• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2014.tde-23012015-170553
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Alvarenga de Melo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Yoshino, Joe Akira (Presidente)
Bianconi, Marcelo
Nakane, Márcio Issao
Título em português
Demanda por moeda e percepção de risco: evidências da economia dos EUA
Palavras-chave em português
Econometria
Economia - Estados Unidos
Economia monetária
Teoria monetária
Resumo em português
A influência da percepção de risco sobre as decisões de demanda por moeda é o tema central que este trabalho busca explorar. Para isso, um modelo de demanda por moeda a ser testado empiricamente foi proposto, com a inclusão de variáveis de volatilidade do mercado de ações, das taxas de juros e do produto interno bruto, além do spread sobre a taxa de juros de política monetária, ao modelo padrão na literatura, com produto e taxa de juros como variáveis independentes. Em seguida, o modelo foi estimado para a economia dos Estados Unidos no período entre 1959 e 2013, utilizando sete diferentes agregados monetários como variável dependente. Para que fosse corretamente considerada a cointegração entre as variáveis envolvidas, foi utilizada a técnica de estimação por modelos ARDL (Autoregressive Distributed Lags), cuja aplicação na literatura durante a última década em modelos com variáveis de distintas ordens de integração é crescente. Os resultados obtidos são animadores no sentido de sugerir a existência desta relação entre risco e demanda por moeda, particularmente para o período de maior inovação financeira recente, porém dão margem a novas pesquisas que possam aperfeiçoar a metodologia teórica e econométrica a fim de melhor estimar a dimensão e o mecanismo desta relação.
Título em inglês
Demand for money and risk perception: evidence from the U.S. economy
Palavras-chave em inglês
Econometrics
Monetary economics
Monetary theory
U.S. economy
Resumo em inglês
The influence of perceived risk on the decisions of the demand for money is the central theme that this paper seeks to explore. With this goal, we propose a model of demand for money to be tested empirically, with the inclusion of volatilities of the stock market, interest rates and gross domestic product, in addition to the spread on the monetary policy interest rate, to the standard model in the literature, with product and interest rate as independent variables. This model was then estimated for the United States economy in the period between 1959 and 2013, using seven different monetary aggregates as the dependent variable. In order to properly consider the cointegration between the variables involved, we made use of ARDL (Autoregressive Distributed Lags) modeling technique, whose application in the literature over the last decade, in models with variables of different orders of integration, is increasing. The results are encouraging in the sense of suggesting the existence of such relationship between risk and demand for money, particularly for the most recent period of financial innovation, but leaves room to new research that could improve the theoretical and econometric methodology in order to better estimate the dimension and the mechanism of this relationship.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.