• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2017.tde-06122016-150239
Documento
Autor
Nome completo
Matheus de Mello de Assunção
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Estevan, Fernanda Gonçalves de La Fuente (Presidente)
Bugarin, Mauricio Soares
Corbi, Raphael Bottura
Mattos, Enlinson Henrique Carvalho de
Título em inglês
Do people vote for education? evidence from Brazilian municipal elections
Palavras-chave em inglês
Basic school education
Public fund
Voting
Resumo em inglês
Basic education is widely cited in the literature in economics as an essential factor to the development of a country. Moreover, by the externalities it generates, it is seen as a service whose optimal supply requires public financing or provision. In Brazil, as in other countries, basic education is constitutionally established as responsibility of states and municipalities. The demand of voters for education, however, is unknown. This paper seeks to fill this gap by estimating the impact of a change in municipal spending on basic education in the reelection chances of a mayor. For that, it uses as variation the federal transfers from the Fund for the Maintenance and Development of Fundamental Education and Valuing of Teachers (FUNDEF). In addition, it evaluates possible channels through which spending can bring political returns such as level of teacher training and infrastructure of schools.
Título em português
As pessoas votam em educação? evidência das eleições municipais brasileiras
Palavras-chave em português
Educação escolar básica
Fundo público
Votação
Resumo em português
A educação básica é largamente citada na literatura em economia como fator essencial para o desenvolvimento de um país. Além disso, pelas externalidades que gera, ela é tida como serviço cuja oferta social ótima exige financiamento ou provisão pública. No Brasil, assim como em outros países, a educação básica é constitucionalmente estabelecida como de responsabilidade de estados e municípios. A demanda dos eleitores por educação, entretanto, é pouco conhecida. Este trabalho procura preencher essa lacuna estimando o impacto de uma variação nos gastos municipais com educação básica nas chances de reeleição de um prefeito. Para isso, nós usamos como variação as transferências federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF). Além disso, avalia possíveis canais pelos quais os gastos podem trazer retorno político tais como nível de formação de professores e infraestrutura das escolas
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidoMatheus.pdf (778.24 Kbytes)
Data de Publicação
2017-01-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.