• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Henrique Rodrigues Testa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Lima, Gerlando Augusto Sampaio Franco de (Presidente)
Lima, Iran Siqueira
Nakamura, Wilson Toshiro
Título em português
O papel certificador dos fundos de private equity e venture capital na qualidade das empresas estreantes na BM&FBovespa
Palavras-chave em português
Bovespa
Desempenho acionário de longo prazo
Investimentos
Oferta pública inicial
Private equity
Retorno anormal acumulado
Venture capital
Resumo em português
O presente trabalho buscou investigar, sob a perspectiva da Teoria da Sinalização, o papel certificador dos fundos de Private Equity e Venture Capital (PE/VC) sobre a qualidade das empresas estreantes na BM&FBovespa (IPOs). Para isso, propôs-se um estudo de evento visando constatar a existência de retornos anormais acumulados (proxy para qualidade dos IPOs) em carteiras de investimentos compostas por ações provenientes dos IPOs realizados na BM&FBovespa, no período de janeiro de 2004 a dezembro de 2007. As hipóteses do trabalho foram verificadas por meio de três procedimentos distintos: teste de médias, método CAPM e regressões CAR. Os resultados dos testes de médias indicaram que os IPOs de empresas investidas por fundos de PE/VC apresentaram desempenhos de curto, médio e longo prazo (até 5 anos) superiores e estatisticamente significantes em relação às empresas não investidas. Além disso, os resultados demonstraram que quanto maior a participação dos fundos de PE/VC na empresa investida, melhor o desempenho de longo prazo. Os resultados do método CAPM indicaram que os retornos observados dos IPOs foram inferiores aos retornos esperados, dado o nível de risco assumido. As regressões CAR verificaram se a presença de fundos de PE/VC explica retornos anormais positivos dos IPOs, após controle de outros fatores. As evidências encontradas sugerem que a presença de fundos de PE/VC nas empresas estreantes na BM&FBovespa possui efeito positivo sobre os retornos anormais acumulados dos IPOs e, quanto maior a participação acionária detida pelo fundo de PE/VC na empresa, no momento imediatamente anterior ao IPO, maiores os retornos anormais acumulados de longo prazo. Em geral, os retornos das amostras analisadas foram inferiores ao desempenho do índice Ibovespa, podendo ser um reflexo da crise financeira mundial, com maior impacto sobre empresas com histórico recente na bolsa (IPOs), em relação às empresas tradicionais (blue chips) que integram o Ibovespa.
Título em inglês
The certifier role of private equity and venture capital investments on the quality of initial public offerings at BM&FBOVESPA
Palavras-chave em inglês
Bovespa
Cumulative abnormal return
Initial public offering
Long-term tock performance
Private equity
Venture capital
Resumo em inglês
This study investigated, under the perspective of Signaling Theory, the certifier role of Private Equity and Venture Capital investments (PE/VC) on the quality of initial public offerings (IPOs) at BM&FBovespa. It was proposed an event study in order to examine the existence of cumulative abnormal returns (proxy for IPOs quality) in portfolios composed of stocks from the IPOs occurred on BM&FBovespa, from January 2004 to December 2007. The hypotheses of this study were verified by three different procedures: test for equality of means, CAPM method and CAR regressions. The tests for equality of means suggested that the companies that received investments of PE/VC, before the IPOs, had statistical significant short, medium and long-term performances (up to 5 years) higher than non-invested companies. Besides that, the results showed that the higher the equity PE/VC held in the companies, before the IPO, better the long-term yield. The CAPM method indicated that the observed returns were lower than the expected returns, given the level of risk assumed. CAR regressions examined whether the presence of PE/VC explains positive abnormal returns of the IPOs, after controlling for other factors. The evidence suggests that the presence of PE/VC has positive effect on the cumulative abnormal returns on the IPOs, and the higher the equity held by the PE/VC in the firm, immediately before the IPO, the greater the long-term cumulative abnormal returns. In general, the returns of the samples were below Ibovespa index, which may be a reflection of the global financial crisis, with greater impact on companies with recent history in the stock market (IPOs), compared to traditional firms (blue chips) that integrate Ibovespa.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.