• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2006.tde-12032007-141249
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Zan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Frezatti, Fabio (Presidente)
Marcondes, Reynaldo Cavalheiro
Rocha, Welington
Título em português
Mudanças na contabilidade gerencial de uma organização: estudo de caso com diagnóstico institucional
Palavras-chave em português
Contabilidade gerencial
Estudo de caso
Mudança organizacional
Resumo em português
Vários casos, na literatura científica, relataram resistências e dificuldades na implantação de mudanças, de novos sistemas ou de novos artefatos, especialmente na Contabilidade Gerencial. Os recursos investidos nas mudanças são determinantes no desejo organizacional de sucesso, no entanto isso nem sempre ocorre. A identificação dos fatores que podem contribuir para a formação de um diagnóstico para as mudanças na Contabilidade Gerencial de uma organização foi efetuada através de um enfoque institucional. Dois autores foram basilares na estruturação do construto, pois argumentam que as organizações respondem aos estímulos de mudança de maneira distinta e a natureza dos processos institucionais pode permitir que se compreenda, ao menos em parte, o comportamento das organizações frente às pressões por mudanças. Dois artefatos de Contabilidade Gerencial foram abordados sob a ótica institucional: a implantação do custo-padrão e o processo de orçamento. O custo-padrão foi o artefato objeto da mudança, a empresa estudada não o utilizava na comparação do real versus orçado. Um outro aspecto que o estudo de caso revelou: a possível influência da restrita divulgação do custo-padrão, acessível a poucos decisores. O segundo artefato de Contabilidade Gerencial, o orçamento, não era objeto de mudança, a justificativa do seu uso e estudo baseou-se na sua característica participativa, no fato de ser institucionalizado e na sua ampla divulgação. A utilização de dois artefatos com características distintas permitiu contrastar as diferentes bases e motivadores da institucionalização e, como conseqüência, apurar as diferentes percepções organizacionais sobre práticas participativas e não-participativas. A estruturação empírica do estudo de caso utilizou, também, os antecedentes organizacionais que são: causa, constituintes, conteúdo, controle e contexto ou, alternativamente: por que, quem, o que, quais meios e onde as mudanças ocorrem. Os antecedentes permitiram compreender as circunstâncias organizacionais, assim como as respostas organizacionais possíveis às pressões por mudanças: aquiescer, comprometer, esquivar, desafiar e manipular. As respostas organizacionais são baseadas em uma escala que começa com a aceitação passiva, aceder, e vai até a rejeição ativa, manipular. Justifica-se que o estudo de caso deve ser utilizado quando os fenômenos estudados são contemporâneos e imersos num ambiente complexo, assim como são encontrados autores que defendem a utilização do estudo de caso para retratar a realidade na qual as práticas de contabilidade estão inseridas. Foi elaborado então um protocolo para o estudo de caso e foram efetuadas entrevistas, aplicados questionários, documentos foram analisados, bem como uma fonte de dados registrou os principais eventos. O estudo de caso confirmou, por meio da análise das evidências, que: o custo-padrão e o orçamento foram institucionalizados com base em dois pilares distintos: cultural-cognitivo e normativo, respectivamente; que existiram correlações significativas entre os antecedentes organizacionais e as respostas organizacionais esperadas, por exemplo, a relação entre os constituintes e aquiescência; várias outras relações de causa e efeito tratadas pela abordagem institucional não puderam ser negadas. A interpretação dos resultados permite concluir que a estrutura propiciada pela análise institucional da Contabilidade Gerencial aponta para as eventuais dificuldades e diagnostica a implantação de artefatos, além disso elaboraram-se recomendações para cursos alternativos de ação para uma organização frente às mudanças e para pesquisas futuras.
Título em inglês
Management accounting change in a organization: case study with institutional diagnostic
Palavras-chave em inglês
Case Study
Management Accounting
Organizational Change
Resumo em inglês
The scientific literature reports many cases of difficulties and resistance to implementation of changes, new systems and artifacts, particularly in the Management Accounting area. Some authors have described difficulties in implementing organizational changes related to Management Accounting artifacts. Investments in changes are of the essence in the companies? search for success, but outcome may fall short of expectations. Factors able to help diagnosing changes in an organization?s Management Accounting were identified under an institutional approach. Two authors were fundamental to structuring the construct once they say organizations react differently to change stimuli and that the nature of institutional processes may allow understanding - at least partially - organizations? behavior when under pressure to make changes. Two Management Accounting?s artifacts were approached under an institutional standpoint: implementing standard costs and the budgeting process. Standard cost was the artifact subjected to a change. The company under study would not use it in an actual vs. budgeted comparison. Another finding was the possible influence of limited disclosure of standard cost to only a few decision-makers. The second Management Accounting artifact, budgeting, was not subject to any change. The justification for using and studying it was based on its participative characteristic, on its institutionalization and on its broad disclosure. Using two artifacts with different characteristics enabled contrasting different bases and motivators of institutionalization and, consequently, assessing different organizational views on participative and non-participative practices. The case study?s empiric structure also used organizational precedents, to-wit: cause, constituents, content, control and context; or, alternatively: why, who, what, how and where changes take place. Precedents allowed understanding organizational circumstances in addition to possible organizational reactions to pressures for changes: to acquiesce, to compromise, to avoid, to defy and to manipulate. Organizational answers were ranked from passive acceptance or acquiescence to active rejection or manipulation. The use of a case study is justifiable when the phenomena studied are contemporary and immersed in a complex environment. Other authors advocate using a case study to portray the reality where certain accounting practices are inserted. A protocol for the case study was prepared, interviews and surveys were conducted, documents were analyzed and the main events recorded in proper files. The evidence analyzed enabled the case study to verify as follows: standard costs and budgeting were institutionalized based on two different pillars: cultural-cognitive and normative, respectively; there were significant correlations between organizational precedents and the organizational answers expected, e.g., the relation between constituents and acceptance; various other cause/effect relations handled under the institutional approach could not be denied. Interpreting results allowed concluding that the structure given by institutional analysis of Management Accounting points at some difficulties and renders a diagnosis in the implementation of artifacts. Additionally, recommendations were made for alternative courses of action to organizations facing changes and for further studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
v29.pdf (701.93 Kbytes)
Data de Publicação
2007-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.