• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2018.tde-10072018-170405
Documento
Autor
Nome completo
Marco Aurélio dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Favero, Luiz Paulo Lopes (Presidente)
Albanez, Tatiana
Minardi, Andrea Maria Accioly Fonseca
Nakamura, Wilson Toshiro
Título em português
Hipótese de mercados adaptativos e fatores econômico-institucionais: uma abordagem multiní­vel
Palavras-chave em português
Hipótese dos mercados adaptativos
Impactos do ambiente econômico e institucional
Modelos multinível
Resumo em português
Um dos temas mais discutidos na área de finanças é a forma como os mercados se estruturam sob perspectiva informacional, precificando ativos financeiros. Uma das teorias centrais de discussão é a Hipótese de Eficiência dos Mercados (HEM) de Eugene Fama (1970), derivada da teoria de utilidade. Um dos pontos centrais de discussão e critica da HEM são seus pressupostos quanto à modelagem do comportamento humano, totalmente racional e oportunista. Uma segunda linha de estudos apresenta um contraponto a esse modelo de ser humano utilizado nas teorias neoclássicas de finanças, utilizando um modelo de agente que possui falhas no processo de tomada de decisão financeira em função de uma racionalidade limitada e de vieses cognitivos, que impactam sobre o preço dos ativos negociados (Tversky & Kahneman, 1979; Thaler, 1985). A Hipótese de Mercados Adaptativos (HMA), de Andrew Lo (2004, 2005), é uma das teorias que conciliam a estrutura neoclássica da HEM com o comportamento não ótimo do agente, considerando novas estruturas de tomada de decisão financeira pelo investidor, como aprendizado, adaptação e vieses comportamentais, apresentando dinâmicas de mercado semelhantes a características biológicas, com impactos do ambiente e seleção natural como direcionadores da eficiência dos mercados. Desta forma, esse trabalho tem como objetivo verificar se existe aderência do conceito de evolução e do impacto do ambiente macroeconômico sobre a eficiência informacional dos mercados financeiros, verificando a capacidade de adaptação do mercado a mudanças do ambiente, e quais fatores apresentam maior grau de explicação no processo de adaptação e eficiência dos mercados em diferentes países. Para isso foram analisados os índices de preços e retornos de 48 economias, assim como informações econômico-institucionais sobre os países aos quais estavam relacionados, por meio do desenvolvimento de uma métrica de ineficiência informacional relativa dos mercados e posterior análise por meio de modelos descritivos e multinível. Foi identificado que há comportamentos cíclicos de eficiência ao longo do tempo, e os graus de eficiência diferem-se entre as economias estudadas, assim como há evidências de que há variação do comportamento de eficiência quando da mudança do cenário econômico. Adicionalmente foi identificado que características ambientais (como instituições e comportamento geral da economia) também apresentam efeitos sobre o grau de ineficiência relativa de mercados, e sua relação está associada ao comportamento previsto na HMA.
Título em inglês
Adaptive markets hypothesis and economic-institutional factors: a multilevel perspective.
Palavras-chave em inglês
Adaptive markets hypothesis
Evolutionary finance
Institutional and economic factors
Multilevel models
Resumo em inglês
One of the most discussed topics in finance research is the way of markets are structured from an informational perspective, pricing financial assets. One of the central theories of discussion is Eugene Fama's Market Efficiency Hypothesis (HEM) (1970), derived from utility theory. One of the central points of discussion and critics of HEM is its assumptions about the modeling of human behavior, totally rational and opportunistic. The second line of studies shows a counterpoint to this model of human behavior used in neoclassical finance theories, by an agent model that has flaws in financial decision-making process due to a bounded rationality and cognitive biases impacting on the price of the traded assets (Tversky & Kahneman, 1979; Thaler, 1985). The Andrew Lo's (2004, 2005) Adaptive Market Hypothesis (HMA) is one of the theories that reconcile the neoclassical structure of HEM with the agent's non-optimal behavior, considering new structures of financial decision-making by the investor, such as learning, adaptation and behavioral biases, presenting market dynamics like biological characteristics with environmental impacts and natural selection as drivers of market efficiency. In this way, the objective of this work is to verify if there is adherence to the concept of evolution and the impact of the macroeconomic environment on the informational efficiency of the financial markets, observing the adaptability of the market to changes in the environment, and which factors present a greater degree of explanation in the process of adaptation and efficiency of markets in different countries. To do so, we analyzed the price and return indices of 48 economies, as well as economic-institutional information about the related countries, through the development of a metric of relative informational inefficiency and subsequent analysis through descriptive and multilevel models. It has been identified that there are cyclical efficiency behaviors over time, and the efficiency levels differ between the studied economies, and evidence about the changes in the efficiency behavior when the economic scenario changes. Additionally, it was identified that environmental characteristics (such as institutions and general economic behavior) also have effects on the degree of relative market inefficiency, and their relation is associated with the behavior predicted in the HMA
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
OriginalMarco.pdf (1.52 Mbytes)
Data de Publicação
2018-07-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.