• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2010.tde-10052010-143511
Documento
Autor
Nome completo
Emanuel Rodrigues Junqueira de Matos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Frezatti, Fabio (Presidente)
Aquino, André Carlos Busanelli de
Borinelli, Marcio Luiz
Bulgacov, Sergio
Maximiano, Antonio Cesar Amaru
Título em português
Perfil do sistema de controle gerencial sob a perspectiva da teoria da contingência
Palavras-chave em português
Contabilidade gerencial
Controladoria
Resumo em português
Este estudo investiga, sob a ótica da teoria da contingência, os efeitos dos fatores contingenciais sobre o perfil do sistema de controle gerencial (SCG) das empresas brasileiras tendo como objetivo compreender as características do SCG, em função dos fatores contingenciais. São examinados os efeitos diretos e interativos dos fatores contingenciais internos estratégia, estrutura, tecnologia da informação e estágio do ciclo de vida organizacional e do ambiente no perfil do SCG. Avalia-se também o efeito do SCG no desempenho organizacional. Esta pesquisa defende a tese de que os fatores contingenciais internos e externos influenciam o perfil do SCG que possui associação com o desempenho, sendo possível estabelecer arranjos (fit) entre fatores contingenciais, características do SCG e desempenho organizacional. As hipóteses relativas aos efeitos dos fatores contingenciais no SCG preveem que o ambiente, fator contingencial externo, possui associação com os fatores contingenciais internos i) estratégia, ii) estrutura, iii) estágio do CVO e iv) tecnologia da informação; que o ambiente e os fatores contingenciais internos possuem associação com o perfil do SCG e que o SCG possui associação com o desempenho. A amostra envolveu 120 empresas brasileiras de grande porte e os dados para obtenção de informações sobre as mesmas foram coletados através de uma survey (levantamento). Para o tratamento dos dados, foram utilizadas as técnicas estatísticas de análise fatorial, análise de clusters e modelagem de equações estruturais. Os resultados indicaram que quando analisadas em um único grupo de empresas, não foi possível identificar associação entre os fatores contingenciais e o SCG e deste com o desempenho organizacional, rejeitando-se as hipóteses estabelecidas. Entretanto, ao separar as empresas em dois grupos distintos, i) indústria e ii) comércio e serviços, a hipótese de associação entre o fator contingencial ambiente e o SCG foi aceita. Também foram aceitas as hipóteses de: i) associação do ambiente com os fatores contingenciais internos da organização, ii) de associação dos fatores contingenciais internos com o SCG e, finalmente, iii) do SCG com o desempenho organizacional. A validação das hipóteses da pesquisa indica que a escolha e a utilização dos artefatos do SCG sofrem influência dos fatores contingenciais vivenciados pela empresa. Os resultados da pesquisa estão sujeitos a algumas limitações: i) as respostas refletem a percepção dos profissionais de controladoria das empresas, ii) a amostra não é probabilística e, portanto, todas as inferências não podem ser generalizadas para a população. Entretanto, considerando o atual estágio da pesquisa em contabilidade gerencial no Brasil, a pesquisa fornece uma visão importante de um grupo de empresas classificadas entre as maiores do País. Esta análise pode ser o ponto de partida para futuras pesquisas que utilizem a teoria da contingência.
Título em inglês
Profile of the management control system in the perspective of the contingency theory
Palavras-chave em inglês
Contingency theory
Management accounting
Management control system
Resumo em inglês
This study investigates, from the perspective of contingency theory, the effects of contingency factors on the profile of the management control system (SCG) of Brazilian companies. The study examines the direct and interactive effects of internal contingency factors - strategy, structure, information technology and stage of organizational life cycle - and the environment in the profile of the SCG. It also evaluates the effect of SCG on organizational performance. This research supports the view that the contingent factors internal and external influence the profile of the SCG that has membership to the performance, it is possible to make arrangements (fit) between contingency factors, characteristics of the SCG and organizational performance. The assumptions of the effects of contingency factors in the SCG predict that the environment, external contingency factor, has association with membership to the internal contingency factors i) strategy, ii) structure, iii) stage of the CVO and iv) information technology, the environment and the internal contingency factors are associated with the profile of the SCG and the SCG has association with the performance. The sample involved 120 Brazilian companies large and the data to obtain information about them was collected through a survey (survey). For the treatment of data, we used the statistical techniques of factor analysis, cluster analysis and structural equation modeling. The results showed that when analyzed in a single group of companies, we could not identify an association between contingency factors and the SCG and this organizational performance, rejecting the hypotheses. However, the separate companies in two distinct groups: i) industry and ii) trade and services, the hypothesis of association between the environment and contingency factor SCG was accepted. We also accept the following hypotheses: i) linking the environment with the contingency factors internal to the organization, ii) the association of contingency factors internal to the SCG and, finally, iii) the SCG with organizational performance. The validation of the hypotheses of research indicates that the choice and use of artifacts from the SCG are influenced by the contingent factors experienced by the company. The survey results are subject to some limitations: i) the responses reflect the perceptions of professionals controlling companies, ii) the sample is not probabilistic and, therefore, all inferences can not be generalized to the population. However, considering the current state of research in management accounting in Brazil, the study provides important insight into a group of companies ranked among the highest in Brazil. This analysis can be the starting point for future studies using the contingency theory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EmanuelJunqueiraTese.pdf (950.48 Kbytes)
Data de Publicação
2010-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.