• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2011.tde-07062011-150241
Documento
Autor
Nome completo
Yara Consuelo Cintra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Frezatti, Fabio (Presidente)
Aquino, André Carlos Busanelli de
Barbieri, José Carlos
Ferreira, Araceli Cristina de Sousa
Ribeiro, Maisa de Souza
Título em português
A integração da sustentabilidade às práticas de controle gerencial das empresas no Brasil
Palavras-chave em português
Contabilidade ambiental
Contabilidade gerencial
Contabilidade social
Controladoria
Desenvolvimento sustentável
Instituições sociais
Responsabilidade social
Sociologia organizacional
Sustentabilidade
Resumo em português
O estudo objetiva mapear e analisar a integração da sustentabilidade às práticas de controle gerencial (CG) das empresas no Brasil. A sustentabilidade foi considerada sob as dimensões econômica, ambiental e social da abordagem triple bottom line - TBL (ELKINGTON, 1997). A abordagem de controle gerencial, por sua vez, usou o modelo de alavancas de controle (SIMONS, 1995), acrescido de controles especializados, apropriados ao controle da sustentabilidade nas dimensões do TBL. A amostra deste estudo foi formada por 59 empresas que divulgaram os chamados relatórios de sustentabilidade no Brasil, ao menos uma vez entre os anos 2007 e 2009. Estas companhias foram submetidas a um levantamento do tipo survey, de forma a obter dados sobre a possível integração da sustentabilidade às suas práticas de controle gerencial, ou seja, testar a presença de tópicos sociais e ambientais e foco mais amplo em stakeholders em seus instrumentos de CG. Os dados foram submetidos a técnicas de estatística univariada descritiva e multivariada de modelagem de equações estruturais. Uma escala para classificar o estágio de divulgação dos relatórios de sustentabilidade foi proposta e os relatórios das empresas classificados de acordo com a mesma. As hipóteses foram construídas sob as suposições de que a divulgação dos relatórios de sustentabilidade se dá como resposta estratégica às demandas da sociedade, de forma a assegurar legitimidade (OLIVER, 1991; SUCHMAN, 1995) e visa demonstrar a conformidade da empresa com o tema da sustentabilidade (MEYER; ROWAN, 1977; DIMAGGIO; POWELL, 1983), que as empresas lidam com a sustentabilidade de maneira ceremonial, estando suas práticas de controle gerencial desvinculadas ou frouxamente vinculadas à sustentabilidade (MEYER; ROWAN, 1977). Além disso, a legitimidade adquirida pela divulgação do relatório de sustentabilidade permitiria às empresas levar adiante suas práticas de negócios com foco convencional, sem encarar o desafio da sustentabilidade de maneira mais engajada. Como conclusão geral, comprovou-se que a divulgação do relatório de sustentabilidade impacta as práticas de controle gerencial, principalmente no que se refere à presença da sustentabilidade nos artefatos, mas não necessariamente à intensidade do uso dos mesmos. Esse achado é relevante dado o estágio inicial do tema sustentabilidade nas empresas, que requer o desenvolvimento de novos artefatos que possam capturar mais adequadamente as componentes da sustentabilidade e, mais importante do que isso, sua integração aos modelos de gestão.
Título em inglês
The integration of sustainability into management control practices in Brazil
Palavras-chave em inglês
Environmental accounting
Institutional sociology
Institutionalism
Management accounting
Management control
Social accounting
Social responsibility
Sustainabilty
Sustainable development
Resumo em inglês
The study aims to map and analyse the integration of sustainability into the management control (MC) practices of companies in Brazil. Sustainability was represented by the economic, envinronmental and social dimensions of the triple bottom line approach (ELKINGTON, 1997), and management control was addressed by the 'levers of control' management control model (SIMONS,1995), as well as specialized controls for sustainability. The sample is formed by 59 companies that issued the so-called sustainability reports at least once over the years 2007-2009. A survey was carried out to collect data on the possible embededness of the sustainability subject into the companies management control practices, that is, to test the presence of social and environmental topics as well as a broad focus on stakeholders in their MC artefacts. The data was analysed using univariated descriptive and multivariate structural equation modeling statistical techniques. A scale to measure the sustainability reports disclosure stage was proposed and the sustainability reports of the sample were classified accordingly. The hypotheses lie in assumptions that: the sustainability reports disclosure represents companies' strategic responses to society's demands in order to ensure legitimacy (OLIVER, 1991; SUCHMAN, 1995) and aims to show conformity with sustainability (MEYER; ROWAN, 1977; DIMAGGIO; POWELL, 1983); companies deal with sustainability in a ceremonial way and their management control practices are decoupled or loosely coupled to sustainability (MEYER; ROWAN, 1977). Moreover, the legitimacy acquired by disclosing sustainability reports would permit companies to progress their 'business as usual' practices without facing the sustainability challenge in a more engaged way. The findings show that the disclosure of sustainability reports impact the management control practices, specially regarding the presence of sustainability on the artefacts, but not necessarily the extent of their use. This is relevant due to the initial stage of sustainability in companies which requires both the development of new artefacts that can capture sustainability components more adequately and, more importantly, the embeddedness of sustainability into management models.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TESE_YCintra.pdf (3.18 Mbytes)
Data de Publicação
2011-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.