• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2018.tde-21062018-125612
Documento
Autor
Nome completo
Charles Jim Cachipuendo Ulcuango
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Folegatti, Marcos Vinicius (Presidente)
Pires, Regina Celia de Matos
Duarte, Sergio Nascimento
Paz, Vital Pedro da Silva
Título em português
Modelo dinâmico para a gestão e manejo sustentável de sistemas de irrigação comunitários, no marco do Bom Viver: estudo do caso na bacia do Rio Pisque
Palavras-chave em português
Eficiência técnica e econômica da irrigação
Gestão e manejo comunitário da irrigação
Modelo dinâmico
Sustentabilidade de sistemas de irrigação comunitários
Resumo em português
A disponibilidade da água fornecida para a agricultura reduz-se por efeitos das mudanças dos ciclos hidrológicos e pelo crescimento populacional, portanto, põem-se em risco a sustentabilidade dos sistemas de irrigação comunitários. Em vista de isso, os usuários da irrigação estabelecem estratégias que permitam sobrelevar as novas realidades. Sem embargo, as políticas e a análise da gestão e manejo da irrigação são feitas a partir da hidrologia, a hidráulica, sociologia e economia de forma separada, em esse sentido, o propósito de este trabalho foi estudar as inter-relações sociais, ambientais, econômicas e culturais que ocorrem nos sistemas de irrigação comunitários e como o enfoque da gestão comunitária da água estabelecida na constituição e legislação do Equador no marco do Bom Viver, ajuda a sua sustentabilidade e a melhorar o uso da água na agricultura. O estudo foi realizado em 13 sistemas de irrigação comunitários da bacia do rio Pisque, localizada na serra norte do Equador. Foi usada a metodologia de dinâmica de sistemas a qual permite, avaliar sistemas complexos de forma qualitativa e quantitativa. A participação da organização comunitária foi importante e foram usadas ferramentas como: observações em campo, entrevistas, etnografia, grupos de diálogo e avaliações de vazões e volume da água utilizada na produção agrícola. Neste trabalho se encontrou que a irrigação comunitária é concebida como um sistema integral, composto pela natureza, comunidade e infraestrutura, na qual os usuários da irrigação conformam organizações com resiliência, sendo a tecnificacão da irrigação uma estratégia para reduzir as perdas da água e incrementar a produtividade agrícola. Os indicadores, eficiência técnica e produtividade económica da água foram avaliados, em três sistemas de produção, leite, produção de flores em ambientes protegidos e na agricultura diversificada familiar, sendo a produção de flores a mais eficiente. A tecnificacão dos sistemas de irrigação melhora a agricultura, mas também provoca mudanças nos comportamentos socioculturais, no meio ambiente e nas relações socioeconômicas no território comunitário. Portanto o modelo para a gestão e manejo sustentável dos sistemas da irrigação comunitários considera estas realidades locais e conforma-se por três subsistemas, natureza, uso do solo e a comunidade, onde em cada um destes interatuam variáveis exógenas e endógenas que intervêm na sustentabilidade dos sistemas de irrigação. Incorporar variáveis sociais inerentes à comunidade na estrutura do modelo permitiu identificar e compreender o comportamento das causalidades nas variáveis da natureza e da produtividade do uso da água e do solo, de maneira que as soluções aos problemas, sejam abordadas de forma integral tendo em conta os princípios da sustentabilidade e do Bom Viver, sendo os fundamentos do enfoque da gestão comunitária da água.
Título em inglês
Dynamic model for the management and sustainable operation of community irrigation systems, within the framework of Good Living: a case study in the Pisque River basin
Palavras-chave em inglês
Dynamic model
Management and community operation of irrigation
Sustainability of irrigation systems
Technical and economic efficiency of irrigation
Resumo em inglês
The availability of water supplied to agriculture is reduced by the effects of the changes in the hydrological cycle and population growth. This fact puts at risk the sustainability of the community irrigation systems. Therefore, irrigation users stablish strategies that allow overcome new realities. However, the policies, management and operation of irrigation are done considering the hydrology, hydraulics, sociology, and economics separately. In this sense, the purpose of this work was to study the social, environmental, economic, and cultural interrelationships that occur in the community irrigation systems. In addition, this research analyses the community's water management approach established in Ecuador`s Constitution of 2008 focusing in the Good Living framework, which conceptually tries to reach sustainability and improve the use of water in agriculture. The study was conducted in 13 community irrigation systems at the Pisque river basin, located in the highlands in Ecuador. The methodology consisted in the systems dynamics which allows to evaluate complex systems in a qualitative and quantitative way. The participation of the community was a key element and different tools were applied such as field observations, interviews, ethnography, focus groups, and assessments of water flow and volume used in agricultural production. This study shows that community irrigation is conceived as an integrated system composed by nature, the community, and infrastructure. Within this system, the irrigation users form resilient organizations and the modernization of irrigation is a strategy to reduce water losses and increase agricultural productivity. The indicators technical efficiency and economic productivity of water were evaluated in three production systems: milk, flower production in protected environments, and family's diversified agriculture. The results demonstrate that flower production is the most efficient. The technification of the irrigation systems improves agriculture but also causes changes in the socio-cultural behavior, the environment, and the socio-economic relationships within the community. Thus, the model for the operation and a sustainable management of the community irrigation systems considers these local realities, and it is formed by three subsystems: nature, land use and community. Each subsystem has exogenous and endogenous variables that intervene in the sustainability of the irrigation systems. Social variables inherent to community were incorporated in the model structure which allowed identifying and understanding the behavior of the causalities in nature and water and land productivity. Therefore, solutions to problems are addressed in an integral way considering the principles of sustainability and Good Living, as fundamentals of the community's water management approach.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.