• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2018.tde-04102018-105552
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Donofre
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Iran José Oliveira da (Presidente)
Nazareno, Aérica Cirqueira
Ruiz, Urbano dos Santos
Zanella, Adroaldo José
Menten, José Fernando Machado
Título em português
Estímulos sonoros na incubação artificial de ovos: efeitos na eclosão, desempenho produtivo e comportamento pós-eclosão de pintos de corte
Palavras-chave em português
Bioacústica
Eclodibilidade
Nível de pressão sonora
Zootecnia de precisão
Resumo em português
Os fatores físicos que envolvem a incubação artificial são determinantes no desenvolvimento embrionário, eclosão e desempenho das aves. Muitos deles são bem-conceituados, mas acredita-se que ainda existem questões que possam prover melhorias ou adaptar este processo as novas demandas da produção animal. Nesta pesquisa, a bioacústica é colocada como uma dessas questões, motivando a investigação da estimulação sonora na incubação artificial, dados os efeitos do ruído dos incubatórios comerciais e a adição de vocalizações da espécie em respostas fisiológicas, produtivas e comportamentais de pintos de corte. Inicialmente, o Capítulo 3 apresenta a mensuração do nível de pressão sonora (NPS) no interior dos ovos. Para isso, desenvolveu-se um sensor de tamanho reduzido (decibelímetro-miniaturizado) utilizando a plataforma Arduíno®. O sensor foi calibrado e testado, o que forneceu informações como o isolamento da onda sonora pela casca dos ovos e valores de NPS próximos aos embriões. Em sequência realizaram-se incubações experimentais com a aplicação de tratamentos determinados pela associação de dois NPS do ruído de incubadoras [70 ou 90 dB (A)] com ou sem a adição de vocalizações da espécie (estímulos naturais). Estes tratamentos foram avaliados no crescimento embrionário e em respostas da eclosão (Capítulo 4) e no desempenho de pintos de corte na primeira semana (Capítulo 5). Diferente do esperado, a exposição ao maior NPS, que simulava o ruído de incubatórios comerciais, adiantou o tempo para o início das eclosões, aumentou a eclodibilidade e a qualidade do umbigo e jarretes dos pintos. Todavia, as vocalizações da espécie só se mostraram influentes se associadas ao NPS de 70 dB (A). Nas respostas de desempenho a exposição ao NPS inferior resultou em um maior consumo de ração e em uma pior conversão alimentar, com melhores resultados na exposição a 90 dB (A) ou na presença das vocalizações. Por fim, no Capítulo 6, testes comportamentais como o de imobilidade tônica, isolamento social e campo aberto foram realizados com os pintos eclodidos dos tratamentos de incubação descritos anteriormente. Na realização destes testes consideraram-se três períodos no pós-eclosão (24, 72 e 120 horas) e duas condições (testes em silêncio ou com vocalizações ao fundo). Os efeitos da estimulação sonora foram verificados somente em 24 horas pós-eclosão, de modo que a exposição às vocalizações no desenvolvimento embrionário reduziu a movimentação e o nível de vocalização dos pintos, o que foi associado ao menor estresse. Conclui-se que a estimulação sonora na incubação artificial é capaz de alterar respostas produtivas e o comportamento de pintos após a eclosão.
Título em inglês
Sound stimuli in artificial egg incubation: their effects on the hatching, productive performance and post-hatch behavior of broiler chicks
Palavras-chave em inglês
Bioacoustics
Hatchability
Precision livestock
Sound pressure level
Resumo em inglês
The physical factors that involve artificial incubation are determinant to the embryonic development, hatching and performance of chicks. Although many of them are highly regarded, there are other issues capable of improving or adapting the process to new animal-production demands. The current research addresses the bioacoustics as one of such issues, which motivated the investigation of the sound stimuli in artificial incubation, relating the noise of the commercial hatcheries and the addition of vocalizations of the species with physiological, productive and behavioral of chicks. Initially, the Chapter 3 presents the measuring the sound pressure level (SPL) inside eggs. To do so, a small sensor (miniaturized decibel meter) was developed in the Arduino® platform. The sensor was calibrated and tested under specific conditions to collect information, such as sound wave isolation by egg shells and SPL values close to the embryos. Experimental incubations with treatments based on the association between two noise SPLs of the hatcheries [70 or 90 dB (A)] with, or without, the addition of species-specific vocalizations (natural stimulus). These treatments were evaluated on embryo growth and hatch responses (Chapter 4) and chicks performance in the first week of life (Chapter 5). Against all expectations, egg exposure to the highest SPL, which simulated the noise of commercial hatcheries, reduced the time necessary for hatching, besides increasing the hatchability, as well as the quality of the navel and hocks, of chicks. On the other hand, species-specific vocalizations were only influential when they were associated with 70 dB SPL (A). The exposure to lower NPS resulted in higher feed intake and lower feed conversion with better results in exposure to 90 dB (A) or in the presence of vocalizations. Finally, in Chapter 6, behavioral tests such as tonic immobility, social isolation and open field tests applied to chicks hatching from the incubation treatments described above. The tests comprised three post-hatching periods (24, 72 and 120 hours) and two conditions (silence or species-specific vocalizations in the background). The effects of incubation treatments were just observed in some responses and 24 hours after hatching. The exposure to the vocalizations during embryonic development reduced chicks' movement and vocalization level, which was associated with lower stress. It is concluded that sound stimulation in hatcheries can alter productive responses and behavior of chicks after hatching.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.