• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2005.tde-29092005-121759
Documento
Autor
Nome completo
Lia Cunha de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2005
Orientador
Banca examinadora
Couto, Hilton Thadeu Zarate do (Presidente)
Batista, João Luis Ferreira
Cerri, Carlos Clemente
Freitas, Joberto Veloso de
Silva, José Natalino Macedo
Título em português
Efeito da exploração da madeira e de diferentes intensidades de desbastes sobre a dinâmica da vegetação de uma área de 136ha na floresta nacional do Tapajós
Palavras-chave em português
comunidade vegetal
crescimento vegetal
dendrometria
desbaste
exploração florestal
floresta
madeira
manejo florestal
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito de quatro intensidades de redução da área basal, representadas pela exploração e desbastes sistemáticos, na composição florística, diversidade, estrutura e dinâmica do extrato arbóreo, durante um período de 22 anos. O experimento se localiza na Floresta Nacional do Tapajós, município de Belterra, Pará, a altura do km 114 da Rodovia Santarém-Cuiabá. O delineamento estatístico utilizado foi Blocos ao Acaso com 4 repetições onde foram testados os seguintes tratamentos: T0: controle, representado pela floresta não explorada; T1: Abate de árvores comerciais com DAP ≥ 45cm, sem nenhuma intervenção posterior; T2: Abate de árvores comerciais DAP ≥ 55cm + desbaste de espécies não comerciais para reduzir a área basal em 20% da original; T3: Abate de árvores comerciais DAP ≥ 55cm + desbaste de espécies não comerciais para reduzir a área basal em 40% da original; T4: Abate de árvores comerciais DAP ≥ 55cm + desbaste de espécies não comerciais para reduzir a área basal em 60% da original. Cada bloco possui uma área de 36ha, sendo 9ha por tratamento. Em cada tratamento foram instaladas ao acaso 12 parcelas permanentes (PP) de 0,25ha, onde foram medidas todas árvores com diâmetro ≥ 5,0cm. A exploração de madeira foi realizada em 1982 e os desbastes foram iniciados em 1993 e concluídos em 1994, com a finalidade de reduzir a área basal do povoamento e, com isso, propiciar a maior penetração de luz, favorecendo o desenvolvimento e estabelecimento das espécies comerciais. As medições das PP na área explorada foram realizadas 1 ano antes da exploração (1981), e após a exploração nos anos de 1983, 1987, 1989, 1995 e 2003. Para a área testemunha foram realizadas 5 medições: 1983, 1987, 1989, 1995 e 2003. Os resultados mostraram que, 21 anos depois da exploração e nove após os desbastes, todos os tratamentos, exceto o testemunha, apresentaram aumento no número de espécies, o que indica o efeito positivo das intervenções. Cinco anos após a exploração, todos os tratamentos apresentaram número de árvores superior ao encontrado antes da intervenção, inclusive considerando somente as espécies de valor comercial. Porém, a área basal e o volume apresentaram recuperação mais lenta, ocorrendo de forma mais efetiva nas primeiras classes de diâmetro (5-45cm). Nas classes acima de 45cm, que foram as mais afetadas pela extração de madeira, a área basal, 21 anos após a exploração, ainda está, em média, 30% abaixo do valor original. As intervenções também alteraram a dinâmica da floresta, elevando as taxas de mortalidade, estimulando o aumento no número de ingressos e a aceleração nas taxas crescimento das árvores remanescentes. O tratamento T3 foi considerado o mais adequado porque induziu ao maior aumento na riqueza florística e favoreceu várias espécies de valor comercial madeireiro que aumentaram sua participação na abundância e área basal no povoamento. Esse tratamento também mostrou a maior taxa de recuperação da área basal comercial (aproximadamente 90%), e as maiores taxas de incremento em AB e volume, no período após a aplicação do desbaste.
Título em inglês
Effect of logging and diferent intensities of thinning on the vegetation dynamics in a 136ha area in the Tapajós National Forest
Palavras-chave em inglês
dendrometry
forest
forest growth
forest management
logging
plant community
thinning
wood
Resumo em inglês
The objective of this work was to analyze the effect of four intensities of basal area reduction, represented by systematic logging and liberation thinning, on the floristic composition, diversity, structure and dynamics of arboreal extract, over a period of 22 years. The experiment is located in the Tapajós National Forest, municipality of Belterra, Pará, at km 114 of the Santarém-Cuiabá Highway. The statistical delineation employed was Random Blocks with 4 repetitions, in which the following treatments were tested: T0: control, represented by unlogged forest; T1: Felling of commercial trees with DBH ≥ 45cm, with no posterior intervention; T2: Felling of commercial trees DBH ≥ 55cm + thinning of non-commercial species to reduce the original basal area by 20%; T3: Felling of commercial trees DBH ≥ 55cm + thinning of non-commercial species to reduce the original basal area by 40%; T4: Felling of commercial trees DBH ≥ 55cm + thinning of non-commercial species to reduce the original basal area by 60%. Each block measured 36ha, with 9ha for each treatment. In each treatment 12 0,25ha permanent parcels (PP) were randomly installed, in which all trees with diameter ≥ 5,0cm were measured. Logging was carried out in 1982 and the thinning treatments were begun in 1993 and concluded in 1994, with the purpose of reducing the basal area of the population and, so provide greater light penetration, favoring the development and establishment of commercial species The measurements of PP in the harvested area were carried out 1 year before logging (1981), and after logging in the years 1983, 1987, 1989, 1995 and 2003. For the unlogged area 5 measurements were done: 1983, 1987, 1989, 1995 and 2003. The results showed that, 21 years after logging nine after the thinnings, all of the treatments, except the witness, showed an increase in the number of species, which indicates the positive effect of the interventions. Five years after logging, all the treatments showed a greater number of trees than what was found before the intervention, including a count only of species with commercial value. However, the basal area and volume showed a lower recovery, occurring most effectively in the first diameter classes (5-45cm). In the classes above 45cm, which were the ones most affected by timber harvesting, the basal area, 21 years after logging, is still on average 30% below the original value. The interventions also alter forest dynamics, increasing mortality rates, stimulating an increase in the number of ingresses and acceleration in growth of remaining trees. Treatment T3 was considered the most adequate one, because it induced a greater increase in floristic diversity and favored several species with commercially valuable timber, which increased their participation in terms of abundance and basal area in the population. This treatment also showed the highest recovery rate for the commercial basal area (approximately 90%), and the greatest increments in AB and volume, in the period after application of the thinnings.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LiaOliveira.pdf (13.86 Mbytes)
Data de Publicação
2005-09-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.