• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2015.tde-26052015-103840
Documento
Autor
Nome completo
Tiago de Oliveira Godinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Gonçalves, José Leonardo de Moraes (Presidente)
Ferreira, Eric Victor de Oliveira
Gama-Rodrigues, Antonio Carlos
Muraoka, Takashi
Pavinato, Paulo Sergio
Título em português
Fertilidade e frações de fósforo em solos sob povoamentos monoespecíficos e mistos de Eucalyptus e Acacia mangium
Palavras-chave em português
Fracionamento químico
Interações ecológicas
Nutrição florestal
Produtividade
Resumo em português
O plantio consorciado com leguminosas arbóreas fixadoras de nitrogênio (N) pode incrementar a produtividade das árvores de eucalipto. A dinâmica do fósforo (P) em ecossistemas naturais e manejados é estabelecida, em grande parte, pelas interações do nutriente com as fases inorgânica e orgânica no solo e com os microrganismos. Portanto, pesquisas detalhadas sobre a dinâmica e a disponibilidade do P requerem a separação e a identificação das diferentes frações do nutriente no solo. A razão teórica do uso de plantios consorciados com leguminosas é propiciar maiores teores de N e P, em decorrência da maior qualidade e diversidade vegetal. Isso permitiria o incremento nos teores de carbono total (Ct), nitrogênio total (Nt), P e uma menor relação C/N e C/P, favorecendo a rápida ciclagem dos nutrientes e, consequentemente, o melhor desenvolvimento do eucalipto. Com o intuito de esclarecer o efeito dos plantios mistos na modificação da fertilidade e das frações de P no solo, este estudo integra os seguintes objetivos: i) avaliar a fertilidade do solo; ii) avaliar as frações de P no solo; iii) determinar as relações entre as frações de P no solo e atributos físicos e químicos do solo; iv) compreender o efeito da fertilidade e das modificações das frações do P no solo, na produtividade dos plantios. O estudo foi realizado em quatro áreas experimentais, localizadas nos municípios de Itatinga, Bofete e Luiz Antônio/SP, e em Santana do Paraíso/MG. Foi avaliada a produtividade dos povoamentos puros de eucalipto ou acácia e o misto entre as duas espécies e os solos sob esses tratamentos. Foram coletadas amostras de solo em duas profundidades (0 - 5 e 5 - 10 cm), sendo determinados os teores de macro, micronutrientes, Ct, Nt, as frações de P e a granulometria. O curto período de consórcio entre as espécies não permitiu verificar se houve tendência no incremento dos teores dos nutrientes e nas frações de P. No entanto, para os plantios que estavam na segunda rotação de cultivo sob os mesmos tratamentos, as diferenças foram maiores, indicando que, com os anos de cultivo consorciados este acréscimo dos teores dos nutrientes e nas frações de P possam ser mais significativos. A percentagem de P orgânico (Po) em relação ao P total do solo variou entre 16 e 36%, desconsiderando o P residual, a percentagem de Po, variou entre 22 e 60%. Correlações significativas e positivas foram encontradas entre os atributos e as frações de P no solo, com a produtividade das culturas. Esses resultados indicam melhor manutenção nutricional nos plantios que contém a A. mangium (Acácia e Misto), pela capacidade de melhorar a fertilidade do solo e, ainda, aumentar a diversidade das culturas. A não correlação do crescimento da A. mangium com as frações lábeis de P e a correlação positiva de seu crescimento com as frações moderadamente lábeis e não lábeis sugerem que a espécie é capaz de absorver o P oriundo de frações não prontamente disponíveis. O eucalipto teve alta competição com a A. mangium nos plantios mistos, principalmente nas áreas experimentais de clima mais ameno (Itatinga, Bofete e Luiz Antônio), acarretando em menor crescimento da A. mangium.
Título em inglês
Fertility and phosphorus fractions in soils under monospecific and mixed stands of Eucalyptus and Acacia mangium
Palavras-chave em inglês
chemical fractioning
eucalypt
fertilization
productivity
Resumo em inglês
The intercropping planting with nitrogen-fixing species can enhance the productivity of eucalyptus plants. The dynamics of P in natural ecosystems is established and managed, in large part, by interactions of inorganic and organic phases of soil nutrient and soil microorganisms. Therefore, detailed research on the dynamics and the availability of phosphorus (P) require separation and identification of the different forms of the nutrient in the soil. The theoretical reason for using intercroping with leguminous plant is to provide higher levels of nitrogen (N) and P, due to the higher quality and plant diversity. This would allow an increase in the total carbon (Ct), total nitrogen (Nt) and P levels, and a smaller C/N and C/P ratios, favoring a rapid cycling of nutrients and, consequently, better development of eucalyptus. Given the above, in order to clarify the effect of mixed plantings in fertility change and P fractions in the soil, this study includes the following objectives: i) to evaluate soil fertility; ii) evaluate the P fractions in soil; iii) determine the relationship between P fractions in soil and physical and chemical properties of the soil; iv) understand the effect of fertility and changes in P fractions in soil, on the productivity of plantations. The study was conducted in four experimental areas, located in the municipalities of Itatinga, Bofete and Luiz Antônio/SP, and Santana do Paraíso/MG. Productivity of single eucalyptus or acacia plantations and mixed between the two species and soils under these treatments was evaluated. Soil samples were collected at two depths (0 - 5 and 5 - 10 cm), and where were determined contents of macro, micronutrients, Ct, Nt, P fractions and particle size. The consortium short period allowed between species not verify whether there was a trend in increasing the nutrient content and the fractions of P. However, for the crops that were in the second rotation cultivation under the same treatment, the differences were higher, indicating that with the years of intercropping this increase in the levels of nutrients and in the P fractions can be more significant. The percentage of organic P (Po) in relation to the total P soil varied between 16 and 36% excluding the residual P, the proportion Po varied between 22 and 60%. Significant positive correlations were found between the attributes and the fractions of P in soil with crop yields. These results indicate better nutritional maintenance on crops containing the A. mangium (Acacia and Mixed), the ability to improve soil fertility and also increase the diversity of crops. The non-correlation of the growth of A. mangium with the labile fractions of P and the positive correlation of growth with the moderately labile and non-labile fractions suggest that the species is able to absorb the P derived fractions not readily available. Eucalyptus had high competition with A. mangium in mixed plantings, especially in experimental areas of milder weather (Itatinga, Bofete and Luiz Antonio), resulting in lower growth of A. mangium.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.