• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2015.tde-17092015-111807
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Pires Brito
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Jankowsky, Ivaldo Pontes (Presidente)
Bortoletto Junior, Geraldo
Godoy, Wesley Augusto Conde
Moura, Luiz Fernando de
Paes, Juarez Benigno
Título em português
Ação de cupins de madeira seca (Cryptotermes brevis) e de solo (Nasutitermes corniger) nas madeiras termorretificadas de Pinus taeda e de Corymbia citriodora
Palavras-chave em português
Corymbia citriodora
Cryptotermes brevis
Nasutitermes corniger
Pinus taeda
Termorretificação
Resumo em português
A termorretificação ou retificação térmica é uma técnica auxiliar na preservação da madeira, sendo um processo controlado de pirólise, em temperaturas que variam entre 140°C a 220°C. No presente trabalho, foi testada a hipótese de que a termorretificação na temperatura de 200ºC aumenta a resistência da madeira em relação ao ataque de cupins, buscando identificar se tal efeito é resultante da menor disponibilidade de água ou da deposição de substâncias tóxicas ou repelentes formadas durante a degradação térmica. Foi constatado que as alterações provocadas pela termorretificação reduzem a capacidade de adsorção de água pela madeira e, consequentemente, o seu teor de umidade de equilíbrio. As substâncias geradas durante o processo de termorretificação, extraídas em água quente, tem efeito preservativo quando aplicadas à madeira natural, com diferentes resultados entre as espécies florestais. A termorretificação reduziu a capacidade de ação do Cryptotermes brevis, com efeito mais acentuado no Pinus taeda. A remoção dos extrativos da madeira termorretificada, por si só, não implicou no aumento da intensidade da ação dos cupins, o que somente se tornou mais evidente quando aumentou o teor de umidade do material. Em relação ao Nasutitermes corniger, ocorreram diferenças na ação dos cupins em relação ao tipo de oferta de alimento, bem como em relação às espécies de madeira. Para a alimentação forçada, houve acentuado efeito da termorretificação, em ambas as espécies de madeira, tendo ocorrido uma acentuada redução na perda de massa das madeiras quando comparada à madeira original. Constatou-se haver efeito dos extrativos na redução da ação dos cupins de solo, com maior ênfase para a madeira de Pinus taeda. No ensaio de preferência alimentar, nenhum dos tratamentos avaliados foi eficiente para prevenir a degradação pelos cupins, com o Pinus taeda apresentando maior suscetibilidade em comparação com o Corymbia citriodora. Considerando o conjunto dos resultados, conclui-se que a madeira termorretificada é resistente ao ataque de cupins de madeira e essa resistência é decorrente da interação entre a menor higroscopicidade provocada pela modificação química do material e a presença dos extrativos gerados durante o processo de termorretificação; e que o efeito preservativo da termorretificação não é suficiente para indicar o uso da madeira termotratada em contato direto com o solo, devido à suscetibilidade aos cupins subterrâneos.
Título em inglês
Action of dry wood termite (Cryptotermes brevis) and subterranean termite (Nasutitermes corniger) on the thermorectified wood of Pinus taeda and Corymbia citriodora
Palavras-chave em inglês
Corymbia citriodora
Cryptotermes brevis
Nasutitermes corniger
Pinus taeda
Thermorectification
Resumo em inglês
The thermorectification, a controlled pyrolysis at temperatures ranging between 140°C to 220°C, is considered a technique that could preserve the wood against biological degradation. In this study it was tested the hypothesis that the thermorectification at 200ºC increase the lumber resistance against termite attack, looking to identify if this effect is a result of the reduced available moisture or due the deposition of toxic substances formed during the thermal treatment. It was evidenced that the chemical modifications caused by thermorectification reduced wood sorption capacity and, by consequence, its equilibrium moisture content. The substances formed during the thermal treatment, extracted with hot water, have a preservative effect when applied to natural lumber, with different results between the two wood species. The thermorectification reduced the attack of Cryptotermes brevis and this influence was more effective on Pinus taeda. The removal of extractives from thermotreated wood did not cause an increase in the intensity of termite action, which only became more evident when the lumber moisture content increased. In relation to Nasutitermes corniger, there were differences in the action of termites, depending of the feeding conditions and wood species. In the food choice test, there was an important effect of thermorectifiction in both wood species, reducing the loss of mass due to termite attack when compared to original wood. The extractives also reduced the action of soil termites, with greater emphasis on Pinus taeda lumber. In the no food choice test, no one of the treatments evaluated was enough to prevent the termite action, and it was showed that Pinus taeda wood was more susceptible compared to Corymbia citriodora. Considering all the results, it is possible to conclude that thermorectified lumber is resistant against dry wood termite attack and this resistance is due to interaction between the reduced wood hygroscopicity promoted by the wood chemical changes and the presence of substances generated during the thermal treatment; and the preserving effect of thermorectification is not enough to suggest the use of thermorectified lumber in direct ground contact due its susceptibility to subterranean termite action.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.