• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Cristina de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Ferraz, Katia Maria Paschoaletto Micchi de Barros (Presidente)
Alexandrino, Eduardo Roberto
Ferreira, Marco Aurélio Pizo
Hasui, Erica
Rother, Débora Cristina
Título em português
Diversidade funcional de aves e sua relação com atributos da paisagem e a complexidade estrutural de florestas secundárias
Palavras-chave em português
Aves
Diversidade funcional
Paisagens modificadas
Serviços ecossistêmicos
Resumo em português
A expansão da fronteira agrícola leva à perda e à fragmentação do habitat natural, sendo estas as principais causas da perda de biodiversidade e de suas funções ecossistêmicas. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar de que maneira as modificações na paisagem e na complexidade estrutural da vegetação se relacionam à diversidade funcional (DF) de aves em paisagens agrícolas. Foram realizados levantamentos em 20 fragmentos de floresta secundária, utilizando-se o método de ponto de escuta, totalizando 95 pontos amostrados por 10 minutos cada em três campanhas mensais. Foi calculada a riqueza funcional (FRic) das assembleias e a abundância de 14 grupos funcionais (GF), as quais por sua vez foram relacionadas à quatro atributos de estrutura e dinâmica da paisagem (conectividade, área total, proporção de área core e idade dos fragmentos) que compõem a abordagem de Potencial de Prestação de Serviços Ecossistêmicos (PPSE) proposta por Ferraz et al. (2014) para atribuir valores desse potencial a fragmentos em paisagens agrícolas. A FRic e abundância de GF foram relacionadas também à complexidade estrutural dos fragmentos (CEF), aqui estimada através da riqueza, densidade e área basal de indivíduos arbóreos registrados em parcelas de 900m2 em 12 dos 20 fragmentos estudados. Tais parâmetros de CEF foram submetidos a uma Análise de Componentes Principais (PCA), a partir da qual foram utilizadas as quatro primeiras componentes para as análises. As relações entre a DF de aves e atributos da paisagem e de CEF foram avaliadas por meio da seleção de Modelos Lineares Generalizados (GLM) e Modelos Aditivos Generalizados (GAM), utilizando-se para tal o Critério de Informação de Akaike corrigido para pequenas amostras (AICc), onde modelos com ΔAICc < 2 e wAICc > 0,1 foram considerados os mais plausíveis. FRic relacionou-se positivamente e de modo não linear à combinação de área e conectividade, onde fragmentos com tamanhos inferiores a 60-70 hectares e com distâncias superiores a 170 metros tiveram grande redução em seus valores. A presença de um sub-bosque desenvolvido também foi um fator importante para a promoção de uma maior FRic. GFs responderam diferentemente aos atributos de paisagem e de CEF, sendo que grupos de nectarívoros, granívoros, frugívoros e onívoros tolerantes à perturbação apresentaram, em sua maioria, relação negativa, enquanto frugívoros e insetívoros menos tolerantes e associados a microhabitats específicos responderam positivamente. Ainda, a maior parte dos GFs responderam à CEF e não aos atributos de paisagem, mostrando que parâmetros mais específicos das assembleias devem ser avaliados em uma escala ambiental também mais refinada. Tais resultados podem servir como diretrizes em políticas públicas para a manutenção de paisagens agrícolas funcionalmente diversas no que diz respeito às funções promovidas pela avifauna. Além disso, sugere-se que a abordagem de PPSE considere apenas área total e conectividade para ser utilizada também como um indicador da DF de aves em paisagens agrícolas.
Título em inglês
Bird functional diversity and its relationship with landscape attributes and structural complexity of secondary forests
Palavras-chave em inglês
Birds
Ecosystem services
Functional diversity
Modified landscapes
Resumo em inglês
The expansion of agricultural frontier leads to fragmentation and habitat loss, which are the main causes of biodiversity loss and its ecosystem functions. Therefore, the main goal of this work was evaluate how changes in landscape attributes and structural compexity of vegetation promoted by this expansion affect functional diversity (DF) of birds in agricultural landscapes. For this, surveys were carried out on 20 fragments of secondary forest, using the point-count method, totaling 95 points sampled for 10 minutes each in three monthly visits. Functional Richness (FRic) of recorded assemblages and the abundance of 14 functional groups (GF) were calculated, which in turn were related to four attributes of landscape structure and dynamics (connectivity, total area, core area ratio and age of fragments) that compose the Ecosystem Services Provisioning Potential (PPSE) approach proposed by Ferraz et al. (2014) to attribute values of this potential to fragments immersed in agricultural landscapes. In addition to these attributes, Fric and abundance of GF were also related to the structural complexity of the fragments (CEF), estimated here by richness, density and basal area of arboreal individuals recorded in 900m2 plots in 12 of the 20 fragments studied. These CEF parameters were summarized in a Principal Component Analysis (PCA), from which the first four components were used in analysis. The relationship between the DF of birds and landscape and CEF attributes were evaluated through Generalized Linear Models (GLM) and Generalized Admixtive Models (GAM) models' selection, using Akaike Information Criterion corrected for small samples (AICc), where models with ΔAICc <2 and wAICc> 0.1 were considered the most plausible. FRic was positively and non-linearly related to the combination of area and connectivity, where fragments smaller than 60-70 hectares and distances greater than 170 meters had a great reduction in its values. A well-developed understory was also an important factor in achieving greater values of FRic. GFs responded differently to landscape and CEF attributes, with groups of nectarivores, granivores, frugivores and omnivores tolerant to the disturbance presenting a negative relationship, whereas frugivores and insectivores less tolerant and associated to specific microhabitats responded positively. Nevertheless, most GFs responded to CEF rather than landscape attributes, showing that more specific parameters of assemblages should be evaluated on a more refined environmental scale. Such results can serve as guidelines in public policies for the maintenance of functionally diverse agricultural landscapes with respect to the functions promoted by avifauna. In addition, it is proposed that the PPSE approach consider only total area and connectivity to be used as an indicator of birds' DF in agricultural landscapes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.