• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2009.tde-15042009-082112
Documento
Autor
Nome completo
Rose Pereira Muniz de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Souza, Vinicius Castro (Presidente)
Oliveira, Alexandre Adalardo de
Rodrigues, Ricardo Ribeiro
Título em português
Estrutura da comunidade arbórea de trechos de florestas de Araucaria no estado de São Paulo, Brasil
Palavras-chave em português
Araucária
Árvores florestais
Comunidades vegetais - estrutura
Ecossistemas florestais
Florestas - regeneração.
Resumo em português
A Floresta Ombrófila Mista ocupava extensa área da região sul e parte do sudeste do Brasil. A partir do século XX, o aumento da intervenção antrópica colocou o ecossistema na categoria de criticamente ameaçado e a Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze, espécie típica deste ecossistema, em perigo de extinção. O presente estudo teve como objetivo descrever e comparar a estrutura da comunidade arbustiva e arbórea em diferentes estratos de Floresta Ombrófila Mista no estado de São Paulo. Para tanto foram realizados inventários fitossociológicos em floresta nativa de araucária no Parque Estadual de Campos do Jordão, no nordeste do estado de São Paulo, e no município de Barra do Chapéu, na região sul do estado. Para a amostragem do estrato superior foram instaladas 50 parcelas de 10x20 m, nas quais foram amostradas todas as árvores com perímetro à altura do peito (PAP) 15 cm. Para a amostragem do estrato inferior foram instaladas, em cada parcela de 10 x 20 m, cinco subparcelas de 1x1 m, onde todos os indivíduos lenhosos (altura 30 cm e PAP<15 cm) foram amostrados. Na floresta de Campos do Jordão o estrato superior apresentou 1.918 indivíduos, distribuídos em 26 famílias, 38 gêneros e 58 espécies (H=3,08 e J=0,73); no estrato inferior foram encontrados 576 indivíduos, pertencentes a 23 famílias, 39 gêneros e 55 espécies (H=3,81 e J=0,84). Em Barra do Chapéu o estrato superior apresentou 1.879 indivíduos, distribuídos em 42 famílias, 81 gêneros e 123 espécies (H=3,81 e J=0,79); no estrato inferior foram encontrados 915 indivíduos, pertencentes a 33 famílias, 50 gêneros e 74 espécies (H=3,44 e J=0,79). Análises multivariadas de classificação e ordenação foram realizadas a fim de investigar as relações florísticas entre os remanescentes de Floresta Ombrófila Mista na região Sul e Sudeste do Brasil. O mesmo método também foi empregado para verificar a influência da Floresta Ombrófila Densa na composição das florestas de araucária paulistas. Notou-se clara distinção entre as florestas de araucária paulistas das áreas inventariadas na região Sul do Brasil. Não houve separação nítida entre áreas de Floresta Ombrófila Densa e Mista no estado de São Paulo presentes na mesma faixa altitudinal. A separação entre as duas formações no Estado de São Paulo é restrita ao critério fisionômico, já que a Araucaria angustifolia destaca-se entre as emergentes apenas na Floresta Ombrófila Mista.
Título em inglês
Structure of the tree community in stands of Araucaria forests, in São Paulo state, Brazil
Palavras-chave em inglês
Araucaria
Phytosociology
Regeneration
Understorey.
Resumo em inglês
The Ombrophilous Mixed Forest covered an ample area in the South and in part of the Southeast of Brazil. Since the 2Oth century, the increase of anthropic intervention has put the ecosystem in a critically threatened category and the Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze, the typical species of this ecosystem, in extinction prone. The goal of the present study was to describe and compare the tree community structure in distinct strata of the Ombrophilous Mixed Forest. We did phytossociological surveys in araucaria forests in the Campos do Jordão state park, Northeast of São Paulo state, and in the district of Barra do Chapéu, South of São Paulo state. To sample the upper stratum, we installed fifty 10x20 m plots, where all trees with perimeter at breast height (PBH) 15 cm were measured. To sample the lower stratum, into each upper stratum plot, were installed five 1x1 m sub-plots, where all the woody individuals from 30 cm high to PBH < 15 cm were sampled. In the Campos do Jordão site, the upper stratum showed 1,918 individuals, distributed in 26 families, 38 genus and 58 species (H=3.08 and J=0.73); in the lower stratum we found 576 individuals, belonging to 23 families, 39 genus and 55 species (H=3.81 and J=0.84). In Barra do Chapéu site, we found in the upper stratum 1,879 individuals, distributed in 42 families, 81 genus and 123 species (H=3.81 and J=0.79); in the lower stratum, we sampled 915 individuals, belonging to 33 families, 50 genus and 74 species (H=3.44 and J=0.79). We did classification and ordination multivariate analysis to assess the floristic relationship between the existent Ombrophilous Mixed Forest remaining in the South and Southeast of Brazil. We did the same analysis to evaluate the influence of Ombrophilous Dense Forest on the composition of araucaria forest in São Paulo state. We found a clearly disjunction between the Brazilian South remaining forests and the Southeast remaining forests. We did not find a clear separation between Ombrophilous Dense and Mixed Forest areas in the same altitudinal ranges, in São Paulo state. The separation between these two formations, in São Paulo state, is restrict to physiognomic criteria, since that Araucaria angustifolia is an important emergent tree only in the Ombrophilous Mixed Forest.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Rose_Souza.pdf (1.30 Mbytes)
Data de Publicação
2009-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.