• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2013.tde-26042013-103217
Documento
Autor
Nome completo
Eliane Grisoto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Vendramim, José Djair (Presidente)
Boiça Junior, Arlindo Leal
Lourenção, André Luiz
Oriani, Maria Auxiliadora de Godoy
Valerio, Jose Raul
Título em português
Avaliação de tipos de resistência de gramíneas forrageiras à cigarrinha das-raízes Mahanarva fimbriolata (Stål, 1854) (Hemiptera: Cercopidae)
Palavras-chave em português
Antibiose
Brachiaria
Cigarrinhas
Fungos entomopatogênicos
Gramíneas forrageiras
Metarhizium anisopliae
Tolerância
Resumo em português
Os objetivos deste trabalho foram selecionar gramíneas forrageiras com potencial de resistência a Mahanarva fimbriolata, bem como determinar tipos de resistência presentes, por meio da avaliação do efeito sobre a biologia do inseto e de testes de tolerância. Nas gramíneas mais promissoras foi também aplicado o fungo Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin para avaliar um possível efeito associado deste com a resistência vegetal. Os ensaios foram realizados sem chance de escolha, com insetos provenientes de criação estoque. No ensaio de biologia, realizado em laboratório com 12 genótipos, os seguintes parâmetros foram avaliados: mortalidade e duração da fase ninfal; peso e longevidade dos adultos; período de pré-oviposição e número de ovos/fêmea; e viabilidade e a duração do período embrionário. No ensaio de tolerância realizado com três gramíneas, em casa de vegetação, foram utilizadas duas densidades de cigarrinhas (dois e quatro casais), avaliando-se o dano causado (com base em escala de notas) aos 3º e 7º dias após a infestação e o crescimento e rebrote das gramíneas ao 14º dia após a desinfestação. Para verificar a associação de plantas resistentes com o fungo M. anisopliae, foram utilizadas, em casa de vegetação, quatro gramíneas como substrato alimentar das cigarrinhas. Em cada genótipo foi feita uma aplicação do fungo sobre ninfas de 3º ínstar, mantendo-se, em cada gramínea, ninfas não tratadas como testemunha, sendo avaliada a mortalidade ninfal até o 15º dia. Concluiu-se que: a) a mortalidade das ninfas de M. fimbriolata criadas em Panicum maximum cv. Paredão é quase total, podendo tal material ser caracterizado como resistente ao inseto por antibiose; b) Andropogon gayanus, Panicum maximum cv. Aruana e Panicum maximum cv. Aries apresentam, em maior grau, resistência a M. fimbriolata dos tipos antibiose e/ou antixenose alimentar, já que afetam o desenvolvimento, a fase adulta e/ou a reprodução do inseto; c) a análise de agrupamento, feita com base nos dados do efeito dos 12 genótipos sobre a biologia de M. fimbriolata, possibilita a divisão dos mesmos em três grupos: um composto por P. maximum cv. Aries, Setaria sphacelata cv. Kazungula, Brachiaria humidicola, A. gayanus e P. maximum cv. Aruana, que inclui os materiais resistentes ao inseto; um formado por Brachiaria decumbens cv. Basilisk, Brachiaria dictyoneura, Brachiaria brizantha cv. MG 4 e Brachiaria ruziziensis com materiais moderadamente resistentes e um grupo com materiais suscetíveis formado por Brachiaria brizantha MG 5 e Brachiaria brizantha ecótipo BB185; d) P. maximum cv. Paredão e B. brizantha cv. Marandu apresentam resistência por tolerância, já que, sob um mesmo nível de infestação, são menos danificados e apresentam recuperação mais rápida, após a desinfestação, quando comparados com B. brizantha ecótipo BB185; e) a aplicação do fungo M. anisopliae causou aumento na mortalidade das ninfas de cigarrinha, sendo o referido aumento dependente do genótipo em que o inseto foi criado.
Título em inglês
Evaluation of types of resistance of grasses to the spittlebug Mahanarva fimbriolata (Stål, 1854) (Hemiptera: Cercopidae)
Palavras-chave em inglês
Antibiosis
Brachiaria
Metarhizium anisopliae
Tolerance
Resumo em inglês
The goals of this work were to screen grasses with potential of resistance to Mahanarva fimbriolata and to identify the types of such resistance by assessing biological parameters of the insect and performing tolerance bioassays. The effects of a possible interaction between the most promising grasses and the fungus Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin on the spittlebug was also evaluated. Nochoice bioassays were performed using insects from a stock culture. The insect's biology was studied in laboratory on 12 genotypes of grasses and the following parameters were assessed: mortality and duration of the immature (nymph) stage, weight and adult longevity, pre-oviposition period and number of eggs/female, and viability and duration of the embryonic period. The tolerance bioassay was performed with three genotypes of grasses in a greenhouse. We used two densities of spittlebugs (two and four couples), assessing the damage (based on a rating scale) at days 3 and 7 after insects were released; and also the growth and resprout of grasses on day 14 after the insects were eliminated. To evaluate the interaction of resistant plants with the fungus M. anisopliae they were used four genotypes of grasses as food substrate for the spittlebugs in greenhouse. For each genotype was made one fungus spraying on third instar nymphs, using another group of nonsprayed nymphs as control. The nymphal mortality was assessed until day 15 after spraying. It was concluded that: a) mortality of M. fimbriolata nymphs reared on Panicum maximum cv. Paredão is roughly complete and such material can be characterized as resistant by antibiosis; b) Andropogon gayanus, Panicum maximum cv. Aruana and Panicum maximum cv. Aries showed, in a higher degree, antibiosis and/or feeding antixenosis to M. fimbriolata, once development, adult stage and/or reproduction of the spittlebugs were affected; c) the cluster analysis based on the biological data of M. fimbriolata reared on 12 genotypes showed three distinct groups: one composed by P. maximum cv. Aries, Setaria sphacelata cv. Kazungula, Brachiaria humidicola, A. gayanus and P. maximum cv. Aruana, which includes the genotypes resistant to the spittlebug; another formed by Brachiaria decumbens cv. Basilisk, Brachiaria dictyoneura, Brachiaria brizanthacv. MG 4 and Brachiaria ruziziensi, with genotypes considered moderately resistant; and a third group with susceptible genotypes composed by Brachiaria brizantha MG 5 and Brachiaria brizantha ecotype BB185; d) P. maximum cv. Paredão and B. brizantha cv. Marandu showed resistance by tolerance once, under the same level of infestation, they are less damaged and recover faster after disinfestation when compared with B. brizantha ecotypo BB185; e) the application of the fungus M. anisopliae increased the immature mortality, nevertheless such increase depended on the genotype on which the insects were reared.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Eliane_Grisoto.pdf (1.25 Mbytes)
Data de Publicação
2013-05-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.