• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2002.tde-17092002-161221
Documento
Autor
Nome completo
Marcel Ricardo Tanzini
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Banca examinadora
Alves, Sergio Batista (Presidente)
Almeida, José Eduardo Marcondes de
Freitas, Sergio de
Gonçalves, Paulo de Souza
Silveira Neto, Sinval
Título em português
Controle do percevejo-de-renda-da-seringueira (Leptopharsa heveae) com fungos entomopatogênicos.
Palavras-chave em português
controle biológico (fitossanidade)
fungos entompatogênicos
percevejo-de-renda
seringueira
Resumo em português
Os estudos da epizootiologia foram realizados em Pindorama-SP e em Itiquira-MT durante dois anos. No primeiro local, constatou-se em agosto de 1998 uma epizootia de Sporothrix sp. em ninfas do percevejo. Em Itiquira, quando a infestação atingiu 56 ninfas e 18 adultos/folha, verificou-se a ocorrência natural de Sporothrix sp., reduzindo significativamente a população. Na seleção de fungos entomopatogênicos, testou-se sessenta isolados obtidos de diferentes hospedeiros e localidades sobre ninfas do 4º ínstar. Os melhores isolados foram B. bassiana (619 e 1196) com 56 e 84% de mortalidade com 3 dias após a inoculação, M. anisopliae (1144 e 1104) ambos com 90%, S. insectorum (1229) com 92% e P. fumosoroseus (1200) com 100%. Trichoderma sp., após quatro dias da inoculação causou 78% de mortalidade. Na avaliação de campo, as concentrações superiores a 10 12 e 10 13 conídios/ha foram eficientes para controle do percevejo sendo que os fungos P. fumosoroseus (1200), B. bassiana (447) e M. anisopliae (1175 e 1144) foram eficientes para controle de L. heveae. Nos estudos de toxicidade, as formulações Decis e Nuvacron foram compatíveis com B. brongniartii (619). A maioria das combinações, com exceção da formulação de Decis foi compatível com V. lecanii (972). M. anisopliae (1144) foi muito sensível para todas as formulações. Nuvacron e Stron foram compatíveis com B. bassiana (1196), P. fumosoroseus (1200) e S. insectorum (1229). Marshal foi compatível com B. bassiana (1196) e S. insectorum (1229) e Dipterex foi compatível com P. fumosoroseus (1200). Avaliou-se dois métodos de produção e dois meios de cultura para os fungos B. bassiana (1196), M. anisopliae (1189), Sporothrix insectorum (1229), Paecilomyces fumosoroseus (1200) e Verticillium lecanii (1200). Os fungos P. fumosoroseus e B. bassiana foram os que mais produziram pelo método da caixa. No método da bandeja, B. bassiana foi o fungo mais produtivo. Entre os métodos de produção testados V. lecanii produziu mais no método de bandeja e P. fumosoroseus no método da caixa. Em observações em Microscópio Eletrônico de Varredura LEO 435VP (MEV) verificou-se que em geral, todos os hifomicetos apresentaram ciclos biológicos semelhantes sobre L. heveae, tendo um período de adesão, germinação e início da penetração de 24 h, crescimento vegetativo entre 48 e 72 h, e a extrusão e conidiogênse dos patógenos em 96 h.
Título em inglês
Control of rubber tree lacebug (Leptopharsa heveae) with entomopathogenic fungi.
Palavras-chave em inglês
biological control
entomopathogenic fungi
rubber tree
rubber tree lacebug
Resumo em inglês
Studies on epizootiology were carried out in Pindorama-SP and Itiquira-MT, Brazil during two years. In Pindorama, in August 1998 an epizootic of Sporothrix sp. was observed in lacebug nymphs. In Itiquira, when the infestation reached 56 nymphs and 18 adults/leaf, a natural occurrence of Sporothrix sp. was observed, reducing significantly the pest population. Entomopathogenic fungi for use in lacebug control were selected from sixty isolates obtained from different hosts and applied to 4th instar nymphs. The best isolates were Beauveria bassiana (619 and 1196) with 56 and 84% mortality 3 days after the inoculation, Metarhizium anisopliae (1144 and 1104) both with 90%, S. insectorum (1229) with 92%, and Paecilomyces fumosoroseus (1200) with 100%. Trichoderma sp. caused 78% of mortality four days after inoculation. In field evaluations, the concentrations above 10 12 conidia/ha were efficient for control of the lacebug and the fungal isolates P. fumosoroseus (1200), B. bassiana (447) and M. anisopliae (1175 and 1144) were efficient for control of L. heveae. In the toxicity studies, the formulations Decis and Nuvacron were compatible with B. brongniartii (619). Most of the combinations, except for Decis, were compatible with Verticillium lecanii (972). M. anisopliae (1144) was very sensitive to all the formulations. Nuvacron and Stron were compatible with B. bassiana (1196), P. fumosoroseus (1200) and S. insectorum (1229). Marshal was compatible with B. bassiana (1196) and S. insectorum (1229), and Dipterex was compatible with P. fumosoroseus (1200). Two production methods and two culture media were evaluated for production of the fungi B. bassiana (1196), M. anisopliae (1189), S. insectorum (1229), P. fumosoroseus (1200) and V. lecanii (1200). The fungi P. fumosoroseus and B. bassiana were the most productive using the box method. In the tray method, B. bassiana was the most productive fungus. Between the production methods tested, V. lecanii was more productive in the tray method and P. fumosoroseus in the box method. Observations in Scanning Electronic Microscope LEO 435VP (SEM) revealed that, in general, all of the hyphomycetes had similar biological cycles on L. heveae, with adhesion, germination and beginning of the penetration within 24 h, vegetative growth between 48 and 72 h, and the extrusion and conidiogenesis of the pathogens by 96 h.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marcel.pdf (2.91 Mbytes)
Data de Publicação
2002-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.