• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2016.tde-07062016-161750
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Magalhães Borges Battel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2016
Orientador
Banca examinadora
Godoy, Wesley Augusto Conde (Presidente)
Lopes, Joao Roberto Spotti
Miranda, Marcelo Pedreira de
Rossi, Marcelo Nogueira
Yamamoto, Pedro Takao
Título em português
Dinâmica de interações intraguilda em Chrysoperla externa (Neuroptera: Chrysopidae), Harmonia axyridis (Coleoptera: Coccinellidae) com Diaphorina citri (Hemiptera: Psyllidae)
Palavras-chave em português
Competição
Crisopídeo
Densidade de presas
Joaninha
Resumo em português
A necessidade por recursos alimentares move os insetos predadores na busca por presas, para garantir a sobrevivência. Existem vários fatores que podem influenciar o comportamento de busca e escolha por presas e, sob determinadas circunstâncias, o inseto pode escolher se alimentar de presas não alvo, como, por exemplo, inimigos naturais e assim prejudicar a população de organismos benéficos. Garantir a estabilidade do agroecossistema é uma forma de manter as populações de pragas em níveis compatíveis com a ação de inimigos naturais e, consequentemente obter o sucesso no controle biológico. Programas bem sucedidos de manejo de pragas requerem previamente a realização de estudos sobre comportamento de insetos. Com o intuito de compreender os fatores que governam o comportamento predatório e as interações ecológicas entre Harmonia axyridis e Chrysoperla externa, considerando a presença de Diaphorina citri como presa, objetivou-se estudar o efeito de interações intraguilda sobre a predação de D. citri, experimentalmente e utilizando modelos estatísticos para compreender a dinâmica de interações tróficas no contexto de potenciais guildas presentes em citros. Três experimentos distintos foram realizados para investigar o comportamento dos insetos predadores. Foram realizados testes com escolha entre larvas dos predadores C. externa e H. axyridis e testes com e sem escolha comparando machos e fêmeas do predador H. axyridis, a fim de investigar padrões de escolha de presas. O segundo experimento foi realizado para investigar o comportamento predatório entre larvas de segundo instar dos predadores sob diferentes densidades de D. citri como presa. As combinações foram: sem escolha de presas intraguilda, combinações com escolha de presas intraguilda e combinações com a presença de dois predadores da mesma espécie para possibilitar o canibalismo. As densidades de D. citri utilizadas foram 5, 10, 15, 30, 60, 80. No último experimento avaliou-se a interação entre larvas de C. externa e H. axyridis, ao longo do desenvolvimento, simulando a existência de apenas uma presa, como fonte de alimento. O desenvolvimento dos predadores foi avaliado e comparado utilizando-se duas presas diferentes, ninfas de D. citri e ovos de Ephestia kuehniella para cada larva de primeiro instar dos predadores C. externa e H. axyridis. As combinações de predadores foram as mesmas citadas no experimento anterior. Observou-se a duração do desenvolvimento larval nas diferentes combinações de predadores e presa, bem como o percentual de predações intraguilda e canibalismos ocorridos. Nem a densidade de presas, nem o tipo de presa ofertada influenciou o comportamento das larvas dos predadores para a realização de predação intraguilda ou canibalismo. O principal fator foi a diferença de idade que reflete no tamanho dos predadores, podendo direcionar a predação intraguilda ou o canibalismo e até mesmo acelerar o ciclo de desenvolvimento do predador intraguilda envolvido. Predadores em estágio inicial de vida buscaram por qualquer tipo de presa para garantir sua sobrevivência, não demonstrando qualquer padrão em suas escolhas. No caso dos adultos de H. axyridis, há diferença de comportamento entre os sexos, dependendo da densidade de presas disponíveis, fêmeas poderão ser mais ágeis na busca e consumo de presas.
Título em inglês
Dynamic of intraguild interaction of Chrysoperla externa (Neuroptera: Chrysopidae), Harmonia axyridis (Coleoptera: Coccinellidae) with Diaphorina citri (Hemiptera: Psillydae)
Palavras-chave em inglês
Competition
Green lacewing
Ladybug
Prey density
Resumo em inglês
The need for food, move insects in searching for their prey. There are several factors influencing prey search and choice. There are circunstances that insect may choose to feed on non-target prey as for instance, natural enemies and, consequently harm beneficial organisms. When ensuring agroecosystem stability it is important to maintain the stability of the prey and natural enemies, providing conditions for a succesful biological control. The first step is conducting studies about the insect behavior. The aim of this work was to study the effect of the intraguild interaction by doing experiments and using statistical models to understand the dynamics of trofic interactions in the context of potential guilds present in citrus. We conducted three experiments. Prey choice tests were evaluated between Chrysoperla externa e Harmonia axyridis larvae and prey choice and no choice tests between H. axyridis adults, with the aim of understanding if there is a standard behavior or if the choose for prey would be a random behavior. The second test was performed to evaluate the predatory behavior in second instar larvae of the two predators on different prey density. The test was conducted in Petri dishes and the comparisons between the combinations of predators by using different proportions of Diaphorina citri as prey. The treatments compared in the study were predators confined with intraguild prey in Petri dishes, designing combinations with and without intraguild prey choice and combinations with two conspecifics predators to consider cannibalism. The third experiment was designed to evaluate the interaction between C. externa and H. axyridis, simulating the existence of only a prey as food source. D. citri and Ephestia kuehniella were separately confined with predators and offered to the first instar larvae of predators. The predator combinations were the same previously mentioned. It was evaluated the time for immature stage, number of cannibalism and intraguild predation. In this study, neither prey density nor prey species offered influenced the larvae behavior with respect to intraguilda predation or cannibalism. The age structure of larvae could conduct the intraguild predation or cannibalism and even accelerate the development of the intraguild predator. Newly hatched larvae searched for any kind of prey to survive; they did not show any pattern in their choices. In case of H. axyridis adults, there is difference in the behavior between males and females. Depending on prey amount, females can be faster than males in searching and consumming their prey.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.