• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2015.tde-04052015-112411
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Chiaradia Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Gilberto José de (Presidente)
Godoy, Wesley Augusto Conde
Gondim Junior, Manoel Guedes Corrêa
Morais, Elisangela Gomes Fidelis de
Parra, José Roberto Postali
Título em inglês
Exploration of potential agents for the biological control of the red palm mite, Raoiella indica Hirst (Acari: Tenuipalpidae), on coconut palms in Brazil
Palavras-chave em inglês
Biological control
Diversity
Predatory mites
Red palm mite
Taxonomy
Resumo em inglês
The red palm mite, Raoiella indica Hirst (Acari: Tenuipalpidae), has been considered an important pest on coconut palm (Cocos nucifera L.) in the New World. Several studies have been conducted to understand the ecology of this mite, aiming at its control. The search for effective natural enemies to control R. indica has been considered a priority to reduce its importance in areas where it has been newly reported, with special attention to predatory mites of the family Phytoseiidae. Little has been published about the phytoseiid fauna of Thailand, where R. indica has been found at low population levels, perhaps due to the action of natural enemies. The general objective of this thesis was to select promising predatory mites in Thailand (Bangkok and Kamphaeng Saen) to control R. indica on coconut palms in Brazil, to introduce them and to conduct an initial evaluation of their efficiency. Initially, a list of the phytoseiid mites until then reported from Thailand and a taxonomic key to help in their separation were prepared. Thirty two phytoseiid species were known from Thailand before this study; seven new records were presented. The predatory mite fauna associated with R. indica in the central region of Thailand and their population dynamics were assessed. Phytoseiidae was the predatory family most frequently found on coconut and lady palm, Rhapis excelsa (Thunb.) A. Henry, although at low levels (maximum of 0.003 specimens/ cm2 on coconut and 0.008 specimens/ cm2 on lady palm). Amblyseius largoensis (Muma) was the most abundant predator in both sites and on both hosts, except on coconut in Bangkok, which the most abundant was Euseius nicholsi (Ehara & Lee). The levels of R. indica were very low (maximum of 0.03 specimens/ cm2 on coconut and 0.48 specimens/ cm2 on lady palm), compared to what have been reported in other parts of the world. The direct effect of rainfall on the population of R. indica on coconut seedlings in Thailand was evaluated. The results suggested that rainfall reduces considerably the population of R. indica, mainly when the accumulated precipitation in 15 days was over 100 mm. A new mite genus and species of Blattisociidae collected on coconut flowers in Thailand were described. The performances of two predatory mite populations introduced from Thailand, a population previously introduced from La Reunion and a population native from Roraima, Brazil, were compared in relation to their effect on the population of R. indica. The efficiency of the predators could not be demonstrated on coconut seedlings, contrasting with what would be expected from their observed behavior in the laboratory. This result could be due to the overexposure of the predators to sunlight on the leaf surface because of the architecture of the seedlings, probably stimulating them to move to more protected microhabitats. On adult coconut plants, in which the abaxial leaf surface is less exposed, the evaluated predators could have a better performance. Further efforts should be dedicated to evaluate this hypothesis.
Título em português
Exploração de agentes potenciais para o controle biológico do ácaro-vermelho-das-palmeiras, Raoiella indica Hirst (Acari: Tenuipalpidae), em coqueiros no Brasil
Palavras-chave em português
Ácaro-vermelho-das-palmeiras
Ácaros predadores
Controle biológico
Diversidade
Taxonomia
Resumo em português
O ácaro-vermelho-das-palmeiras, Raoiella indica Hirst (Acari: Tenuipalpidae), tem sido considerado uma importante praga em coqueiro (Cocos nucifera L.) no Novo Mundo. Vários estudos têm sido conduzidos para entender a ecologia deste ácaro, visando ao seu controle. A busca de inimigos naturais eficazes para controlar R. indica tem sido considerada uma prioridade para reduzir a sua importância em áreas em áreas em que tem sido recentemente encontrado, com atenção especial aos ácaros predadores da família Phytoseiidae. Pouco tem sido publicado sobre a fauna de fitoseídeos da Tailândia, onde R. indica tem sido encontrado em baixos níveis populacionais, talvez devido à ação de inimigos naturais. O objetivo geral desta tese foi selecionar ácaros predadores promissores na Tailândia (Bangkok e Kamphaeng Saen) para o controle de R. indica em coqueiros no Brasil, introduzi-los e realizar uma avaliação inicial de sua eficiência. Inicialmente, uma lista dos fitoseídeos até então relatados da Tailândia e uma chave taxonômica para ajudar na sua separação foram elaboradas. Trinta e duas espécies de fitoseídeos eram conhecidas da Tailândia antes deste estudo; sete novos registros foram apresentados. Os ácaros predadores associados a R. indica na região central da Tailândia e sua dinâmica populacional foram avaliadas. Phytoseiidae foi a família de predadores mais freqüentemente encontrada em coqueiro e palmeira ráfia [Rhapis excelsa (Thunb.) A. Henry], embora os seus níveis sejam baixos (máximo de 0.003 espécimes/ cm2 em coqueiro e 0.008 espécimes/ cm2 em palmeira ráfia). Amblyseius largoensis (Muma) foi o predador mais abundante em ambos os locais e em ambos hospedeiros, exceto no coqueiro em Bangkok, em que o mais abundante foi Euseius nicholsi (Ehara & Lee). Os níveis de R. indica foram muito baixos (máximo de 0.03 espécimes/ cm2 em coqueiro e 0.48espécimes/ cm2 em palmeira ráfia), em comparação com o que tem sido relatado para outras partes do mundo. O efeito direto da chuva sobre a população de R. indica foi avaliado em mudas de coqueiro na Tailândia. Os resultados sugeriram que a chuva reduz consideravelmente a população de R. indica, principalmente quando a precipitação acumulada em 15 dias foi superior a 100 mm. Um novo gênero e espécie de ácaro da família Blattisociidae coletada em flores de coqueiro na Tailândia foram descritos. Os desempenhos de duas populações de ácaros predadores introduzidos da Tailândia, uma população previamente introduzida de La Reunion e uma população nativa de Roraima, Brasil, foram comparados em relação a seus efeitos sobre a população de R.indica. Não foi demonstrada a eficiência dos predadores em mudas de coqueiro, contrastando com o que era esperado a partir dos comportamentos observados no laboratório. Este resultado poderia ser devido à exposição excessiva dos predadores à luz do sol na superfície das folhas, por causa da arquitetura das mudas, provavelmente estimulando-os a se locomover para microambientes mais protegidos. Em coqueiros adultos, em que a superfície abaxial da folha é menos exposta, os predadores avaliados poderiam ter melhor desempenho. Esforços adicionais deveriam ser dedicados para avaliar esta hipótese.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.