• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Lúcio Flavo Lopes Vasconcelos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Ricardo Ferraz de (Presidente)
Angelocci, Luiz Roberto
Machado, Eduardo Caruso
Ribeiro, Rafael Vasconcelos
Rodrigues, Joao Domingos
Título em português
Densidade de fluxo de seiva e relações hídricas foliares nas faces leste e oeste da copa de laranjeira 'Valência'
Palavras-chave em português
Agroclimatologia
Dossel (Botânica)
Ecofisiologia
Fisiologia vegetal
Laranja
Transpiração vegetal.
Resumo em português
O estudo das relações hídricas em plantas é de fundamental importância para a compreensão da sua fisiologia. Nesse sentido, a determinação do fluxo de seiva tem sido bastante empregada em pesquisas sob condições de campo. As diferentes condições ambientais que ocorrem entre as faces leste e oeste da copa, certamente irão determinar uma resposta fisiológica diferenciada entre ambas as faces da planta. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da variação sazonal dos fatores ambientais sobre as relações hídricas das faces leste e oeste da copa de laranjeiras Valência em condições naturais. O estudo foi desenvolvido entre fevereiro e dezembro de 2005, em Cordeirópolis (SP). O espaçamento entre plantas foi de 8 x 5 m, com as linhas de plantio orientadas no sentido norte-sul. As avaliações foram realizadas em quatro épocas: verão, outono, inverno e primavera. Independente da época do ano, o potencial da água no ramo, medido antes do amanhecer, não apresenta diferenças significativas entre as faces leste e oeste da copa de laranjeiras Valência, indicando que a reidratação durante esse período ocorre uniformemente em toda a copa da planta. Por outro lado, às 14:30 h, a face oeste apresenta menor potencial da água no ramo, diferindo significativamente da face leste, em todas as épocas avaliadas. Em dias ensolarados, há uma defasagem entre os cursos diários da densidade de fluxo de seiva (DFS) das faces leste e oeste da copa. Essa defasagem é conseqüência das variações dos fatores ambientais entre as faces ao longo do dia, principalmente da radiação solar. Em dias nublados, os cursos diários de DFS entre as faces são similares, ocasionado pela predominância da radiação difusa. A variação dos fatores ambientais, dependendo da época do ano, promove diferenças significativas de transpiração entre as faces da copa. Na face leste, em dias ensolarados, a partição da transpiração diária ocorre de forma equilibrada entre os períodos da manhã e da tarde, enquanto na face oeste ocorre predominantemente no período da tarde, independente da época do ano. Em dias nublados, e para ambas as faces da copa, a transpiração ocorre mais intensamente no período da tarde. Em dias ensolarados, a DFS da face leste apresenta melhor associação com a radiação solar, em todas as épocas, enquanto na face oeste, a melhor associação se verifica com o déficit de pressão de vapor do ar. Em dias nublados, há melhor associação de DFS com a temperatura do ar, para ambas as faces. A comparação entre os cursos diários da transpiração instantânea (E) e de DFS, expressas em unidades equivalentes, evidencia a defasagem entre ambas, tanto na face leste quanto na oeste, em todas as épocas avaliadas, exceto no inverno, quando os baixos valores da condutância estomática limitaram a transpiração.
Título em inglês
Sap flow density and leaves water relations in the east and west sides of the canopy of Valencia sweet orange plant
Palavras-chave em inglês
Citrus sinensis
Fatores ambientais
Potencial hídrico
Transpiração
Trocas gasosas.
Resumo em inglês
The study of water relations in plants is of fundamental importance to understand their physiology. Therefore, determining the sap flow has been frequently used in field researches. The environmental differences between the east and west sides of the canopy surely determines a different physiological response between the two plant sides. This work was aimed at assessing the influence of seasonal variation of environmental factors on the water relations of the east and west sides of the canopy of ´Valencia´ sweet orange plants in natural conditions. The study was conducted between February and December 2005 in Cordeirópolis (SP). Plant spacing was 8 x 5m, with plant rows in north-south orientation. Evaluations were carried out during each season: spring, summer, fall and winter. Regardless of the season, the stem water potentials in the east and west sides of the canopy of Valencia sweet orange plants measured at predawn did not show significant differences, indicating an even rehydration during this period throughout the plant canopy. On the other hand, at 02:30pm, the west side shows lower stem water potential than the east side in all seasons evaluated, differing significantly between them. In sunny days, there is a gap between the daily courses of the sap flow density (SFD) of the east and west sides of the canopy. Such gap is due to differences in the environmental factors, especially solar radiation, between the sides along the day. In cloudy days, the daily SFD courses are similar in both sides due to the predominance of the diffused radiation. Depending on the season, the variations in the environmental factors cause significant differences in the transpiration between the two canopy sides. In sunny days, there is a balanced partition in the daily transpiration between the morning and afternoon periods in the east side, while in the west side, the partition happens predominantly in the afternoon period, regardless of the season. In cloudy days, transpiration is more intense in the afternoon period in both sides of the canopy. In sunny days, in the east side the SFD is best associated with the solar radiation in all seasons, while in the west side the SFD is best associated with the air vapor pressure deficit. In cloudy days, the SFD is best associated with the air temperature in both sides. The comparison of the daily courses of the instantaneous transpiration (E) and of the SFD, expressed in equivalent unities, evidences the gap between them, in both east and west sides, in all seasons except for winter, when the low stomatic conductance limited transpiration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lucio_Vasconcelos.pdf (1.11 Mbytes)
Data de Publicação
2009-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.