• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2004.tde-13012005-162051
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Cristina Clemente Vitti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Kluge, Ricardo Alfredo (Presidente)
Jacomino, Angelo Pedro
Lima, Giuseppina Pace Pereira
Título em português
Controle de injúrias pelo frio em pêssegos 'Dourado-2' submetidos ao tratamento térmico.
Palavras-chave em português
distúrbios fisiológicos de plantas
lanosidade
pessêgo
tratamento térmico
Resumo em português
O presente trabalho teve como objetivo verificar o efeito de diversos tratamentos térmicos sobre a incidência de lanosidade em pêssegos ‘Dourado-2’ armazenados a 0oC. Foram realizados dois experimentos. No primeiro, os tratamentos térmicos foram realizados na forma de condicionamento térmico antes da refrigeração, com os frutos sendo expostos a 50oC/1h e 2h; a 38oC/24h e a 20oC/48h, e através do aquecimento intermitente durante o armazenamento refrigerado com frutos aquecidos a cada cinco dias a 25oC/24h e 48h e a 15oC/24h e 48h; frutos aquecidos a cada dez dias a 15oC e 25oC/48h e a 38oC/24h. No segundo experimento, os melhores tratamentos foram repetidos: condicionamento térmico antes da refrigeração, com os frutos sendo expostos a 50oC/2h e a 20oC/48h, e aquecimento intermitente durante o armazenamento refrigerado com frutos aquecidos a cada cinco dias a 25oC/24h e a cada dez dias a 25oC/48h. Após 30 dias de armazenamento e mais 3 dias de comercialização simulada, foram determinados os efeitos dos tratamentos sobre a qualidade do fruto: incidência de lanosidade, podridões, teor de sólidos solúveis, acidez titulável, teor de vitamina C, coloração, firmeza da polpa. Além disso, foi realizada análise sensorial no primeiro experimento, e determinação da taxa respiratória e de liberação de etileno no segundo. Foi observado que, de modo geral, o aquecimento intermitente se mostrou mais eficaz do que o condicionamento térmico no que se refere ao controle da lanosidade, com exceção do aquecimento a cada 5 dias a 250C/48h, onde observou-se elevada incidência de podridões. O aquecimento intermitente com ciclos de 5 ou 10 dias e o condicionamento térmico a 20oC/48h podem ser utilizados para reduzir a incidência de lanosidade em pêssegos ‘Dourado-2’ armazenados durante 30 dias a 0oC.
Título em inglês
Control of chilling injury in ‘dourado-2’ peaches submitted to heat treatment.
Palavras-chave em inglês
heat treatment
peach
physiological disturb
woolliness
Resumo em inglês
The present research was carried out with the objective to verify the effect of heat treatments on the incidence of woolliness in ‘Dourado-2’ peaches cold stored at 0oC. Two experiments were carried out. In the first, heat treatments were applied as conditioning temperature (50oC/1h and 2h; 38oC/24h and 20oC/48h) and as intermittent warming during cold storage. In these treatments fruit were warmed each five days at 25oC/24h and 48h, and at 15oC/24h and 48h, and each ten days at 15oC e 25oC/48h and at 38oC/24h. In the second experiment, the best four treatments (plus control treatment) from first experiment were replicated: conditioning at 50oC/2h and 20oC/48h, and intermittent warming each five days at 25oC/24h and each ten days at 25oC/48h. After 30 days of storage at 0oC (plus 3 days at room temperature) the effect of treatments on fruit quality was evaluated. The variables evaluated were: incidence of woolliness and decay, soluble solids content, acidity, vitamin C (ascorbic acid), skin color and firmness. Besides, sensorial analysis was evaluated in the first experiment and the respiratory rate and ethylene production in the second experiment. In general, the intermittent warming was more efficient than conditioning in relation incidence of woolliness, with exception to the intermittent warming each five days at 25oC/48h that have presented high incidence of decay. The intermittent warming with cycles of five or 10 days and the conditioning temperature at 20oC/48h can be used to reduce incidence of woolliness in ‘Dourado-2’ peaches cold stored at 0oC during 30 days.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
daniela.pdf (1.28 Mbytes)
Data de Publicação
2005-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.