• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2002.tde-22052002-160222
Documento
Autor
Nome completo
Jocelito Saccol de Sá
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Banca examinadora
Cruciani, Decio Eugenio (Presidente)
Duarte, Sergio Nascimento
Minami, Keigo
Título em português
Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.).
Palavras-chave em português
água de drenagem
drenagem agrícola
efeito do encharcamento
ervilha
fisiologia vegetal
lençol freático
soja
Resumo em português
No Brasil, os solos hidromórficos são basicamente utilizados no cultivo de arroz, principalmente na região Sul do Brasil. O plantio de outras culturas em substituição ao arroz, pode ser uma alternativa viável para a melhor exploração destes solos durante o inverno e no pousio da área. O presente trabalho foi realizado em casa de vegetação do Departamento de Engenharia Rural da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" em Piracicaba, SP, tendo como objetivos avaliar os efeitos do rebaixamento do nível freático no desenvolvimento e na produtividade de plantas de soja, cv. BR-16 e de ervilha, cv. Axé, pelos parâmetros produtivos: altura e massa seca da parte aérea da planta, número de vagens e de grãos produzidos e peso total de grãos por planta; determinar o estádio de desenvolvimento das culturas mais sensível ao excesso de umidade no solo e determinar a velocidade de rebaixamento do nível freático mais adequada ao desenvolvimento das plantas de soja e de ervilha, dentro das condições experimentais propostas. As plantas foram conduzidas em lisímetros construídos em tubos de concreto preenchidos com Latossolo Vermelho-Amarelo Álico. Os ensaios foram realizados nos estádios vegetativo e reprodutivo das culturas, com o rebaixamento do nível freático (NF) em 10, 20, 30, 40 e 60 cm por dia e comparando-se com um tratamento de controle, somente irrigado. O delineamento experimental adotado foi inteiramente casualizado, arranjado em esquema fatorial [(2x5)+1], com 4 repetições. Os efeitos do rebaixamento do NF foram observados na massa seca da parte aérea das plantas, número de vagens, número de grãos por planta e peso de grãos em soja e ervilha, em comparação com as plantas testemunhas. O peso de grãos de soja produzidos em plantas inundadas durante o estádio reprodutivo, foi 3% maior do que verificado na testemunha, indicando que certos períodos de inundação podem aumentar o peso de grãos. Já as plantas de soja inundadas no estádio vegetativo apresentaram reduções significativas de 37% do peso do grão, demonstrando maior susceptibilidade à inundação neste estádio. Foram observadas reduções no peso de grãos de ervilha em ambos os estádios, sendo o reprodutivo o mais afetado (52%). Os efeitos causados pela inundação do solo, observados no número de vagens e de grãos produzidos pelas plantas de soja e de ervilha foram proporcionais ao tempo em que as raízes permaneceram submersas e variaram com a cultura e com estádio de desenvolvimento da planta. Acredita-se que velocidades de rebaixamento do NF superiores a 30 cm por dia são capazes de promover uma adequada aeração do solo, situação observada na rápida recuperação das plantas de soja inundadas no estádio vegetativo e submetidas ao rebaixamento do NF em 30 cm por dia e também no aumento da taxa de transpiração das plantas de ervilha submetidas à inundação do solo no estádio vegetativo e reprodutivo, após o rebaixamento de 30 cm do NF. O maior prejuízo à produtividade das culturas foi causado pela velocidade de rebaixamento do NF em 10 e 20 cm de profundidade.
Título em inglês
Effects of the drawdown velocity of the water table in the crop yield of soybean (glycime max l. merrill) and of pea (pisum sativum l.).
Palavras-chave em inglês
drain agricultural
drain of water
pea
soybean
vegetable physiology
Resumo em inglês
In Brazil, most of hidromorfic soils are cultivated with rice. The growth of alternative crops to rice, is a feasible option for better use of hidromorfic soils. The present work was realized in the Department of Rural Engineering of Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" in Piracicaba, São Paulo – Brazil. The objectives were to study the effects of the water table drawdown in the growth and crop yield of soybean, cv. BR-16, and pea, cv. Axé, at specific stages of their cycle. Yield parameters for these crops were valuated, such as: plant height, dry shoot weight, number of pods per plant, number of seed per plant and seed weight per plant. Also, to determine the growth stage of crop clycle more sensitive to waterlogging and the more appropriate velocity of water table lowering for to development of soybeans and peas plants, by the analysis of the yield parameters, in the experimental conditions proposed. Both crops were cultivated in lysimeters in a greenhouse. The soil used was the Orthic Hapludent. The study was realized in the vegetative and reproductive crop stages. The water table was lowered by 10, 20, 30, 40 e 60cm per day, from initial level. Control plants where only irrigated without flooding. The statistical experimental design was a randomized complete in factorial arrange [(2x5) + 1] with four replications. The effects from different drawdown velocity of water table, were observed in the all parameters in comparison with the control. For soybean, waterlogging during reproductive stage, caused a higher seed weight than control without waterlogging, showing that short waterlogging periods may increase seed weight. The waterlogging of plants at the vegetative stage crop cycle, showed significant reductions in seed weight in all treatments, indicating low waterlogging tolerance. In pea, the seed weight showed for all treatments was lower than control plants. The effects caused by waterlogging of the soil the number of the pods and soybean and pea seed, were proportional to root flooding time and to development stage of the plant. By physiologic responses of the soybeans and pea plants, was possible to determine that the lower limit of reduction of the water table was the 30 cm per day. The water table lowering by 10 and 20 cm per day severely affected the growth and seed yield, in the experiment conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
jocelito.pdf (641.86 Kbytes)
Data de Publicação
2002-06-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.