• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2002.tde-08072005-155525
Documento
Autor
Nome completo
Ilza Maria Monico
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Banca examinadora
Sorrentino, Marcos (Presidente)
Brandão, Carlos Rodrigues
Lima, Ana Maria Liner Pereira
Título em português
Árvores e arborização urbana na cidade de Piracicaba/SP: um olhar sobre a questão à luz da educação ambiental.
Palavras-chave em português
arborização de rua
arvores
educação ambiental
Piracicaba
Resumo em português
Este estudo foi realizado com o objetivo de investigar o estado da arborização viária em Piracicaba/SP, em termos de administração pública e gerenciamento, legislação e ações educativas, procurando conhecer a opinião da equipe técnica envolvida na questão. Paralelamente buscou-se através de pesquisa participante, compreender os anseios e necessidades de um segmento de sua população, os motivos que a levam a enxergar o elemento "árvore" com preconceito ou de maneira negativa, motivando-a a desejar e solicitar os cortes sucessivos atualmente praticados. Procurou-se identificar os fatores que poderiam estimular mudanças de atitude e elementos que possam ser utilizados em campanhas educativas visado o resgate de um relacionamento melhor entre a população e as árvores viárias. A pesquisa conclui que a arborização viária da cidade está comprometida pela inexistência de uma política pública favorável e definida para a questão da arborização urbana na cidade. As mudanças de gestão política têm influenciado negativamente o quadro desta arborização, que não foi implantada de maneira planejada. Por isso, árvores de grande porte estão sendo suprimidas sistematicamente das ruas, sendo substituídas em sua maioria por espécies de pequeno e médio portes, de menor efeito ambiental, quase sempre atendendo à regras estabelecidas pela CPFL e aos preconceitos da população. Questiona-se os critérios técnicos adotados pela prefeitura para autorizar os cortes e também a falta de um preparo mais filosófico e educacional entre os profissionais encarregados de seu gerenciamento e administração. Esta formação poderia levá-los a desenvolver em si mesmos um sentimento de maior afetividade e compromisso para com as árvores e a arborização da cidade, o que se constituiria num exemplo para a população. A pesquisa realizada com dois grupos de moradores da cidade aponta que, problemas relacionados com a quebra do calçamento viário provocado pelo crescimento das raízes das árvores, a “sujeira” proveniente da queda de folhas e flores, a interferência na rede elétrica e o entupimento de calhas são os mais percebidos e apontados pelo segmento de população pesquisado. Porém, discussões e reflexões sobre o assunto, realizadas com os grupos, revelaram uma predisposição a buscar-se soluções que não impliquem no sacrifício da arborização. Além disso, os itens “beleza” e “sombra” foram apontados como mais importantes entre os benefícios da arborização urbana. A pesquisa participante, como recurso metodológico utilizado na abordagem do assunto junto aos grupos pesquisados, estimulou o aumento da percepção sobre seu meio ambiente, trazendo à tona um sentimento de apropriação e co-responsabilidade por seus espaços coletivos, e um potencial para pensar e agir sobre sua realidade. Tendo em vista estes resultados, recomenda-se a formulação e implantação, pela administração do município, de uma política pública voltada à incrementar e melhorar a qualidade da arborização urbana na cidade, pautada na evidência de que não existe “árvore ideal” na situação do ambiente urbano, mas que ao invés dessa busca, é preciso, através de projetos educativos abrangentes, estimular o desenvolvimento de valores e sentimentos de maior tolerância, respeito e afeto pelas árvores entre a população.
Título em inglês
Trees and aborization in Piracicaba/SP: a view on the issue under the environmental education.
Palavras-chave em inglês
environmental education
Piracicaba
street arborization
trees
Resumo em inglês
The objective of this study was to investigate the street arborization in Piracicaba city, São Paulo State, taking into account the public management, legislation and educative actions and looking for understanding the technical opinion of professionals involved in this issue. It was also used participatory research to understand the needs of a population segment, and the reasons that this segment sees the element “tree” with preconception or in a negative way, showing desire to request successive trees cut made nowadays. It was also tried to identify factors that could stimulate change in the population mind and could be used in an educative advertising to build a better relationship between people and street arborization. This research concluded that street arborization is compromised by a lack of favorable and defined public policy for street trees planting in the city. The street arborization, which has not a planed policy, has been negatively influenced by the government changes. Due to this fact, big trees have been systematically cut from the streets, and being substituted by other small and medium species size, with less environmental effect, to attend the rules imposed by CPFL and population preconception. It was questioned the technical criterions adopted by Piracicaba Hall to authorize to cutting trees and the lack of a philosophic capacity and education among the workers responsible by the administration and management of street arborization. This education could make them to develop a greater feeling of affectivity and compromise with trees and arborization, which would be an example for the population. The research carried out with two different citizenships groups of Piracicaba showed that problems related with sidewalk broken by tree roots growth, “dirty” coming from the trees, such as leaves and flowers, interference in the city power net and culvert clogged have been the most problems noted by the population segment researched. However, discussion and reflections about the issue made by the population groups showed a predisposition to bring solutions that could not caus e a sacrifice for the street arborization. Furthermore, items such as “beautiful” and “shade” were noted as the most important advantageous of street arborization. The participatory research, as a methodological resources used as an approach of the subject beside the studied groups, stimulated a rise in their environmental perceptions, bringing a feeling of appropriation and co-responsibility by their collective space, and a potential for thinking and acting about their reality. According to these results, it is recommended a formulation and an implementation of a public policy to increment and improve the quality of street arborization in the city, based on the evidence that there is not an “ideal tree” for street arborization. Through the broad education projects, there is a need of stimulating the development of feelings that take into account more respect and tolerance between trees and population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
IlzaMonico.pdf (8.51 Mbytes)
Data de Publicação
2005-07-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.