• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2015.tde-30092015-110733
Documento
Autor
Nome completo
Míriam Gonçalves Marquezini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Sturion, Gilma Lucazechi (Presidente)
Medeiros, Maria Izabel Merino de
Silveira, Neliane Ferraz de Arruda
Título em português
Avaliação da capacidade de produção de biofilmes e detecção da enzima KPC em Salmonella spp. isoladas de aviário e linha de abate de aves
Palavras-chave em português
Salmonella spp.
Biofilmes
Carbapenêmicos
Resistência
Resumo em português
De acordo com a Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO, 2013), o consumo mundial de carne de frango tem aumentado de maneira significativa nas últimas décadas. Por outro lado, a preocupação dos produtores de alimentos, com a inocuidade de seus produtos também tem aumentado na mesma proporção. Durante as etapas da operação de abate de maneira geral, as contaminações cruzadas são as principais causas de disseminação de microrganismos patogênicos nos produtos obtidos e causadores de gastroenterites no consumidor. Espécies da enterobactéria Salmonella se enquadram como um dos maiores riscos desse tipo de doença devido a sua associação com os inúmeros surtos ocorridos a nível mundial, após o consumo desses produtos. Algumas enterobactérias possuem um gene blaKPC, que codifica a enzima carbapenemase, que confere resistência a antibióticos carbapenêmicos, agravando mais a situação. Alguns fatores de virulência encontrados nesse gênero de bactéria podem ainda estar associados a capacidade de adesão e formação de biofilmes em superfícies inertes, dificultando operações de higienização nas linhas de processamento. Assim sendo, a presente pesquisa objetivou a verificação da capacidade de estirpes de Salmonella spp isoladas de aviário e linha de abate de frangos de um frigorífico no estado do Rio Grande do Sul produzirem biofilmes e apresentarem resistência a antibióticos carbapenêmicos. Na avaliação da produção de biofilme, foi empregada a técnica de microplacas de polietileno e produção de cápsula segundo Stepanovic et al. (2004) e Rodrigues et al. (2006), respectivamente.Foram pesquisados os fatores de virulência de salmonelas, representados pelos genes IpfA, agfA, sefA, invA, hilA, avrA, sopE, sivH,e spvC, utilizando o método de Reação de cadeia de Polimerase (PCR), descrita por Borges et al. (2013). As estirpes foram submetidas ao teste de resistência a antibióticos carbapenêmicos pelo método de disco difusão com carbapenêmicos segundo Clinical and Laboratory Standards Institute-CLSI (2010) e pesquisa do gene de resistência a carbapenêmicos blaKCP, pela técnica de PCR, segundo NAAS et al. (2007). Obteve-se quatro perfis genéticos das estirpes de Salmonella spp.: perfil 1: genes ifpA, agfA, invA e avrA; perfil2: genes ifpA, agfA, sefA, invA e avrA; perfil 3: genes invA e avrA; perfil4: genes ifpA,agfA e invA. Observou-se a resistência das estirpes somente ao antibiótico imipenen. Entre as 36 estirpes de Salmonella spp. isoladas, todas foram consideradas produtoras de biofilme in vitro, sendo que 69% destas, apresentaram-se como fortes produtoras, 25% como moderadas, e apenas 6% como fracas produtoras. O método Agar Vermelho Congo não se mostrou eficiente para teste presuntivo de produção de biofilme para estirpes de Salmonella spp. Não foi evidenciado o gene blaKPC nas estirpes de Salmonella spp. isoladas na presente pesquisa.
Título em inglês
Evaluation of biofilm production capacity and detection of enzyme KPC Salmonella spp. isolated from aviary and slaughter line of chicken
Palavras-chave em inglês
Salmonella spp.
Biofilms
Carbapenems
Resistance
Resumo em inglês
According to Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO, 2013), the world consumption of meat of chicken has been higher significantly in the last decades. On the other hand, the concern of the food producers with the safety of their products also has increased in the same proportion. During the steps of the slaughter operation in general, cross contamination are the main causes of pathogenic microorganisms dissemination in the obtained products and the causes of gastroenteritis in the consumer. Species of the Enterobacter Salmonella fall as the highest risks of this kind of disease, due to their association with countless outbreaks which occurred worldwide, after the consumption of these products. Some enterobacter have a blaKPC gene, which codes for the carbapenemase enzyme that confers resistance to carbapenems antibiotics, aggravating the situation. Some virulence factors found in this bacteria genes can also be associated to the ability of adherence and the formation of biofilms in inert surfaces, making it difficult the operations of sanitation in the processing lines. Thus, the present research aimed to verify the capacity of Salmonella spp. strains isolated from aviary and slaughter line of chicken in a fridge of Rio Grande do Sul state to produce biofilms and be resistant to carbapenems antibiotics. In the evaluation of biofilm production, it was used the polyethylene microplates and capsule production technique according to Stepanovic et al. (2004) and Rodrigues et al. (2006), respectively. The virulence factors of salmonella were researched, represented by the genes IpfA, agfA, sefA, invA, hilA, avrA, sopE, sivH, e spvC, using the Polymerase Chain Reaction (PCR) method described by Borges et al. (2013). The lineages were submitted to the carbapenems antibiotic resistence test by the disk diffusion method with carbapenems according to the Clinical and Laboratory Standards Institute-CLSI (2010), and the research of the resistance to carbapenems gene blaKCP, by the strains Salmonella spp.: profile 1: genes ifpA, agfA, invA and avrA.; profile 2: genes ifpA, agfA, sefA, invA and avrA; profile 3: genes invA and avrA; profile 4: genes ifpA, agfA and invA. It was observed the resistance of the strains only to the imipenen antibiotic. Among the other 36 cultures of Salmonella spp. isolated, all were considered to produce biofilm in vitro, of which 69% were strong producers, 25% moderate, and only 6% were low producers. The method Congo Red Agar was not efficient to the presumptive test of biofilm production for the Salmonella spp. strains. It was not evidenced the gene blaKPC in Salmonella spp. strains isolates in this research.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.