• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2005.tde-14062005-171531
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Marques Pino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2005
Orientador
Banca examinadora
Arce, Marisa Aparecida Bismara Regitano D (Presidente)
Oetterer, Marilia
Racanicci, Aline Mondini Calil
Título em português
Estabilidade oxidativa da carne de frangos alimentados com diferentes fontes lipídicas, armazenada sob congelamento.
Palavras-chave em português
ácido graxo
análise de alimento
bioquímica de alimento
carne de frango
composição de alimento
conservação de alimento por congelamento
nutrição animal
oxidação
qualidade do alimento
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo caracterizar química e fisicamente a carne de sobrecoxas de frangos alimentados com diferentes fontes lipídicas (óleo de soja - OS, óleo ácido de soja - AC e óleo de vísceras de frangos - FR) e a mistura destas (25% óleo de soja + 75% óleo ácido de soja – OS25AC75, 50% óleo de soja + 50% óleo ácido de soja – OS50AC50, 50% óleo de soja + 50% óleo de vísceras de frangos – OS50FR50) e estudar a estabilidade oxidativa das sobrecoxas, durante nove meses de armazenamento sob congelamento a -18ºC. Foram determinadas a composição centesimal, o perfil de ácidos graxos, pH e cor para a caracterização e valor de TBARS para o acompanhamento da estabilidade oxidativa das sobrecoxas de frangos. A umidade e o teor de proteína bruta variaram de 68 a 70% e 16,33 a 18,19%, respectivamente, encontrando-se dentro da faixa de valores citados pela literatura. Os teores de óleo de 11,0 a 11,72% foram superiores aos encontrados na literatura, o que provavelmente se deve a diferenças de raça dos animais, idade de abate e tipo de alimentação. Ao longo do experimento os valores de pH variaram de 5,88 a 6,39, sendo que apenas o tratamento OS25AC75 foi influenciado pelo tempo de armazenamento. A cor também se alterou em todos os tratamentos com o tempo. O perfil de ácidos graxos da fração lipídica da carne de sobrecoxa dos animais submetidos aos tratamentos estudados está de acordo com a literatura, sendo que a carne dos animais alimentados com a dieta adicionada de óleo ácido de soja apresentou uma quantidade de ácidos graxos insaturados inferior aos demais tratamentos. Os valores médios de TBARS variaram de 0,21 a 0,90 mg de malonaldeído/kg, ao longo do experimento. A carne de frangos alimentados com OS50FR50 foi a que apresentou a menor estabilidade, ainda mais significativa no final do estudo, o que foi confirmado através da intensidade do odor de ranço, durante a análise sensorial. De forma geral, o armazenamento afetou a qualidade da fração lipídica da carne de sobrecoxas de frangos.
Título em inglês
Oxidative stability of chicken thigh from broilers fed with different fat sources stored under freezing.
Palavras-chave em inglês
animal nutrition
chicken meat
fatty acid
food analysis
food biochemistry
food composition
food conservation of freezing
food quality
oxidation
Resumo em inglês
This work had the objective to characterize chemically and physically the meat of chicken thighs, fed with different lipid sources (soy oil, acid soy oil and chicken offal oil) and the mixture of these (25% soy oil + 75% acid soy oil – OS25AC75, 50% soy oil + 50% acid soy oil – OS50AC50, 50% soy oil + 50% chicken oil – OS50FR50) and to evaluate the oxidative stability of the meat, during nine months of frozen storage, under -18ºC. Bromatological and fatty acid composition, pH and color determinations were performed for the chemical and physical evaluation, as well TBARS value for the chicken thigh oxidative stability monitoring. The moisture and the crude protein values ranged from 68 to 70% and from 16.33 to 18.19% respectively, within the range of values found in the literature. The fats contents from 11.0 to 11.72 % were higher than those found in the literature, which probably is justified by the differences in animal breed, age of slaughtering and type of feeding. Along the experiment, the values of pH varied from 5.88 to 6.39%, however only OS25AC75 was influenced by the time. The color was affected by storage in all treatments. The fatty acid content of lipid fraction of the thigh chicken meat was in accordance whith the literature, the chicken meat of animals fed with diet added of acid soy oil presented a least unsatturated fat acid of the all treatments. The average TBARS values varied from 0.21 to 0.90 mg malonaldehyde/kg. The thigh meat from broilers fed OS50FR50 was the one that presented the least stability, even more significant at the end of the experiment wich was confirmed with intensity rancidity flavor detected by the sensory analysis. In general the time of storage affected the oxidative quality of the lipid fraction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
lilian.pdf (267.37 Kbytes)
Data de Publicação
2005-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.