• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2013.tde-10092013-155424
Documento
Autor
Nome completo
Natalia Dallocca Berno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Kluge, Ricardo Alfredo (Presidente)
Durigan, Jose Fernando
Palharini, Maria Cecilia de Arruda
Título em português
Processamento mínimo de cebola roxa: aspectos bioquímicos, fisiológicos e microbiológicos
Palavras-chave em português
Allium cepa L.
Produto minimamente processado
Qualidade fisiológica
Vida útil
Resumo em português
A cebola (Allium cepa L.) é uma das plantas de maior difusão do planeta e apresenta grande importância mundial, não só em termos de produção, mas também de consumo. No Brasil, é a terceira hortaliça mais cultivada e seu consumo é feito principalmente in natura como condimento ou tempero. Os produtos minimamente processados vêm obtendo crescente participação no mercado de produtos frescos em função da praticidade que oferecem ao consumidor. No caso da cebola, o preparo do bulbo é o maior motivo de reclamações, já que por conter compostos voláteis causam irritação aos olhos e deixam odor característico na mão do manipulador. Seu processamento mínimo poderá aumentar seu consumo e ainda alcançar novos mercados por todo o País. Entretanto, para que isso ocorra é preciso estudar a fisiologia e o manuseio específico dessa hortaliça, de forma a compreender as principais alterações que ocorrem, além de métodos que possam reduzir mudanças que acelerem sua deterioração. Este trabalho teve como objetivo avaliar os aspectos bioquímicos, fisiológicos e microbiológicos da cebola roxa minimamente processada, utilizando diferentes temperaturas de armazenamento, combinadas com dois tipos de corte, e, posteriormente, diferentes embalagens, a fim de prolongar sua vida útil. No primeiro experimento foram testadas quatro temperaturas de armazenamento, 0, 5, 10 e 15°C, e dois tipos de cortes, cubos (10 mm aresta) e fatias (3-5 mm espessura), por 15 dias a 85-90% UR. No segundo, o corte que teve o melhor desempenho foi utilizado para testar diferentes embalagens: recipiente de polipropileno (PP), filme de cloreto de polivinila (PVC - 14 ?m), filme de PP (10 ?m) e filme de polietileno de baixa densidade (PEBD - 10 ?m). As cebolas foram armazenadas a 5°C e 85-90% UR, por 12 dias. Foram realizadas as análises de pungência e da quantificação de compostos fenólicos totais, antocianinas e de quercetinas, assim como a taxa respiratória, a composição gasosa no interior das embalagens, a coloração, o teor de sólidos solúveis, e de acidez titulável, o pH, os índice de ressecamento e deterioração, a incidência de podridões e as análises microbiológicas. Cebolas armazenadas a temperaturas de 0 e 5°C e cortadas em fatias apresentaram menor pungência, menores variações nos teores de compostos fenólicos, antocianinas e quercetinas, além de menores taxas respiratórias e manutenção dos aspectos físicos e da aparência. A utilização das diferentes embalagens pouco interferiu nos aspectos estudados, exceto no pH, ângulo de cor, concentração gasosa e aparência. Independente dos tratamentos e durante os períodos de armazenamento, houve alteração dos atributos estudados. A cebola minimamente processada teve maior vida útil quando armazenada a 0°C, associada ao corte em fatias. O recipiente de PP reduziu em 3 dias a vida útil da cebola roxa. Os filmes de PP e PEBD proporcionam maior qualidade fisiológica e visual por mais tempo.
Título em inglês
Minimal processing of purple onion: biochemical, physiological and microbiological aspects
Palavras-chave em inglês
Allium cepa L.
Fresh-cut
Physiological quality
Shelf life
Resumo em inglês
The onion (Allium cepa L.) is a plant globally widespread and is important for both production and consumption. In Brazil, it is the third vegetable most produced and it is mainly consumed fresh and as condiment or seasoning. The minimally processed products have been increasing interest in the fresh product market due to the convenience offered to consumers. In the case of onions, the preparation of the bulb is the biggest cause of complaints, since it contains volatile compounds that cause irritation to eyes and gives the handler a characteristic odor in their hands. Its minimal processing may increase their consumption and still reach new markets around the country. To this end, it is necessary to study the physiology and the specific handling for this vegetable. Thus, to understand the changes occurring during the process as well as methods that may minimize such changes. This work aimed to evaluate the biochemical, physiological and microbiological aspects of purple onions minimally processed using different storage temperatures, combined with two cut types, and, subsequently, different packaging, in order to prolong its life. In the first experiment, four storage temperatures was evaluated (0, 5, 10 and 15°C), and two types of cut, being cubes (10 mm edge) and slices (3-5 mm thick). Product was storage during 15 days at selected temperatures and 85-90% RH. In second experiment, the cut that had best performance was used to test different packaging, being polypropylene (PP), polyvinyl chloride film (PVC - 14 ?m), PP film (10 ?m) and low density polyethylene film (LDPE - 10 ?m). The product was stored at 5°C and 85- 90% RH, for 12 days. To evaluate the shelf-life of the product was carried out analyzes of pungency and quantification of phenolic compounds, anthocyanins and quercetins, as well as respiratory rate, gas composition inside the package, the coloring, the soluble solids and titratable acidity content, pH, the rate of drying and deterioration, decay incidence and microbiological analyzes. Fresh-cut onions stored at temperatures between 0 and 5°C and cut into sliced showed low level of pungency, minor variations in the levels of phenolic compounds, anthocyanins and quercetins, and lower respiration rates and maintenance of the physical aspects and appearance. The use of different packaging interfered little in the variables studied, except for pH, hue angle, gaseous concentration and appearance. Regardless of treatments and periods of storage, there was a change of the attributes studied. The fresh-cut onion had longer life when stored at 0°C associated with cut into slices. The container of PP reduced in 3 days life purple onion. The films of PP and LDPE provide higher visual and physiological quality for longer time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-09-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.