• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2003.tde-28072003-142554
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Amaral de Oliveira Bueno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Silva, Sila Carneiro da (Presidente)
Corsi, Moacyr
Rodrigues, Luis Roberto de Andrade
Título em português
Características estruturais do dossel forrageiro, valor nutritivo e produção de forragem em pastos de capim-mombaça submetidos a regimes de lotação intermitente.
Palavras-chave em português
capim mombaça
dossel forrageiro
forragem
pastejo
valor nutritivo.
Resumo em português
A produção e o valor nutritivo da forragem em pastagens são função de variações em composição botânica e morfológica do pasto que, por sua vez, são conseqüência do controle e monitoramento da condição e estrutura do dossel forrageiro. Dentro desse contexto, o objetivo deste experimento foi avaliar os efeitos de combinações entre intensidade e intervalo entre pastejos sobre a produção, composição botânica e morfológica e valor nutritivo da forragem ao longo de uma estação de crescimento inteira (janeiro/01 a fevereiro/02) em pastos de capim-Mombaça pastejados por bovinos. Adicionalmente, visou identificar estratégias de manejo do pastejo que permitissem obter alta produtividade e utilização de forragem, mantendo a estrutura do pasto dentro de limites aceitáveis de uso e garantindo, assim, alimento em quantidade e qualidade para os animais. O experimento foi realizado na Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP, entre 8 de janeiro de 2001 e 23 de fevereiro de 2002. Os tratamentos corresponderam a combinações entre duas intensidades (30 e 50 cm de resíduo) e dois intervalos de pastejo (pastejo iniciado com 95 e 100 % de interceptação de luz do dossel forrageiro - IL) e foram alocados às unidades experimentais conforme delineamento de blocos completos casualizados, em arranjo fatorial 2 x 2, com 4 repetições. Foram avaliadas as seguintes variáveis-resposta ao longo de todos os ciclos de pastejo: teores de matéria mineral, proteína bruta, fibra insolúvel em detergente neutro e ácido, lignina e digestibilidade in vitro da matéria orgânica. De forma geral, os pastos acumularam forragem de forma contínua durante a rebrotação, sendo a maior produtividade obtida para o tratamento 30/95 (26.910 kg MS.ha -1 ), seguida do 30/100, 50/100 e 50/95 (24.900, 20.280 e 17.910 kg MS.ha -1 , respectivamente). No entanto, a partir de determinada fase de rebrotação o acúmulo foi proveniente de hastes e material morto, componentes que, em altas proporções, são indesejáveis para a alimentação animal e eficiência do pastejo. Pastos com pastejos iniciados com 100% IL do dossel apresentaram maiores proporções de hastes (14,7 x 8,0%) e material morto (9,7 x 6,5%) na forragem em pré-pastejo, o que resultou em redução dos teores de proteína (9,0 x 11,2%) e da digestibilidade (55,0 x 58,1%) comparativamente àqueles de 95% IL do dossel. Adicionalmente, quando períodos de descanso mais longos (100% IL) foram associados com o resíduo de 30 cm, a presença de hastes e material morto impediu que o resíduo planejado fosse mantido ao longo do ano (50,7 cm ao final do inverno). Pastejos mais freqüentes, propiciados pelo pastejo iniciado com 95 % IL do dossel, permitiram também um controle mais efetivo do florescimento das plantas, especialmente quando associados ao resíduo de 30 cm. Conclui-se que o manejo do pastejo em pastos de capim-Mombaça submetidos à lotação intermitente deve ser iniciado com 95 % IL do dossel (90 cm de altura em pré-pastejo) e terminado quando o resíduo atingir 30 cm, sendo o período de descanso função da taxa de acúmulo de massa seca dos pastos.
Título em inglês
Canopy structural characteristics, nutritive value and herbage production of mombaça grass pastures submmited to intermitent defoliation regimes.
Palavras-chave em inglês
grazing
herbege
monbaça grass
nutritive value.
sward
Resumo em inglês
Forage yield and nutritive value in pastures are a function of variations in sward botanical and morphological composition, which result from monitoring and controlling sward condition and structure. Against this background, the objective of this experiment was to evaluate the effects of combinations of grazing intensity and frequency on dry matter production and botanical and morphological composition of the herbage in Mombaça grass patures grazed by dairy cattle for 411 days (January/01 to February/02). Additionally, it aimed at identifying grazing management strategies that would allow for high pasture productivity and herbage utilization, keeping sward structure within acceptable limits of use and ensuring adequate supply of good quality feed to animals. The experiment was carried out at Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP, from 8 January 2001 to 23 February 2002. Treatments corresponded to combinations between two grazing intensities (30 and 50 cm post-grazing height) and two grazing intervals (grazing initiated at 95 and 100% canopy light interception - LI) and were allocated to experimental units according to a complete block design, in a 2 x 2 factorial arrangement, with 4 replicates. The following responses were measured in all grazing cycles: forage concentration of total ash, crude protein, neutral as well as acid detergent fiber and lignin content, and in vitro organic matter digestibility. In general, pastures accumulated herbage continuously during regrowth, with the highest productivity recorded for the 30/95 treatment (26,910 kg DM.ha -1 ), followed by 30/100, 50/100 and 50/95 (24,900; 20,280 and 17,910 kg DM.ha -1 , respectively). However, from a certain point during regrowth herbage accumulation was a consequence of stem elongation and dead material accumulation, components that, in high proportions, are undesirable for feeding animals and grazing efficiency. When grazing started at 100% canopy light interception there was a higher proportion of stem (14.7 x 8.0%) and dead material (9.7 x 6.5%) in the pre-grazing herbage mass than when it started at 95% LI, which caused reduction in crude protein content (9.0 x 11.2%) and organic matter digestibility of the herbage (55.0 x 58.1%). When longer grazing intervals (100% LI) were associated with the 30 cm post-grazing height, the post-grazing target for sward height could not be maintained throughout the year due to the accumulation of stem and dead material at the base of the sward (50.7 cm in late winter). More frequent grazings, related to the 95% canopy light interception defoliation regime, allowed for an effective control of reproductive growth of plants, particularly when associated with the post-grazing height of 30 cm. It was concluded that grazing management of Mombaça grass pastures submitted to intermittent stocking must be initiated at 95% canopy light interception (90 cm pre-grazing height) and finished when pastures are grazed down to 30 cm, with grazing intervals being a function of sward herbage accumulation rates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
adriana.pdf (1.67 Mbytes)
Data de Publicação
2003-08-04
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • da SILVA, S. C., et al. Sward structural characteristics and herbage accumulation of Panicum maximum cv. Mombaça subjected to rotational stocking managements [doi:10.1590/s0103-90162009000100002]. Scientia Agrícola (USP. Impresso) [online], 2009, vol. 66, p. 8-19.
  • BUENO, F. O., et al. Composição morfológica estratificada de capim Mombaça (Panicum maximum (Jacq.)) submetido a regimes de lotação intermitente. In 10 Simpósio de Iniciação Científica da USP, Piracicaba, SP, 2002. Anais do 10 Simpósio de Iniciação Científica da USP.São Paulo, SP : USP, 2002. Resumo.
  • CARNEVALLI, R. A., et al. Interceptação luminosa e índice de área foliar em pastos de capim-mombaça submetidos a regimes de desfolhação intermitente. In 42 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Goiânia, GO, 2005. Anais da 42 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia.Brasília, DF : Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2005. Resumo.
  • CARNEVALLI, R. A., et al. Produção de forragem em pastos de capim Mombaça submetidos a regimes de desfolhação intermitente. In 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Santa Maria, RS, 2003. Anais da 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia.Santa maria, RS : Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2003. Resumo.
  • CARNEVALLI, Roberta Aparecida, et al. Altura do dossel forrageiro e massa de forragem em pastos de capim Mombaça submetidos a regimes de desfolhação intermitente. In 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Santa Maria, RS, 2003. Anais da 40 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia.Santa Maria, RS : Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2003. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.