• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2003.tde-27112003-101053
Documento
Autor
Nome completo
Janice Barreto de Morais
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2003
Orientador
Banca examinadora
Susin, Ivanete (Presidente)
Monteiro, Alda Lucia Gomes
Nussio, Luiz Gustavo
Título em português
Substituição do feno de "coastcross" (Cynodon spp) por casca de soja na alimentação de borregas (os) confinadas (os).
Palavras-chave em português
alimentação animal
casca de soja
comportamento ingestivo animal
confinamento animal
digestibilidade
feno de capim coast-cross
ovino.
Resumo em português
A alimentação de fêmeas ovinas em crescimento deve ser de alta qualidade para obtenção do peso de cobrição aos sete meses de idade. Foram realizados três experimentos com o objetivo de avaliar a substituição do feno de “coastcross” por casca de soja sobre o desempenho de borregas confinadas (Experimento I), comportamento ingestivo (Experimento II) e digestibilidade dos nutrientes no trato digestivo total de borregos (Experimento III). Nos Experimentos I e II, foram utilizadas 48 borregas da raça Santa Inês, com peso e idade inicial de 23,1 ± 3,3 kg e 124 ± 9 dias, respectivamente, em um delineamento em blocos casualizados com quatro tratamentos e seis repetições. Os tratamentos constaram de dietas isoprotéicas e iso-FDN: 0CS; 12,5CS; 25CS e 37,5CS (0; 12,5; 25 e 37,5% de inclusão de casca de soja na MS da dieta, respectivamente). Houve efeito linear crescente (P<0,01) para consumo de matéria seca e para ganho de peso diário e efeito linear decrescente (P<0,01) para conversão alimentar com a inclusão da casca de soja. O comportamento ingestivo apresentou um efeito linear decrescente (P<0,02) nos tempos despendidos para ingestão, para ruminação e para atividade de mastigação em minutos/dia, minutos/g de MS e minutos/g de FDN, à medida que aumentou a inclusão de casca de soja na dieta. No Experimento III, foram utilizados quatro borregos da raça Santa Inês, com peso e idade inicial de 43 kg e nove meses, respectivamente, em um delineamento em quadrado latino 4x4. As dietas foram as mesmas utilizadas no Experimento I. Houve efeito linear crescente (P<0,04) entre os tratamentos para o consumo da matéria seca (MS), da matéria orgânica (MO), da fibra em detergente neutro (FDN), da fibra em detergente ácido (FDA) e da hemicelulose, e para a digestibilidade da MS, da MO, da FDN e da hemicelulose. Observou-se um efeito quadrático (P=0,02) entre os tratamentos para a digestibilidade da FDA. A casca de soja adicionada em dietas para borregas até 37,5% (da MS) aumenta a digestibilidade da MS e da MO e melhora o desempenho animal. Os resultados de comportamento ingestivo mostraram que a casca de soja possui menor quantidade de FDN fisicamente efetiva quando comparada a FDN do feno de “coastcross”.
Título em inglês
Replacement of coastcross hay by soybean hulls in diets for feedlot lambs.
Palavras-chave em inglês
animal feeding
animal ingestive behavior
coastcross hay
digestibility
feeedlot
sheep.
soybean hulls
Resumo em inglês
Ewe lambs need a high quality diet to attain breeding weight at 7 months of age. Three trials were conducted to evaluate the replacement of coastcross hay by soybean hulls on feedlot lambs: Trial I (performance), Trial II (ingestive behavior) and Trial III (diet digestibility). In Trials I and II, forty-eight Santa Inês ewe lambs (initial body weight 23.1 ± 3.3 kg and 124 ± 9 days old) were penned 2 by 2 in 24 pens and assigned to a randomized block design. Soybean hulls replaced hay at 12.5%, 25% or 37.5% on DM basis. All diets were isonitrogenous and isoNDF. The control diet contained 50% coarsely chopped coastcross hay and no soybean hulls. There was an increased linear response (P<0.01) on dry matter intake (DMI) and average daily gain and a decreased linear response (P<0.01) on feed conversion when soybean hulls were added to the diet. The ingestive behavior (eating, ruminating and total chewing) presented a decreased linear trend (P<0.02) for minutes/day, minutes/g of NDF intake and minutes/g of DMI as soybean hulls were added to the diet. On digestibility trial (Trial III), four Santa Inês ram lambs (43 kg BW and 9 mo) were used in a 4x4 latin square design. Experimental treatments were the same as those used on Trial I. There was an increased linear trend (P<0.04) on DM, organic matter (OM), NDF, ADF and hemicellulose intake as well as for DM, OM, NDF and hemicellulose digestibilities. There was a quadratic response (P=0.02) on ADF digestibility. When soybean hulls are added to the diet up to 37.5% (DM basis) there is an improvement on OM and DM digestibilities and animal performance. Ingestive behavior results may imply a lower NDF physical effectiveness for the soybean hulls as compared to coastcross hay.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
janice.pdf (170.57 Kbytes)
Data de Publicação
2004-02-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.