• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Camargo do Amaral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2007
Orientador
Banca examinadora
Nussio, Luiz Gustavo (Presidente)
Jobim, Clóves Cabreira
Reis, Ricardo Andrade
Título em português
Avaliação de aditivos químicos sobre as perdas e valor alimentício das silagens de cana-de-açúcar para ovinos
Palavras-chave em português
Cana-de-açúcar
Ciclo estral animal
Comportamento ingestivo animal
Ensilagem
Fermentação alcoólica
Leite - produção
Ovinos
Silagem.
Resumo em português
Foram realizados três experimentos visando avaliar o uso de aditivos químicos durante a ensilagem da cana-de-açúcar. No experimento I, objetivou-se verificar as alterações nas características fermentativas e aeróbias das silagens de cana-de-açúcar ensiladas com 1% de cal virgem ou 1% de calcário (com base na matéria original). As menores (P<0,01) perdas gasosas foram observadas nos tratamentos contendo fontes de cal virgem ou calcário. As silagens tratadas com esses aditivos apresentaram maior (P<0,01) teor de carboidratos solúveis residuais e de ácido acético e butírico, além de reduzida fermentação alcoólica. Na estabilidade aeróbia, o tratamento com cal virgem apresentou maior estabilidade aeróbia, evidenciado pelo maior (P<0,05) tempo para elevação de temperatura e menores (P<0,05) perdas de matéria seca. No experimento II avaliou-se a digestibilidade dos nutrientes e os parâmetros de fermentação ruminal de borregos alimentados com rações contendo essas silagens, bem como a silagem não tratada e a cana-de-açúcar in natura. Foram utilizados 16 borregos não castrados da raça Santa Inês, alocados em gaiolas para ensaio de metabolismo. Todas as rações experimentais foram compostas de 50% de volumoso na matéria seca. Foram utilizadas quatro rações como tratamentos, diferindo quanto ao tipo do volumoso utilizado: canade- açúcar in natura, silagem de cana-de-açúcar sem aditivo, silagem de cana-deaçúcar aditivada com cal virgem (1%) e silagem de cana-de-açúcar aditivada com calcário (1%). Houve diferença (P<0,05) entre os tratamentos nos coeficientes de digestibilidade da matéria seca e da matéria orgânica, onde observou-se maior digestibilidade aparente da ração contendo cana-de-açúcar in natura. A concentração de butirato foi maior (P<0,05) nos animais que consumiram a ração contendo silagem tratada com 1% de cal virgem, apresentando valor de 11,89 mM. Os valores de pH ruminal não sofreram alteração (P>0,05) entre os tratamentos, apresentado valor médio de 6,3. No experimento III, objetivou-se avaliar o desempenho, retorno da atividade ovariana pós-parto e comportamento ingestivo de ovelhas em lactação, alimentadas com os mesmos tratamentos apresentados no experimento II. Foram utilizadas 40 ovelhas da raça Santa Inês individualmente alojadas em baias cobertas. Não houve diferença (P>0,05) entre os tratamentos na produção de leite. O teor de gordura do leite foi maior nas ovelhas que consumiram as rações contendo as silagens. Não verificou-se diferença (P>0,05) entre os tratamentos no número de dias necessários para ocorrer a primeira ovulação. A concentração de ácidos graxos não-esterificados não foi alterada (P>0,05) entre os tratamentos. Não foi verificada diferença (P>0,05) entre os tratamentos nas avaliações do comportamento ingestivo dos animais. O uso de fontes de cálcio como aditivos na ensilagem da cana-de-açúcar proporcionou melhor padrão fermentativo, com redução das perdas gasosas e da produção de etanol. O desempenho animal não foi afetado com a utilização dessas silagens.
Título em inglês
Evaluation of chemical additives on losses and alimentary value of sugar cane silage for sheep
Palavras-chave em inglês
Aerobic stability
Ensilage
Ingestive behavior
Milk production
Postpartum anestrus
Ruminal fermentation.
Resumo em inglês
Three experiments were conducted to evaluate the effects of fresh sugarcane or sugarcane silages added during ensiling with calcium oxide and limestone (1% as-fed basis). The experiment I assessed the fermentative characteristics and aerobic stability of silages and fresh sugarcane. The lowest gas losses were observed for treatments containing calcium oxide and limestone. These two treatments also showed low ethanol production and higher concentrations of residual soluble carbohydrates, acetic and butyric acids when compared with non-treated silage. In the aerobic stability trial, silage treated with calcium oxide presented the highest aerobic stability, observed by the heating delay and the lowest dry matter losses. Nutrient digestibility and ruminal parameters were also evaluated in the experiment II using sixteen Santa Inês ram lambs kept in metabolism crates. All experimental diet contained 50% of roughage (DM basis) and treatments were defined according to roughage type: fresh sugarcane, sugarcane silage with no additive, sugarcane silage with calcium oxide (1% as-fed basis), and sugarcane silage with limestone (1% as-fed basis). It was observed difference (P<0.05) among treatments for dry matter and organic matter digestibility with values of 74.62 and 76.43% for the diet containing fresh sugarcane, respectively. Ruminal butyrate concentration (11.89 mM) was the highest (P<0.05) for the animals receiving the diet with calcium oxide silage. There was no treatment effect on ruminal pH (P>0.05), with mean value of 6.3. In the experiment III, milk production, ovarian activity resumption, and ingestive behavior were evaluated using forty Santa Inês ewes individually penned. The ewes were fed with the same diet used in the experiment II. No effect on milk production (P>0.05) was observed. Milk fat concentration was higher (P<0.05) for ewes fed silages when compared to ewes fed sugarcane fresh sugarcane. There was no difference (P>0.05) for days necessary to P4 >= 1 ng/mL. Non-esterified fatty acids concentration and ingestive behavior were not affected (P>0.05) by treatments. Using calcium sources as sugarcane silage additive provided better fermentative pattern with reduction of gas losses and ethanol production. The animal performance was not affected by feeding sugar cane silage.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
rafaelcamargo.pdf (1.86 Mbytes)
Data de Publicação
2008-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.