• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2007.tde-21032007-151136
Documento
Autor
Nome completo
Renato Shinkai Gentil
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Pires, Alexandre Vaz (Presidente)
Alcalde, Claudete Regina
Borges, Iran
Título em português
Silagem de cana-de-açúcar tratada com aditivo químico ou microbiano na alimentação de cabras em início de lactação
Palavras-chave em português
Alimentação animal
Cabras
Cana-de-açúcar
Desempenho animal
Digestibilidade
Lactação animal
Lactobacillus
Silagem
Uréia
Resumo em português
A cana-de-açúcar é uma importante alternativa na suplementação de ruminantes no período de menor disponibilidade de forragem. A sua ensilagem permite a armazenagem por longos períodos, além de apresentar benefícios logísticos. Entretanto, as altas concentrações de etanol encontradas nas silagens sem aditivos podem reduzir o consumo voluntário e, conseqüentemente afetar o desempenho animal. Dois experimentos foram realizados para avaliar os efeitos do uso da cana-deaçúcar fresca e ensilada com aditivos sobre o desempenho da lactação de cabras e a digestibilidade aparente das dietas para borregos. Exp. I: Trinta e seis cabras da raça Saanen (15±3 dias de lactação) foram utilizadas para avaliar os efeitos do fornecimento de rações contendo silagem de cana-de-açúcar sobre o consumo de matéria seca, os parâmetros sangüíneos, o comportamento ingestivo e a produção e composição do leite. As cabras foram alojadas individualmente, por 12 semanas, em baias do tipo ?tie stall?. Exp. II: Doze borregos Santa Inês foram mantidos em gaiolas para ensaio de metabolismo para a determinação da digestibilidade aparente das rações experimentais. As dietas foram compostas de 50% de volumoso e 50% de concentrado, constituindo os quatro tratamentos experimentais: a) cana-de-açúcar fresca (CC), b) silagem de cana-de-açúcar inoculada com L. buchneri (5x104 ufc/g MV) (SAD), c) silagem de cana-de-açúcar aditivada com 1,0% de uréia (U1,0) e d) silagem de canade- açúcar aditivada com 1,5% de uréia (U1,5). O delineamento experimental dos experimentos foi o de blocos completos casualizados. O consumo de matéria seca, a variação no peso corporal, a produção e composição do leite foram semelhantes (P>0,05) nas comparações CC vs SAD e U1,0 vs U1,5. O tratamento CC comparado ao SAD apresentou aumento (P<0,05) na concentração de glicose sangüínea (GS), no nitrogênio uréico plasmático (NUP), no tempo de ingestão e mastigação nas 24 horas e no tempo de ruminação e mastigação nas 6 primeiras horas após o fornecimento das rações. A concentração de uréia no leite foi maior (P<0,05) para o tratamento U1,0 quando comparado ao tratamento U1,5. As silagens contendo uréia promoveram maior (P<0,05) teor de gordura, sólidos totais e uréia no leite, e menores GS e NUP quando comparadas a CC. O coeficiente de digestibilidade aparente da FDN foi maior (P<0,05) para as silagens quando comparadas à cana-de-açúcar fresca. A digestibilidade aparente da PB foi maior para o tratamento U1,0 quando contrastado com o U1,5. A inoculação microbiana propicionou resultados semelhantes de produção e composição do leite. O uso de aditivos na silagem de cana-de-açúcar aumenta a digestibilidade da FDN.
Título em inglês
Sugar cane silage treated with microbial or chemical additives fed to goats in early lactation
Palavras-chave em inglês
Lactobacillus buchneri
Digestibility
Performance
Urea
Resumo em inglês
Sugar cane is an important roughage source for ruminants. Sugar cane silage is an alternative feed which may improve operation efficiency at farm level. However, high levels of ethanol found in sugar cane ensiled without additive may reduce voluntary feed intake and may affect animal performance. Two experiments were performed to evaluate the effects of using fresh sugar cane and sugar cane silage treated with microbial (Lactobacillus buchneri) or chemical (urea) additives on lactation performance of goats and diets digestibility in ram lambs. Trial 1: Thirty-six lactating Saanen does (15±3 DIM) were used to evaluate the effects of feeding sugar cane silage treated with microbial or chemical additives on dry matter intake, blood parameters, ingestive behavior and milk yield and milk composition. Goats were assigned to a complete randomized block design (according to milk production, DIM and number of lactation) and housed individually in a tie stall during 12 weeks. Trial 2: Twelve Santa Inês ram lambs were placed in metabolic crates to evaluate diet digestibility. Experimental diets were composed by 50:50 (concentrate: roughage ratio) TMR. Experimental treatments were the roughage source: fresh sugar cane (FSC), sugar cane silage with L. buchneri (SCS + Lb), 5x104 cfu/g wet basis, sugar cane silage with 1% urea wet basis (SCS1%) or sugar cane silage with 1.5% urea wet basis (SCS1.5%). Dry matter intake, body weight variation, milk yield and composition were similar (P>0.05) among treatments (FSC vs SCS + Lb and SCS1% vs SCS1.5%). Treatment FSC compared to SCS+Lb showed higher (P<0.05) blood glucose concentration (BG), plasma urea nitrogen (PUN), time spent eating and chewing in 24 hours, time spent ruminating and chewing at initial 6 hours. Milk urea nitrogen was higher (P<0.05) for SCS1% compared to SCS1.5%. Silages added with urea showed higher (P<0.05) milk fat, milk total solids, milk urea, and lower (P<0.05) BG and PUN when compared to the FSC treatment. NDF digestibility was lower (P<0.05) for SCS compared to sugar cane silages (FSC vs SCS + Lb; FSC vs SCS1% and SCS1.5%). CP digestibility was higher (P<0.05) for animals fed SCS1.0% compared those fed SCS1.5%. There were no differences (P>0.05) on nitrogen balance in all comparison evaluated. Microbial inoculants had no detrimental effect, showing similar results for milk production and composition. The use of additives in sugar cane silage improves NDF digestibility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RenatoGentil.pdf (325.62 Kbytes)
Data de Publicação
2007-04-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.